Estimativa do balanço de radiação por sensoriamento remoto de diferentes ssos de solo so sudoeste da Amazônia Brasileira / Estimative of radiation balance by remote sensing of different soil uses in the brazilian southern amazon
PDF

Palavras-chave

Floresta amazônica
Sistema silvipastoril
Pastagem
Variáveis biofísicas
SEBAL.

Como Citar

DA SILVA, L. C.; CUNHA, J. M.; MACHADO, N. G.; CAMPOS, M. C. C.; BIUDES, M. S. Estimativa do balanço de radiação por sensoriamento remoto de diferentes ssos de solo so sudoeste da Amazônia Brasileira / Estimative of radiation balance by remote sensing of different soil uses in the brazilian southern amazon. Sociedade & Natureza, v. 28, n. 1, 6 set. 2016.

Resumo

Mudanças no uso do solo têm motivado pesquisas sobre a dinâmica de trocas radiativas e energéticas na Amazônia Brasileira que, por sua vez, geram demanda destas informações de superfície em escalas espaciais e temporais. Enquanto a medição destas trocas em torres micrometeorológicas fornece resultados pontuais, o sensoriamento remoto apresenta resultados acurados e de baixo custo para estimá-las em escala regional. Este estudo objetivou avaliar a distribuição espacial e temporal de estimativas de saldo de radiação e parâmetros biofísicos por sensoriamento remoto de diferentes usos do solo no sudoeste da Amazônia Brasileira. Foram selecionadas 04 áreas de solo coberto por floresta amazônica natural, floresta amazônica manejada, sistema silvipastoril e pastagem. O saldo de radiação, NDVI, índice de área foliar, albedo e temperatura radiométrica foram estimados pelo algoritmo SEBAL, usando imagens do sensor TM do satélite Landsat 5 em julho de 2009, 2010 e 2011. O NDVI, IAF, albedo e saldo de radiação apresentaram maiores valores na floresta natural, seguida por floresta manejada, sistema silvipastoril e pastagem. A temperatura radiométrica da superfície apresentou maiores valores para o sistema silvipastoril seguido por pastagem, floresta natural e floresta manejada.
PDF

Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem em revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.