Reforma do Ensino Médio no Brasil e crise mundial da educação: uma análise reflexiva da flexibilização das humanidades na educação básica

Main Article Content

Altair Alberto Fávero
Daiane Rodrigues Costa
Junior Bufon Centenaro

Resumo

O presente artigo discute a reforma do ensino médio no Brasil (lei 13.415/2017) tendo por escopo apontar suas limitações na medida em que negligencia aspectos básicos para a formação humana, integral e democrática ao assumir um viés mercantilista e tecnicista. Para isso, nos baseamos nas reflexões de Martha Nussbaum, que aponta os riscos que os países estão correndo ao priorizar apenas aspectos lucrativos na educação dos cidadãos. Nosso estudo busca responder satisfatoriamente a seguinte pergunta: em que medida o novo ensino médio representa uma guinada para um viés mercantilista da educação? Amparados em pesquisa bibliográfica e documental, de caráter analítico-hermenêutico, temos como hipótese de que o “novo ensino médio”, ao relativizar as artes e as humanidades, entre elas a filosofia, fragiliza o processo de formação integral do sujeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Fávero, A. A., Costa, D. R., & Centenaro, J. B. (2019). Reforma do Ensino Médio no Brasil e crise mundial da educação: uma análise reflexiva da flexibilização das humanidades na educação básica. Ensino Em Re-Vista, 26(3), 656-676. https://doi.org/10.14393/ER-v26n3a2019-2
Seção
Artigos

Referências

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera a Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial [da]República Federativa do Brasil, Brasília, 2017. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em 20/11/2017.

CUNHA, Luiz Antônio. Ensino médio: atalho para o passado. Educação e Sociedade, Campinas, v. 38, n. 139, p. 373-384, Abr.-Jun. de 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v38n139/1678-4626-es-38-139-00373.pdf. Acesso em Out. de 2017.

DALBOSCO, Cláudio Almir. Kant & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

______. Educação Superior e os Desafios da Formação para a Cidadania Democrática. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 20, n. 1, p. 123-142, mar. de 2015.

FLICKINGER, Hans-Georg. A Dinâmica do Conceito de Formação (Bildung) na atualidade. In: Sobre Filosofia e Educação: racionalidade, diversidade e formação pedagógica. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2009. p. 64-79.

FRIGOTTO, G; MOTTA, V. C. (2017). O por quê da urgência da reforma do ensino médio? Medida provisória nº 746/2016 (lei nº 13415/2017). Educação & sociedade. Campinas, v. 38, nº. 139, p. 355-372, abr-jun, 2017.

MOURA, Dante Henrique; LIMA FILHO, Domingos Leite. A reforma do ensino médio: Regressão de direitos sociais. Retratos da Escola, v. 11, n. 20, p. 109-129, 2017.

NUSSBAUM, Martha C. Educação e Justiça Social. Trad. Graça Lami. Portugal: Edições Pedago, 2014.

______. El cultivo de la humanidad. Trad. Juana Pailaya. Barcelona: Ediciones Paidós Ibérica, 2005.

______. Sem fins lucrativos: por que a democracia precisa das humanidades. Trad. Fernando Santos. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2015.