Aspectos relacionados ao uso de textos de Divulgação Científica em uma Sequência Didática na formação inicial de professores de Ciências e Biologia

Main Article Content

Carlos Alberto Andrade Monerat
Marcelo Borges Rocha

Resumo

Sequências Didáticas permitem ao estudante reestruturar conceitos aprendidos, gerando reflexões sobre sua aprendizagem, pois se apresentam como instrumentos de consolidação das relações entre teoria e práticas em sala de aula. Assim sendo, esta pesquisa envolveu a aplicação de uma Sequência Didática associada a textos de Divulgação Científica com um grupo de licenciandos em Biologia, investigando como esta associação pode contribuir com a formação de professores. Os dados foram coletados com base nos registros dos encontros e na análise dos materiais produzidos pelos participantes. Os resultados indicam que os textos utilizados se constituem em relevantes recursos no processo de formação dos licenciandos. As atividades propostas geraram discussões sobre questões que permeiam a construção necessária à prática educativa, permitindo também perceber que estes indivíduos devem se apropriar criticamente dos pressupostos científicos, ressignificando-os para sua utilização em atividades de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Monerat, C. A. A., & Rocha, M. B. (2020). Aspectos relacionados ao uso de textos de Divulgação Científica em uma Sequência Didática na formação inicial de professores de Ciências e Biologia. Ensino Em Re-Vista, 27(Especial), 1380-1404. https://doi.org/10.14393/ER-v27nEa2020-9
Seção
Artigos

Referências

ACEVEDO, J. A. et al. Naturaleza de la ciencia y educación científica para la participación ciudadana: una revisión crítica. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias, Cádiz, v. 2, n. 2, p. 121-140, 2005.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 1. ed. Lisboa: Edições 70 - LDA, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM): Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: 2000.

BUENO, W. C.; Jornalismo científico: revisando o conceito. In: VITOR, C.; CALDAS, G.; BORTOLIERO, S. (Org.). Jornalismo científico e desenvolvimento sustentável. São Paulo: All Print, 2009. p. 157-178.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: ROJO, R.; CORDEIRO, G. (Orgs.). Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004. p. 95-128.

FERREIRA, S. P. A.; SANTOS, E. de M. Constituição do professor-leitor: condições e compreensão de leitura em alunos universitários. Revista Psicologia, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 96-111, 2010.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

GIORDAN, M., GUIMARÃES, Y. A. F.; MASSI, L. Uma análise das abordagens investigativas de trabalhos sobre sequências didáticas: Tendências no ensino de Ciências. In: Atas do VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Campinas, 2011.

GOLDBACH, T.; EL-HANI, C. N. Entre Receitas, Programas e Códigos: Metáforas e Idéias Sobre Genes na Divulgação Científica e no Contexto Escolar. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v.1, n.1, p. 153-189, 2008.

GOMES, I. M. de A. M. A Divulgação Científica em Ciência Hoje: características discursivo-textuais. 2000. 306f. Tese (Doutorado em Linguística)-Faculdade de Letras. Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2000.

KEMPER, A.; ZIMMERMANN, E.; GASTAL, M. L. Textos populares de divulgação científica como ferramenta didático-pedagógica: o caso da evolução biológica. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 10, n. 3, p. 25-50, 2010.

KLEIMAN, A. Texto e leitor: Aspectos cognitivos da leitura. 2. ed. Campinas: Pontes, 2000.

KRASILCHIK, M. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 1, n. 14, p. 85-93, 2000.

KRAWCZYK, N. A sustentabilidade da reforma educacional em questão: a posição dos organismos internacionais. Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 43-62, 2002.

LAPA, J. M.; BEJARANO, N. R.; PENIDO, M. C. M. Interdisciplinaridade e o ensino de ciências: uma análise da produção recente. In: Atas do VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Campinas, 2011.

MARTINS, I.; CASSAB, M.; ROCHA, M. B. Análise do processo de re-elaboração discursiva de um texto de divulgação científica para um texto didático. Revista Brasileira de Pesquisa em educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 1, n. 3, p. 19-27, 2001.

MARTINS, I.; NASCIMENTO, T. G.; ABREU, T. B. Clonagem na sala de aula: um exemplo do uso didático de um texto de divulgação científica. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 9, n. 1, p. 95-111, 2004.

MONERAT, C. A. A.; ROCHA, M. B. Análise da percepção de estudantes de graduação da área da saúde sobre o tema Biologia Celular. Revista de Ensino de Bioquímica, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 27-44, 2015.

______. Como a Biologia Celular tem Sido Abordada por Revistas de Divulgação Científica. Contexto & Educação, Ijuí, v. 33, n. 105, p. 27-51, 2018.

MONTEIRO, S. M.; SOARES, M. Processos cognitivos na leitura inicial: relação entre estratégias de reconhecimento de palavras e alfabetização. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 449-466, 2014.

MOREIRA, I de C. A inclusão social e a popularização da ciência e tecnologia no Brasil. Inclusão Social, Brasília, v. 1, n. 2, p. 11-16, 2006.

SANTOS, M. V. M. dos. A leitura como prática cotidiana e motivacional: da infância ao crescimento intelectual e discernimento crítico. Revista ACB do movimento associativo de bibliotecários, Florianópolis, v. 11, n. 1, p. 29-37, 2006.

SCHEID, N. M. J.; FERRARI, N.; DELIZOICOV, D. Concepções sobre a natureza da ciência num curso de ciências biológicas: imagens que dificultam a educação científica. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.12, n. 2, p. 157-181, 2007.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. 1. ed. São Paulo: Atlas, 1987.

ZABALA, A. Prática Educativa: como ensinar. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ZABALA, A.; ARNAU, L. La enseñanza de las competencias. Revista Aula de innovación educativa, La Rioja, n. 161, p. 40-46, 2007.