Da teoria à prática: problematização e metodologias diferenciadas no Cálculo Numérico

Main Article Content

Carmen Lucia Graboski Gama
Mateus das Naves Gomes
Liceia Alves Pires

Resumo

Esse trabalho apresenta um estudo de caso que aborda a disciplina de Cálculo Numérico, em um curso de Licenciatura em Matemática em uma Universidade Estadual do Paraná,com metodologias diferenciadas, empregando a resolução de problemas, a modelagem matemática e as novas tecnologias como forma de minimizar os problemas de aprendizagem. Para isso, foi realizada com a referida turma uma atividade prática, em que os alunos deveriam encontrar resposta a um problema real, usando as metodologias empregadas no decorrer do curso e também os conceitos vistos em Cálculo Numérico. Após essa atividade os alunos fizeram uma avaliação que buscou identificar se a forma de trabalho os axiliou na aprendizagem. Pelas respostas percebeu-se que a grande maioria das respostas foram positivas, ou seja, os alunos aprenderam de forma diferenciada. Quando questionados se o dia que atuarem como professor, lecionariam usando as metodologias vivenciadas, todos responderam que sim. Com o trabalho, pode-se perceber que é possível e interessante que as aulas de Cálculo Numérico não fiquem somente restritas aos métodos tradicionais, mas que estas possam estar articulados com outras metodologias mais ativas.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Gama, C. L. G., Gomes, M. das N., & Pires, L. A. (2018). Da teoria à prática: problematização e metodologias diferenciadas no Cálculo Numérico . Ensino Em Re-Vista, 25(1), 234-255. https://doi.org/10.14393/ER-v25n1a2018-11
Seção
Varia

Referências

ALMEIDA, L.W de. Modelagem Matemática na educação básica. São Paulo: Contexto, 2013.

ALMEIDA, L. M. W. de.; VERTUAN, R. E. Discussões sobre “como fazer” modelagem matemática em sala de aula. In: ALMEIDA, L. M. W. (Org.). Práticas de modelagem matemática: relatos de experiências e propostas pedagógicas. Londrina: Eduel, 2011.

AMARAL, T. R, et al. O ensino de cálculo numérico utilizando o scilab. Rio Grande do Sul, 2013. 9 f. Trabalho apresentado no VI Congresso Internacional de Ensino da Matemática. Ulbra, 2013.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com modelagem matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Contexto, 2002.

BRASIL. Orientações Curriculares para o ensino médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Basica, 135p., 2008.

COLOMBO, J. A.; LAGOS, M. B(Org.). Problemas, Quem não tem?. Pato Branco, Imprepel, 2005.

DANTE, L.R. Didática da resolução de problemas. São Paulo: Ática, 1989.

EVES, H. Introdução a história da matemática. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2004.

GIL, A. C. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas, 2015.

HOHENWARTER, M. (2014). O que é GeoGebra. 2007. Disponível em: http://www.nre.seed.pr.gov.br/cascavel/arquivos/File/CRTE/geogebra/apostila_curso.pdf. Acesso em: 21 de out. 2015.

NOGUTI, F. C. H. (2005). O livro “THÉORIE DES APPROXIMATIONS NUMÉRIQUES ET DU CALCUL ABRÉGÉ” de Agliberto Xavier. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2005.

OLIVEIRA, C.C; MARIM, V. (Org.). Educação matemática:contextos e práticas docentes. Campinas, SP: Editora Alínea, 2010.

PARANAGUÁ. Guia Turístico da Ilha do Mel. Disponível em: http://www.paranagua.pr.gov.br/conteudo/guia-turistico/ilha-do-mel. Acesso 21 de ago. 2016.

POLYA, G. A arte de resolver problemas.Rio de Janeiro: Interciência, 2006.

SPERANDIO, D. Cálculo numérico: características matemáticas e computacionais dos métodos numéricos. São Paulo: Prentice Hall, 2003.