Cultura e território da imigração polonesa no município de Áurea/RS
PDF-pt
PDF-en (English)

Palavras-chave

Códigos culturais
Território
Polonidade

Como Citar

SOCOLOSKI, T. DA S.; CARDOSO, E. S. Cultura e território da imigração polonesa no município de Áurea/RS. Sociedade & Natureza, v. 32, p. 196-209, 30 mar. 2020.

Resumo

A imigração europeia para o sul do Brasil constituiu-se como um dos principais fluxos migratórios que integraram o processo de colonização e desenvolvimento agrícola visado pelo estado brasileiro. Neste fluxo migratório, destaca-se o papel da imigração polonesa para o Rio Grande do Sul. A presente pesquisa tem como foco a colonização e o povoamento do município de Áurea, a partir do ano de 1911. Como objetivo geral, busca-se analisar e discutir a importância deste processo migratório nos códigos culturais que se imprimem no cotidiano dos descendentes poloneses que residem no município atualmente. Desta forma, analisaram-se os seguintes códigos culturais: religião, língua e dialeto, arte, danças, música, culinária, arquitetura e vestimentas típicas. Observou-se que, após mais de um século de colonização, muitos destes códigos ainda se mantêm vivos nas tradições e no cotidiano dos descendentes, expressos principalmente nos ritos religiosos, no dialeto e na culinária. Porém, observa-se que o processo de assimilação de novas culturas, impressas na cultura brasileira, vem se tornando cada vez mais latente e vem substituindo tradições que sobreviveram e ainda sobrevivem nas gerações mais próximas dos imigrantes. Assim, o processo de valorização e perpetuação das heranças e memórias dos imigrantes é uma tarefa de suma importância para que a história do município de Áurea não seja esquecida.

https://doi.org/10.14393/SN-v32-2020-44128
PDF-pt
PDF-en (English)

Referências

ALMEIDA, M. G. Fronteiras, territórios e territorialidades. Revista da ANPEGE. Fortaleza, ano 2, n. 2, 2005, p. 103-114.

BAUMANN, Z. A cultura no mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

BRUM NETO, H. Regiões culturais: a construção de identidades culturais no Rio Grande do Sul e sua manifestação na paisagem gaúcha. 2007. 319 p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria. 2007.

CLAVAL, P. A geografia cultural. Ed. UFSC. Florianópolis, 2014.

CORRÊA, R. L. Formas simbólicas e espaço: algumas considerações. GEOgraphia, Revista da Pós-Graduação em geografia da UFF. 2012, p. 99 – 111.

DECOL, R. D. Uma história oculta: a imigração dos países da Europa do Centro-Leste para o Brasil. In: Anais do XII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2000, Campinas. Campinas: PUC Campinas, 2000.

DELONG, S. R.; DOROTEA, F. K. Domínios de linguagem. Universidade Federal de Uberlândia. V. 8, n. 3 (ago./dez. 2014) - ISSN 1980-5799.

GARDOLINSKI, E. Imigração e colonização polonesa. In: BECKER, Klaus (org.) Enciclopédia Rio-grandense. v. 5. Canoas: Regional, 1956. p. 1-104.

GRITTI, I. R. Imigração e colonização polonesa no Rio Grande do Sul: a emergência do preconceito. Porto Alegre: Martins Livreiro, 2004.

HAESBAERT, R. Identidades Territoriais. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Manifestações da cultura no espaço. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999. p. 169-190.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades. < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/aurea/panorama>. Acesso em: 03 de novembro de 2019.

KOKUSZKA, P. M. Nos rastros dos imigrantes poloneses = Sladami Polskich Imigrantów. 2 ed. Curitiba, PR: Arins, 2001.

KRUPINSKI, R. Paróquia Nossa Senhora do Monte Carlo, 1915-1990. Passo Fundo: Ed. UPF. 1990.

MONTANARI, M. O mundo na cozinha. São Paulo: Estação Liberdade/SESC, 2009.

PICCIN, E. O código cultural religião como uma das manifestações da identidade cultural da quarta colônia de imigração Italiana/RS. Dissertação (Mestrado) – Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria. 2009.

POPLAVSKI, C. Milagres. Erechim: Editora GRAFFOLUZ, 2017.

RAFFESTIN, C. Por uma Geografia do Poder. São Paulo (SP): Ática, 1993.

SOUSA, M. J. L. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: Castro Iná et al. (Org.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

STAWINSKI, A. V. Primórdios da imigração polonesa no Rio Grande do Sul (1875 – 1975). Porto Alegre, Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brindes; Caxias do Sul, UCS. 1976.

WENCZENOVICZ, T. J. Montanhas que furam as nuvens! Imigração polonesa em Áurea – RS (1910 – 1945). Dissertação (Mestrado) – Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2002.

______________. Pequeninos poloneses: cotidiano das crianças polonesas (1920-1960). Xanxerê, Ed. News Print, 2010.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.