A Atividade Orientadora de Ensino como princípio do Clube de Matemática: caminhos para a formação docente

Main Article Content

Halana Garcez Borowsky

Resumo

O projeto Clube de Matemática (CluMat) tem se constituído como um espaço de formação de professores que ensinam matemática, em que os participantes planejam, desenvolvem e avaliam ações de ensino para os anos iniciais do Ensino Fundamental de escolas públicas parceiras. Esse movimento pauta-se nos princípios teóricos e metodológicos da Atividade Orientadora de Ensino (MOURA, 1996, 2001) e, nesse artigo, nosso principal objetivo é analisar como o referencial teórico norteador de um projeto é apropriado pelos sujeitos a partir dos elementos que o constituem. Dentre os resultados, que são apresentados a partir de um episódio formativo, destacamos que ao tomarmos como basilar teórico os princípios da Teoria Histórico-Cultural, em especial da Atividade Orientadora de Ensino, assumimos um modo geral de ação para organizar o ensino que se compõe como uma unidade entre a aprendizagem do estudante e do professor. Ou seja, nesse movimento é possível observar que a apropriação de princípios teóricos está relacionada diretamente com o trabalho docente e pode promover mudança de qualidade nos sujeitos envolvidos tanto para a formação humana quanto para a formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Borowsky, H. G. (2020). A Atividade Orientadora de Ensino como princípio do Clube de Matemática:. Obutchénie: Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 509-533. https://doi.org/10.14393/OBv4n2.a2020-57494
Seção
DOSSIÊ - Atividade Orientadora de Ensino

Referências

ASBAHR, F. S. F. “Por que aprender isso professora?” Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. 2011. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. DOI: https://doi.org/10.11606/t.47.2011.tde-24032011-094830.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=17719-res-cne-cp-002-03072015&category_slug=julho-2015-pdf&Itemid=30192.

CEDRO, W.L.; MOURA, M.O. O conhecimento matemático do professor em formação inicial: uma análise histórico-cultural do processo de mudança. In: MORETTI, V.D.; CEDRO, W.L. Educação Matemática e a teoria histórico-cultural: um olhar sobre pesquisas. Campinas: Mercado de Letras, 2017, p. 87-121.

FREITAS, M. T. A. A. A pesquisa em educação: Questões e desafios. Vertentes, São João del Rei, n.29, p.28-37, jan./jun. 2007.

HUNGARO, E. M. A questão do método na constituição da teoria social de Marx. In: CUNHA, C.; SOUZA; J. V; SILVA, M. A. (Orgs). O método dialético na pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2014. p.15-78.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

LEONTIEV, A. N. Actividad, conciencia e personalidad. Havana: Editorial Pueblo y Educacion, 1983.

LEONTIEV, A.N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte Universitário, 1978.

LONGAREZI, A. M.; FRANCO, P. L. J. A. N. Leontiev: a vida e a obra do psicólogo da atividade. In: LONGAREZI, A. M.; PUENTES, R. V. (Org.). Ensino desenvolvimental: vida, pensamento e obra dos principais representantes russos. Uberlândia: EDUFU, 2013.

MARCO, F. F. et al. A constituição de um projeto formativo: implicações para o professor que ensina matemática. In: Educação Unisinos 22(4):298-306, outubro/dezembro 2018. DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2018.224.07.

MELLO, S. A.; FARIAS, M. A. A escola como lugar da cultura mais elaborada. Revista Educação, Santa Maria, RS, v.35, n.1, p.53-68, 2010, Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2016.

MOURA, M. O. A Atividade de Ensino como ação formadora. In. CASTRO, A. D. de; CARVALHO, A. M. P. de (orgs.). Ensinar a ensinar: didática para a escola fundamental e média. São Paulo: Pioneira Thompson Learning. p. 143-162. 2001.

MOURA, M. O. A séria busca no jogo: do lúdico na matemática. In: KHISHIMOTO, T. M. Jogo, brinquedos, brincadeiras e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1997.

MOURA, M. O. de. A atividade de ensino como unidade formadora. Bolema (Rio Claro), UNESP, v. 12, 1996 p. 29 – 43.

MOURA, M. O. et al. A atividade orientadora de ensino como unidade entre ensino e aprendizagem. In: MOURA, M. O. (Org.). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Brasília: Liber livro, 2010. DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v10i29.3094.

MOURA, M. O. O educador matemático na coletividade de formação: uma experiência com a escola pública. 2000. Tese (Livre-Docência) -Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2000.

MOURA, M. O. Teoria da Atividade: contribuições para a pesquisa em Educação Matemática. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Anais... 2013. ISSN 2178-034X.

MOURA, M. O.; SFORNI, M. S. F.; ARAÚJO, E. S. Objetivação e apropriação de conhecimentos da atividade orientadora de ensino. Revista Teoria e Prática da Educação, v.14, n.1, p.39-50, 2011.

MOURA, M.O.; SFORNI, M.S.F.; LOPES, A.R.L.V. A objetivação do ensino e o desenvolvimento do modo geral da aprendizagem da atividade pedagógica. In: MOURA, M.O. (Org.). Educação escolar e pesquisa na teoria histórico-cultural. São Paulo: Edições Loyola, 2017.

RIGON, A. J. et al. O desenvolvimento psíquico e o processo educativo. In: MOURA, M. O. (Org.). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Brasília, DF: Liber Livro, 2010.

RODRIGUEZ. M. V. Pesquisa social: contribuições do método materialista histórico-dialético. In: CUNHA, C.; SOUZA; J. V; SILVA, M. A. (Orgs). O método dialético na pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2014.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 7 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000.

SOUZA, J. V. Método materialista histórico-dialético e pesquisa em politicas educacionais: uma relação em permanente construção. In: CUNHA, C.; SOUZA; J. V; SILVA, M. A. (Orgs). O método dialético na pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2014. p.01-12.

VIGOTSKII, L. S. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKII, L. S. et al. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2014.