O Enem nas pesquisas acadêmicas: saberes e práticas docentes em foco

Main Article Content

Carla Alessandra de Oliveira Nascimento
Selva Guimarães

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa sobre a produção acadêmica no Brasil que tem como objeto  o Enem e dialoga com teses que focalizam as implicações do Enem nos saberes e práticas de professores. Trata-se de um estado do conhecimento, por meio de levantamento, seleção, categorização e análise de  teses produzidas nos programas de pós-graduação do país e publicizadas no Catálogo de Teses & Dissertações da CAPES, no período de 2001 a 2018. Foram identificadas 147 teses em diferentes áreas, as quais foram organizadas em doze categorias.  A análise do corpus, formado por 11 teses, evidenciou processos de aproximações, tensões, aceitação, críticas, resistências, deslocamentos de resistências, ampliação conceitual e influências diretas nos  saberes  e nas práticas docentes, mais  pela motivação e demanda dos estudantes e da mídia do que pelos canais oficiais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Nascimento, C. A. de O., & Guimarães, S. (2020). O Enem nas pesquisas acadêmicas: saberes e práticas docentes em foco. Ensino Em Re-Vista, 27(Especial), 1357-1379. https://doi.org/10.14393/ER-v27nEa2020-8
Seção
Artigos

Referências

ALVES, J. P.C. Gênese e materialidade da noção de competências na prática pedagógica de professores de uma escola de ensino médio em Macapá/AP. 2015. Tese (Doutorado em Educação)– Universidade Federal do Pará, Belém, 2015.

AVELAR, F. J. S. O Inglês no ENEM e na escola: práticas de dois professores do ensino médio. 263f. 2015. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada)– Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

BAUER, M. W.; AARTS, B. A construção do corpus: um princípio para a coleta de dados qualitativos. In: BAUER, Martin, W; GASKELL, George (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes, p. 39-63, 2002.

BALL, S. J.; BOWE, R. Subject departments and the “implementation” of National Curriculum policy: an overview of the issues. Journal of Curriculum. DOI: https://doi.org/10.1080/0022027920240201 .

BLANCO, J. Políticas linguísticas e impacto: a língua estrangeira no Enem. 223f. 2018. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2018.

BORDIEU, P. Os usos sociais da Ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004.

BURKE, P. Uma história social do conhecimento. De Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2003.

CAPES. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Catálogo de teses. [s.d.]. Disponível em: https://catalogodeteses.capes.gov.br/catalogo-teses/#!/ e https://sdi.capes.gov.br/banco-de-teses/02_bt_sobre.html . Acesso em: 01/04/2020.

CARNEIRO, V. L. Política de avaliação e trabalho docente no ensino médio. 258f.2013. Tese (Doutorado em Educação)– Universidade Federal do Pará. Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2013.

ENSINO EM RE-VISTA. Dossiê BNCC. Diferentes olhares, Volume 25 – Número Especial – dezembro de 2018. Disponível em http://www.seer.ufu.br/index.php/emrevista/issue/view/1770. Acesso em 01/04/2020.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, ano 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302002000300013.

LOCCO, L. A. Políticas públicas de avaliação: o Enem e o ensino médio. 141f. 2005. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2005.

MARÇAL, M. P. V. Enem e ensino de Geografia: o entendimento dos professores e gestores da rede pública estadual em relação ao exame nacional do ensino médio e a melhoria da educação básica. 226 f. 2014. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.

MELÃO, W. S. O Enem e os professores de matemática do ensino médio do Paraná:delineamentode uma noção de responsabilidade curricular. 111f. 2012. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Educação, Santa Maria, v. 40, n. 1, p. 101-116, jan./abr. 2015. DOI: https://doi.org/10.5902/1984644415822

MOURA, M. Universidades públicas respondem por mais de 95% da produção científica do Brasil. Ciência na Rua, abr. 2019. In: Academia Brasileira de Ciências. Disponível em: http://www.abc.org.br/2019/04/15/universidades-publicas-respondem-por-mais-de-95-da-producao-cientifica-do-brasil/. Data do acesso: 01/04/2020.

OLIVEIRA, A. B. C. O ENEM e a política linguística para o inglês no Brasil: da legislação às representações de coordenadores, professores e alunos em um contexto de ensino. 247f. 2017. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

PEIXOTO, K. C. Q. C. A avaliação sob duas lógicas: um enfoque no ensino de física no município de Campos dos Goytacazes/RJ. 181f. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Naturais) – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, 2012.

PIUNTI, J. C. P. O Exame Nacional do Ensino Médio: uma política reconstruída por professores de uma escola pública paulista. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2015.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006.

ZANCHET, B. M. B. A. A prática avaliativa do exame nacional do ensino médio (Enem): pressupostos conceituais e implicações no contexto escolar. 303f. 2003. Tese (Doutorado em Educação)– Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2003.