(Re)descobrindo Saussure no Ensino de Língua Portuguesa: práticas de letramentos à luz dos signos saussurianos

Main Article Content

Julio Cesar Machado
Livian Aparecida Corsi Machado

Resumo

O objeto de estudo dessa pesquisa desenha-se no imbricamento entre a teoria saussuriana do signo e os processos de letramento na aula de língua portuguesa. Neste vértice, propomos nossa maximus hipotesis: revisitar a teoria saussuriana, de aprofundamento imperativo no Brasil, refletindo-a enquanto procedimentos de letramento. Procederemos analiticamente por uma abordagem de metodologia bibliográfica, de cunho teórico e teor qualitativo: nossos dados, de cunho indagatórios, serão operados respaldados em duas obras teóricas póstumas de Saussure: Cours de Linguistique Générale, sem precedentes da aplicação profunda à área do ensino; e a muito recente publicação dos Écrits de Linguistique Générale, ainda desconhecida ou sequer abordada no cenário pedagógico brasileiro, e por isso, de necessidade reflexiva imperiosa nas dimensões da alfabetização e letramento brasileiros. Os resultados analíticos apontam para a eficácia da teoria saussuriana enquanto procedimentos para letramentos em aulas de língua portuguesa, e suscitam a perspectiva de outras pesquisas exploratórias nessa direção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Machado, J. C., & Machado, L. A. C. (2020). (Re)descobrindo Saussure no Ensino de Língua Portuguesa: práticas de letramentos à luz dos signos saussurianos. Ensino Em Re-Vista, 27(Especial), 1492-1516. https://doi.org/10.14393/ER-v27nEa2020-14
Seção
Artigos

Referências

ABREU, M. Diferença e desigualdade: preconceitos em leitura. In: MARINHO, M. Ler e Navegar. CEALE: Belo Horizonte, 2001, p. 139 – 157.

BELMIRO, C. A. Uma educação estética nos livros didáticos de português. In: ROJO, R., BATISTA, A. A. G. Livro didático de língua portuguesa : letramento e cultura da escrita. São Paulo: Mercado das Letras, 2003. p. 299-320.

BENVENISTE, É. Problemas de Linguística Geral II. Pontes: Campinas, 2006.

BOUQUET, S. Principes d’une Linguistique de L’interprétation : Une épistémologie néosaussurienne. In: Langages, L’apport des manuscrits de Ferdinand de Saussure, N° 185, 2012.

CAGLIARI, L. Alfabetização e linguística. São Paulo: Scipione,1996.

______. Algumas questões de Linguística na alfabetização. In: UNIVESP, Conteúdo e Didática de Alfabetização, s/d, p. 72 a 83.

CAREL, M. L’entrelacement Argumentatif: lexique, discours et blocs sémantiques. Paris: Honoré Champion, 2011.

CLUB, Incrível. 2020. 10 brasileiros comuns que se tornaram verdadeiros super heróis. Disponível em < https://incrivel.club/inspiracao-historias/conheca-10-super-herois-brasileiros-que-nao-usam-capa-730160/>. Acesso em: 15 março 2020.

DUCROT, O. ANSCOMBRE, J. C. L’argumenttion dans la langue. Paris : Mardaga, 1983.

FRADE, I. C. A. da S. Métodos e didáticas de alfabetização: história, características e modos de fazer de professores. In: CEALE, caderno do professor. Belo Horizonte: FaE/UFMG, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. São Paulo e Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018.

FERREIRO, E; TEBEROSKY, A. A psicogênese da língua escrita. Tradução de D. M. Lichstenstein et. al. Porto Alegre: Artes Médicas, 1985.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2009.

FORÇA MÁXIMA, Colégio. Plano de Estudo: teste 02. In: Módulos 8 – simple past, questão 2, p. 11. Disponível em . Acesso em: 19 março 2020.

GOOGLE, Verbete acreditar. Acreditar. Verbete disponível em
< https://www.google.com.br/search?q=o+que+%C3%A9+acreditar&oq=o+que+%C3%A9+acreditar&aqs=chrome..69i57j69i59j69i60j69i59j69i60l2.1935j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8>. Acesso em 18 mai 2018.

MACHADO, J. Era uma vez um mundo mágico que educava. In: BARBOSA, C.; MACHADO, J. (Orgs). Educação escolar: teorias e práticas. Curitiba: CRV, 2017.

NETO, A. Economia criativa: a chave para ativar um futuro abundante. In: Administradores.com. 2016. Disponível em < https://administradores.com.br/artigos/economia-criativa-a-chave-para-ativar-um-futuro-abundante>. Acesso em: 15 março 2020.

SAUSSURE, F. Cours de Linguistique Générale. Paris : Payot, 1985.

SAUSSURE, F. Écrits de Linguistique Générale. Paris : Éditions Gallimard, 2002.

SERRA, N. ; F., SAAD, R. Economia criativa: da discussão do conceito à formulação de políticas públicas. IN: RAI – Revista de Administração e Inovação. São Paulo, v. 11, No 4. 2014, p. 355 – 372. Disponível em < http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/110253/pdf_138>. Acesso em: 15 março 2020.

SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. In: Educação e Sociedade, Campinas, vol. 23, n. 81, p. 143-160, dez. 2002. Disponível em < http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: 15 março 2020.

______. Alfabetização e Letramento. Contexto: São Paulo, 2003.

XAVIER, Glaucia do Carmo. Significante e significado no processo de alfabetização e letramento: contribuições de Saussure. In: PUC, Cadernos Cespuc, Belo Horizonte, No. 25, p. 87 – 102, 2014. Disponível em < file:///C:/Users/Livian%20Machado/Downloads/11089-Texto%20do%20artigo-39825-1-10-20151211.pdf>. Acesso em: 15 março 2020.