Diagnóstico da gestão de resíduos da construção civil a partir da leitura da paisagem urbana
PDF-pt
PDF-en (English)

Palavras-chave

Meio Ambiente
Risco Ambiental
Disposição Inadequada
Resíduos

Como Citar

QUAGLIO, R. S.; ARANA , A. R. A. Diagnóstico da gestão de resíduos da construção civil a partir da leitura da paisagem urbana. Sociedade & Natureza, v. 32, p. 457-471, 22 jul. 2020.

Resumo

A construção civil pode ser identificada como um dos setores que mais causam impactos ao meio ambiente devido à exploração dos recursos naturais e elevado índice de geração de resíduos. Neste contexto, este estudo tem por objetivo elencar as principais áreas de descarte inadequado dos Resíduos de Construção e DemoliçãoRCD no município de Presidente Bernardes-SP apresentando suas características e análise espacial. Os procedimentos metodológicos para a caracterização das áreas foram constituídos por visitas aos pontos de descarte, efetuação de registro fotográfico, demarcação de coordenadas geográficas e observação direta da composição dos RCD. Após uma investigação detalhada do perímetro urbano e acessos do município foram demarcados 40 pontos de descarte irregular que possuíam mais de 3 m³ de RCD depositados. Á área do município foi subdividida de acordo com as feições urbanas. Em todos os pontos analisados foram identificados resíduos da Classe A, 82,5% da Classe B, 47,5% da Classe C e D, também foi verificado que 20% dos pontos apresentavam resíduos domiciliares evidenciando o poder de atratividade dos RCD. A partir dos resultados foi possível relacionar as principais áreas de descarte irregular, bem como estimar o volume de resíduos descartados e sua composição fornecendo subsídios à implantação de uma gestão diferenciada no município.

https://doi.org/10.14393/SN-v32-2020-47547
PDF-pt
PDF-en (English)

Referências

ACOSTA, S. As recentes tendências do mercado imobiliário costarriquenho. Revista Geo UERJ. Rio de Janeiro, v. 20, n. 28, p.1-25, 2016.

ALBUQUERQUE, D. M. S. Impacto socioambiental da deposição irregular dos resíduos da construção e demolição na cidade do Recife-PE. 2015. Dissertação (Mestrado em Construção Civil) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Escola Politécnica, Universidade de Pernambuco, Recife, 2015.

BRASIL. Lei nº 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, nº 147, p. 3, 03 de ago. 2010.

BARROS, M. V., SOUZA, J. T. Plano de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil: um panorama de análise a partir da Resolução 307 do CONAMA. Revista Gestão Industrial, Ponta Grossa, v. 13, n. 1, p. 139-153, out./dez. 2017.

BENEVOLO, L. História da cidade. Tradução de Silvia Mazza. São Paulo: Perspectiva, 2012.

CARLOS, Ana. Fani. Alessandri. O espaço urbano: novos escritos sobre a cidade. São Paulo, Contexto, 2004.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE (CONAMA); Ministério do Meio Ambiente – Resolução nº. 307 05 de julho de 2002. Diário Oficial da República do Brasil. Brasília. 2002.

CÓRDOBA, R. E. Estudo do sistema de gerenciamento integrado de resíduos de construção e demolição do município de São Carlos - SP. 406 p. Dissertação (Mestrado em Hidráulica e Saneamento) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010.

CÓRDOBA, R. E; MARTINS FILHO, C. A. S; LINO, J. R. Plano de gerenciamento de resíduos da construção civil do loteamento social Morada do Sol. São Luís, MA: FAI-UFSCar, 2014.

FERREIRA, A. C. A.; COSTA, F. M. V.; DIAS, I. C. T; SANTOS, S. Gestão de Resíduos Sólidos na Construção Civil. Revista Pensar Engenharia, Belo Horizonte, v.2, n. 2, p. 1- 18, 2014.

FERNANDES, Mário Gonçalves. Urbanismo contemporâneo e morfologia urbana nas cidades do norte de Portugal (1852-1926). In: Cidades. Presidente Prudente: GEU, n.8, v.5, p.329-354, 2008.

FONSECA, E. S. Estudo da distribuição espacial de parasitoses e condições de saneamento básico para o município de Ouro Preto/MG, com o apoio do geoprocessamento. 2008. 177 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

FONSECA, C. D. Arraiais e vilas d’el rei: espaço e poder nas Minas setecentistas [online]. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. https://doi.org/10.7476/9788542303070.

GEHRMANN, H-J.; HIEBEL, M.; SIMON, F. G. Methods for the Evaluation of Waste Treatment Processes. Journal of Engineering. Berlim, p. 1-14,2017. https://doi.org/10.1155/2017/3567865

GOMES, M. H. S. C.; OLIVEIRA, E. C.; BRESCIANI, L. P.; PEREIRA, R. S. Polí-tica Nacional de Resíduos Sólidos: perspectivas de cumprimento da lei 12.305/2010 nos municípios brasileiros, municípios paulistas e municípios da região do ABC. Rev. Adm. UFSM, v. 7, Edição Especial, p. 93-110, 2014.

GOMES, S. de C.; ZHOU, J. L., LI, W.; LONG, G. Progress in manufacture and properties of construction materials incorporating water treatment sludge: a review S. Resour. Conserv. Recycl., Michigan, v. 145, p. 148-159, 2019 http:doi.org/10.1016/j.resconrec.2019.02.032

GONÇALVES, B. B.; DIAS, J. F. Resíduos domiciliares recicláveis: prospecção para cidade de médio porte. Observatorium: Revista Eletrônica de Geografia, Uberlândia, v.1, n.1, p. 84-104, 2009.

GOUVEIA, N. Resíduos sólidos urbanos: impactos socioambientais e perspectiva de manejo sustentável com inclusão social. Ciênc. Saúde coletiva, v.17, n.6, p.1503-1510, jun. 2012.

GUIMARAES, L da S. O modelo de urbanização brasileiro: notas gerais. GeoTextos, vol. 12, n. 1, p. 13-35, jul. 2016. http://dx.doi.org/10.9771/19845537geo.v12i1.14084

HASSAN, A.; ARIF, M; SHARIQ, M.. Use of geopolymer concrete for a cleaner and sustainable environment – a review of mechanical properties and microstructure. J. Cleaner Prod., 223 (2019), pp. 704-728 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2019.03.051

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008. Rio de Janeiro: IBGE, 2012a.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censos demográficos dos anos de 2000 a 2010. Rio de Janeiro: IBGE. 2012b

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística .Perfil dos Municípios Brasileiros Rio de Janeiro: IBGE, 2015 Disponível em: https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/perfilmunic/2015/default.shtm Acesso: 15 de julho de 2018

JOHN, V. M. Reciclagem de resíduos na construção civil – contribuição à metodologia de pesquisa e desenvolvimento. São Paulo, 2010. 102p. Tese (livre docência) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

KLEIN, F. B.; DIAS, S. L. F. G. A Deposição Irregular de Resíduos da Construção Civil No Município de São Paulo: um estudo a partir dos instrumentos de políticas públicas ambientais. Desenvolv. Meio Ambiente, Curitiba v. 40, p. 483-506, abril 2017. http://dx.doi.org/10.5380/dma.v40i0.47703

LEFEBVRE, H. A Revolução Urbana. 5 ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

LEFEBVRE, H. O Direito à Cidade. 8 ed. Itapevi: Nebil, 2016.

LONG, W; LI, H; WEI, J; XING, F; HAN, N. Sustainable use of recycled crumb rubbers in eco-friendly alkali activated slag mortar: dynamic mechanical properties, Prod.Cleaner Prod 204 (2018), pp. 1004-1015

BRITO, J.; BRAVO, M. Indicadores de resíduos de construção e demolição para construções residenciais novas. Ambient. Constr, Porto Alegre, v.11, n.3, p.117-130, 2011. https://doi.org/10.1590/S167886212011000300009.

MARQUES NETO, J. C. Gestão dos resíduos de construção e demolição no Brasil. São Carlos: RIMA, 2005

MENG, Y; LING, T. C; MO, K. H; Recycling of wastes for value-added applications in concrete blocks: an overview . Resour. Conserv. Recycl., Michigan, V 138, p. 298-312, 2018 https://doi.org/10.1016/j.resconrec.2018.07.029

MARTINS, F. G. Gestão e gerenciamento de resíduos da construção civil em obras de grande porte: estudos de caso. 2012. 177 p. Dissertação (Mestrado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012

MORAIS, G. M. D. Diagnóstico da deposição clandestina de resíduos de construção e demolição em bairros periféricos de Uberlândia: subsídios para uma gestão sustentável. 2006. 201 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Engenharia Civil, Universidade Federal de Uberlândia, 2006.

NOGUEIRA, G. R. F. Extração de Areia em Cursos D’água e Seus Impactos: Proposição de uma Matriz de Integração. Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária na Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 29 jul. 2016. Acesso: https://www.ufjf.br/engsanitariaeambiental/files/2014/02/TFC_Vers%C3%A3oFinal.pdf

PANERAI, P. Análise Urbana. Tradução de Francisco Leitão; Revisão técnica de Sylvia Ficher. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2014. 198p.ISBN 85-230-0923-X

PINTO, C. H. C.; SANTOS, A. L. dos.; CATUNDA, A. C. M. M. Percepção da legislação ambiental, gestão e destinação final dos rcd – resíduos da construção e demolição: um estudo de caso em Parnamirim/RN/Brasil. Holos, [S.l.], v. 2, p. 33-49, abr. 2015. https://doi.org/10.15628/holos.2015.1528

PINTO, T. P.; GONZÁLEZ, J. L. R. (Coord.) Manejo e gestão de resíduos da construção civil. Brasília, DF: Caixa Econômica Federal, 2005.

PRESIDENTE BERNARDES. Lei n° 2.115 de 02 de março de 2.010. Institui o Plano Diretor Municipal e dispõe sobre a colocação, em vias públicas, de resíduos gerados por demolições, construções e dá outras providências, 2010. Presidente Bernardes: [s.n.], 2010.

PENNA, N. A; FERREIRA, I. B. Desigualdades socioespaciais e áreas de vulnerabilidades nas cidades. Mercator, Fortaleza, v. 13, n. 3, p. 25-36, dez. 2014. https://doi.org/10.4215/RM2014.1303.0002

PIOVEZAN JR, G. T. A. Avaliação dos resíduos da construção civil (rcc) gerados no município de Santa Maria. 2007. 76 p.. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007 Disponivel em. https://repositorio.ufsm.br/handle/1/7924

QUAGLIO, Renam Serraglio. Resíduos da construção e demolição (rc&d): estudo dos impactos ambientais provocados pelo descarte inadequado no município de Presidente Bernardes – SP. 2017. 118 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2017 .

SANCHES, M. C. G. Valoração do Serviço de Destinação Final dos Resíduos Gerados na Construção Civil do Município de Salvador, Bahia. 2004. 127 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade Nacional de Brasília, Brasília, 2004

SANTOS, M. A natureza do espaço. Técnica e tempo, razão e emoção. 4ª ed. São Paulo: Edusp, 2006.

SANTOS, M. R. R.; RANIERI, V. E. L. Critérios para análise do zoneamento ambiental como instrumento de planejamento e ordenamento territorial. Ambiente. & Sociedade. [online], Campinas, v.16, n.4, pp.43-60, 2013. https://doi.org/10.1590/S1414753X2013000400004.

SILVA, V. A.; FERNANDES, A. L. T. Cenário do gerenciamento dos resíduos da construção e demolição (RCD) em Uberaba-MG. Soc. & Nat., Uberlândia, v. 24, n. 2, 333-344, mai/ago. 2012.

SILVA W. R. da; SPOSITO, M. E. B. (orgs.). Perspectivas da urbanização: reestruturação urbana e das cidades. Rio de Janeiro: Consequência Editora, 2017. 230p

SILVA, J. S.; RANIERI, V. E. L. O mecanismo de compensação de reserva legal e suas implicações econômicas e ambientais. Ambiente & Sociedade, Campinas. v. 17, n. 1, p. 115-132, 2014.

SPOSITO, M. E. B. Cidades médias: reestruturação das cidades e reestruturação urbana. In: SPOSITO, M. E. B. (org.). Cidades médias: espaços em transição. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

SOUZA, P. H. R.; MARQUES, M. S. P.; ARAUJO, M. C. P. Análise sobre a gestão de resíduos sólidos da construção civil. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. São Paulo, v. 7, n. 3, p. 13-35, 2019. Disponível em:https://www.nucleodoconhecimento.com.br/engenharia-civil/residuos-solidos

TANGA, Z.; LI, W.; TAM, V.; XUE, C. Advanced progress in recycling municipal and construction solid wastes for manufacturing sustainable construction materials. Resources, Conservation & Recycling: Michigan, v. 6, n. 10 2020. https://doi.org/10.1016/j.rcrx.2020.100036

TEIXEIRA, L. P. Desempenho da construção brasileira. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

WALL, E. WATERMAN, T. Desenho urbano: Fundamentos de Paisagismo. Tradução técnica de Alexandre Salvaterra. Porto Alegre: Bookman, 2012.

WEISSHEIMER, L. F; KERN, A. P. Classificação Dos Resíduos De Construção: discussão dos critérios da Resolução 307/2002 do CONAMA. 5º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, jun. 2014

ZORDAN, S. E. Entulho da indústria da Construção Civil. São Paulo: PCC; EPUSP, 2002. Disponível em: Acesso em: 11 jul. 2017

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.