A dimensão simbólica da vegetação na cidade: o caso de Santo André (SP)
PDF

Palavras-chave

ecologia urbana
parques urbanos
significados
bem-estar
políticas públicas

Como Citar

RAMOS, R. C. F.; FREITAS, S. R. DE; PASSARELLI, S. H. F. A dimensão simbólica da vegetação na cidade: o caso de Santo André (SP). Sociedade & Natureza, v. 28, n. 1, 6 set. 2016.

Resumo

A vegetação é essencial à cidade e configura-se como uma oportunidade de interação da população com a natureza no meio urbano. Este artigo investiga os significados que são conferidos pela população à vegetação de parques urbanos. Empregando a abordagem qualitativa, a pesquisa ocorreu em três parques urbanos da cidade de Santo André, SP. A entrevista foi utilizada para a identificação, a descrição e a análise dos significados que os vivenciadores dos parques urbanos atribuem à vegetação. Os resultados sugerem que significados simbólicos são atribuídos à vegetação dos parques urbanos de Santo André. O estudo evidencia que a vegetação dos parques urbanos tem o potencial de engendrar a sensação de bem-estar em seus vivenciadores. A dimensão simbólica deve ser reconhecida e incorporada no planejamento e gestão das cidades

PDF

Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem em revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.