Atividade de estudo: atividade principal para organização do ensino em um programa de formação continuada

Main Article Content

Anágela Cristina Morete Felix
Rosana Figueiredo Salvi

Resumo

O presente estudo buscou investigar o sentido da atividade de estudo, para uma professora de matemática, ao participar de um programa de formação continuada. A pesquisa foi realizada no contexto da formação continuada oferecida pelo Programa de Desenvolvimento Educacional – PDE, pela interação da universidade e escola pública do estado do Paraná. Ancorada em pressupostos teóricos da Teoria da Atividade de Leontiev e da Teoria Histórico-Cultural, a pesquisa teve como sujeito da investigação uma professora de matemática que atuava na Educação de Jovens e Adultos – EJA, participante do referido programa. Nesse movimento de formação entende-se que o sentido pessoal atribuído a essa atividade deve estar em consonância com a significação social de tal atividade de formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Felix, A. C. M., & Salvi, R. F. (2020). Atividade de estudo:. Obutchénie: Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 382-407. https://doi.org/10.14393/OBv4n2.a2020-57488
Seção
DOSSIÊ - Atividade Orientadora de Ensino

Referências

ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira. “Por que aprender isso, professora?” Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. 2011. 219 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. DOI: https://doi.org/10.11606/t.47.2011.tde-24032011-094830.

ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira. A pesquisa sobre a atividade pedagógica: contribuições da teoria da atividade. 2005. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-24782005000200009.

BASSO, Itacy Salgado. Significado e sentido do trabalho docente. Caderno CEDES, Campinas, vol.19, nº44, abr. 1998. DOI: https://doi.org/10.1590/s0101-32621998000100003.

FELIX, Anágela Cristina Morete. O sentido atribuído a atividade de estudo em um programa de formação continuada por uma professora de matemática. 2019. 153 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina – UEL, Paraná, 2019.

FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. Cultura, formação e desenvolvimento profissional dos professores que ensinam matemática. São Paulo: Musa, 2005.

FRANCO, Patrícia Lopes Jorge.; LONGAREZI, Andréa Maturano. A. N Leontiev: a vida e a obra do psicólogo da atividade. In: LONGAREZI, Andréa Maturano; PUENTES, Roberto Valdés (Org.). Ensino desenvolvimental: vida, pensamento e obra dos principais representantes russos. 2º ed. Uberlândia: EDUFU, 2015. p. 79-122. DOI: https://doi.org/10.14393/edufu-978-85-7078-409-4.

FRANCO, Patrícia Lopes Jorge.; LONGAREZI, Andréa Maturano. Elementos constituintes e constituidores da formação continuada de professores: contribuições da teoria da atividade. Educação e Filosofia Uberlândia, Uberlândia, v. 25, n. 50, p. 557-582, jul./dez. 2011. DOI: https://doi.org/10.14393/revedfil.issn.0102-6801.v25n50a2011-07.

FRANCO, Patrícia Lopes Jorge.; LONGAREZI, Andréa Maturano. As necessidades e os motivos da atividade. In: LONGAREZI, Andréa Maturano; PUENTES, Roberto Valdés (Org.). Ensino desenvolvimental: antologia. Uberlândia: EDUFU, 2017. p. 39-57.

GLADCHEFF, Ana Paula. Ações de estudo em atividade de formação de professores que ensinam matemática nos anos iniciais. 2015. 287 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. DOI: https://doi.org/10.11606/t.48.2016.tde-09032016-103554.

LEONTIEV, Alexis N. O desenvolvimento do psiquismo. 2 ed. Lisboa: Livros Horizontes, 1978.

LEONTIEV, Alexis N. Actividad, conciencia, personalidad. Havana: Editorial Pueblo y Educación, 1983.

LEONTIEV, Alexis N. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKII, L.S; LURIA, A. R; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 11 ed. São Paulo: Ícone, 2012. p. 59-83.

LOPES, Anemari Roesler Luersen Vieira. Aprendizagem da docência em matemática: o clube de matemática como espaço de formação inicial de professores. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2009.

MORAES, Silvia Pereira Gonzaga de. Avaliação do processo de ensino e aprendizagem de matemática: contribuições da teoria histórico-cultural. 2008. 260 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. DOI: https://doi.org/10.11606/t.48.2008.tde-16032009-145709.

MORETTI, Vanessa Dias. Professores de matemática em atividade de ensino: uma perspectiva histórico-cultural para a formação docente. 2007. 208 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. DOI: https://doi.org/10.11606/t.48.2007.tde-05102007-153534.

MOURA, Manoel Oriosvaldo. A atividade de ensino como unidade formadora. Bolema, Rio Claro, n.12, p. 29-43, 1996.

MOURA, Manoel Oriosvaldo. A atividade de ensino como ação formadora. In: CASTRO, Amelia Domingues; CARVALHO, Anna Maria Pessoa (Org.). Ensinar a ensinar: didática para a escola fundamental e média. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002, p.143-161.

MOURA, Manoel Oriosvaldo. Pesquisa colaborativa: um foco na ação formadora. In: BARBOSA, Raquel Lazzari Leite (Org.) Trajetórias e perspectivas da formação de educadores. São Paulo: Editora UNESP, 2004. p. 257-284.

MOURA et al. Atividade orientadora de ensino como unidade entre ensino e aprendizagem. In: MOURA, Manoel Oriosvaldo (Org.). Atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2016. p. 93-125. DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v10i29.3094.

PARANÁ. Secretária de Estado da Educação. PDE – Programa de desenvolvimento educacional. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2017.

PARANÁ. Documento-síntese, 2009. Disponível em: < http:// . Acesso em: 25 abr. 2016.

PIOTTO, Débora Cristina; ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira; FURLANETO, Flávio Rodrigo. Significação e sentido na psicologia histórico-cultural: implicações para educação escolar. In: MOURA, Manoel Oriosvaldo (Org.). Educação escolar e pesquisa na teoria histórico-cultural. São Paulo: Edições Loyola, 2017. p. 101-124.

SERRÃO, Maria Isabel Batista. Aprender a ensinar: a aprendizagem no curso de pedagogia sob o enfoque histórico-cultural. São Paulo: Cortez, 2006.

SFORNI, Marta Sueli de Faria. Aprendizagem conceitual e organização do ensino: contribuições da teoria da atividade. 2003. 166 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.