A fanfic e o spirit fanfic: Algumas considerações sobre relações sociais, internet e potencialidade de uso das fanfics como recurso pedagógico

Main Article Content

Andrey Lopes de Souza
Maria Clara da Silva
Rayane Beatriz Santos

Resumo

A internet cada vez mais está presente nas relações sociais e no ambiente escolar. De vilã, perseguida e vista como esquema inquisitorial em muitos educandários, por outro lado, passa a ser defendida por propostas metodológicas recentes que questionam paradigmas tradicionais de ensino. Nesse sentido, o presente artigo tem o propósito de traçar as percepções dos usuários da rede social Spirit Fanfic quanto suas experiências e estudar a possibilidade de utilizar o gênero fanfic como um recurso metodológico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de recorte transversal e amostragem por conveniência, desenvolvida através da análise de depoimentos de autores/leitores do fandom d’Os Vingadores. Tal análise traz a comprovação da viabilidade e dos bons resultados da possível prática de transportar as fanfics e o ciberespaço para o contexto escolar, comprovados pelos próprios usuários do site.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Souza, A. L. de, Silva, M. C. da, & Santos, R. B. (2020). A fanfic e o spirit fanfic: Algumas considerações sobre relações sociais, internet e potencialidade de uso das fanfics como recurso pedagógico. Ensino Em Re-Vista, 27(Especial), 1405-1429. https://doi.org/10.14393/ER-v27nEa2020-10
Seção
Artigos

Referências

ALVES, Rubem. A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir. Campinas: Papirus, 2001.

AMARAL, Rita de Cássia Borges de Magalhães. In: DIAS, Simone Regina; VOLPATO, Arceloni Neusa. Práticas Inovadoras em Metodologias Ativas. Florianópolis: Contexto Digital, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC)-Educação Básica. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf> Acesso em: 30 de março de 2019.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CAVALCANTE, Beatriz; et al. Harry Potter e fanfictions: colaboração e gratuidade na internet. Disponível em: < http://www.intercom.org.br/papers/regionais/nordeste2012/resumos/R32-0552-1.pdf> Acesso em: 02 mai. 2019.

CAVALCANTI, Larissa. Leitura nos gêneros digitais: abordando as fanfics. Disponível em: < http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2010/Larissa-Cavalcanti.pdf> Acesso em: 28 de março de 2019.

DARNTON, Robert. A questão dos livros: presente, passado e futuro. Tradução: Daniel Pellizari. São Paulo: Companhia das Letras, 2010, 231p.

FERREIRA, Liana Feitosa. Agressividade em comentários noticiosos: uma reflexão sobre violência virtual. Disponível em: < http://www.ciberjor.ufms.br/ciberjor7/files/2016/08/Artigodoc_Ciberjor_LianaFeitosa.pdf> Acesso em: 01 de Outubro de 2019.

FERREIRA, Maria Cristina; FERREIRA, Maria Elizabeth. Tecnologia e educação: Utilização das fanfics como recurso pedagógico para letramento e escrita de alunos. Disponível em: < http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto 2012/MariaFerreira&MariaFerreira-Tecnologiaeeducacao.pdf> Acesso em: 28 de março de 2019.

HAUSCHILD, Luis Paulo; VIVIAN, Danise. As metodologias ativas e o seu impacto na área do ensino. Disponível em: < https://www.univates.br/bdu/bitstream/10737/2023/1/2017LuisPauloHauschild.pdf> Acesso em: 25 de abril de 2019.

IAMARINO, Átila. Por que você gosta do que você gosta. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=MmL_CUGtGTg> Acesso: 08 de Outubro de 2019.

INSTITUTO PRÓ-LIVRO. Retratos da leitura no Brasil. Disponível em: < http://prolivro.org.br/home/atuacao/28-projetos/pesquisa-retratos-da-leitura-no-brasil/8042-downloads-4eprlb> Acesso em: 30 de maio de 2019.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

KEARSLEY, Greg. Educação on-line: Aprendendo e ensinando. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

PRENSKY, M. Digital Native, digital immmigrants. Digital Native immigrants. On the horizon, MCB University Press, Vol. 9, N.5, October, 2001.

RHEINGOLD, H., Smart Mobs. The next social revolution., Perseus Publishing, 2003.

SARTORI, Ademilde Silveira; ROESLER, Jucimara. Comunidades virtuais de aprendizagem: espaços de desenvolvimento de socialidades, comunicação e cultura. Disponível em: < https://www.pucsp.br/tead/n1a/artigos%20pdf/artigo1.pdf> Acesso em: 10 de maio de 2019.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi. Estamos em conflito: eu, comigo e com você! Uma reflexão sobre o bullying e suas causas afetivas. Disponível em: < http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/Educacao/Doutrina/Bullying%20Estamos%20em%20conflito.pdf> Acesso: 10 de Outubro de 2019.

VARGAS, Maria Lucia Bandeira. Do fã consumidor ao fã navegador: o fenômeno fanfiction. Passo Fundo, 2005. 210f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2005.

VEEN, Win; VRAKKING, Ben. Homo zappiens: educando na era digital. Porto Alegre: Artmed, 2009.

VIRILIO, Paul Os motores da história. Entrevista. In: ARAÚJO, Hermetes Reis. (org.). Tecnociência e cultura. Ensaios sobre o tempo presente. São Paulo: Estação Liberdade, 1998, p.127-148.