Desempenho, temperatura retal e contagem de leucócitos totais de leitões de creche sob o efeito de tratamento homeopático preventivo

  • Cristian Augusto Kulzer Discente do curso de Agronomia do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas
  • Leandro Alex Braun Médico Veterinário Friella.
  • Inácio Schuh Junior Discente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas
  • Adriano Ramos Cardoso Docente do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas
  • Thais Schwarz Gaggini Docente do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o desempenho e parâmetros fisiológicos de leitões de creche, tratados e não tratados com homeopatia. Oitenta leitões de 25 dias de idade foram utilizados no estudo, sendo 40 (20 machos e 20 fêmeas) pertencentes ao grupo HOMEOPATIA e 40 (20 machos e 20 fêmeas) ao grupo CONTROLE. Primeiramente, foi realizada a seleção dos animais, considerando o peso de alojamento e o sexo. Posteriormente, 10 animais de cada grupo tiveram o sangue coletado para avaliação de leucócitos totais e, os animais do grupo HOMEOPATIA foram tratados individualmente (2 mL via oral) com o produto Imunosui®. Durante o período de alojamento, os animais foram tratados uma vez por semana (1 mL via oral) com mesmo produto, exceto no último tratamento, em que foi fornecido 2 mL. Foram realizadas pesagens no 48º dia de vida e no dia de saída de creche e, uma vez ao dia (8h a.m.), a temperatura da instalação e a temperatura retal de 20 animais, 10 de cada grupo, foram mensuradas. Na pesagem de 48 dias, os animais que tiveram sangue coletado ao alojamento, foram coletados novamente. Diariamente, os animais foram avaliados quanto à ocorrência de diarreia, tosse e outras afecções. Os dados foram analisados utilizando o programa SAS. Não houve diferença (P > 0.05) entre HOMEOPATIA e CONTROLE fêmea em nenhum dos parâmetros avaliados. Não houve diferença (P > 0,05) entre os animais CONTROLE e HOMEOPATIA macho quanto à temperatura retal, leucometria total e ocorrência de afecções. Inicialmente, os leitões CONTROLE macho apresentaram melhor (P = 0,048) desempenho do que os HOMEOPATIA, porém, ao final, os pesos se igualaram (P > 0,05).  Não se sabe ao certo se o tratamento homeopático influenciou na recuperação de desempenho dos animais tratados e sugere-se que novos estudos sejam realizados utilizando a mesma fórmula homeopática.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-23