PERFIL METABÓLICO E REPRODUTIVO DE OVELHAS RECEBENDO CONCENTRADOS CONTENDO DIFERENTES FONTES ENERGÉTICAS

  • Gilberto de Lima Macedo Junior Universidade Federal de Uberlândia
  • Victor Jorge Cardoso Rodrigues UFU
  • Wendell Fernando Guimarães da Cruz UFU
  • Deborah Alves Ferreira Universidade Federal do Tocantins/ Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Araguaína, TO
  • Marina Elizabeth Barbosa Andrade Unesp/Jaboticabal, Mestranda em Zootecnia
Palavras-chave: consumo, energia, ovinos, proteina

Resumo

 

Suplementos com níveis energéticos semelhantes podem promover diferentes perfis metabólicos e respostas reprodutivas em função dos substratos gerados na fermentação ruminal e na digestão intestinal. Neste estudo, 28 ovelhas da raça Santa Inês com peso vivo e escore de condição corporal (ECC) médios de 39,40 kg e 2,55, respectivamente, receberam uma dieta basal mais um dos quatro concentrados (flushing) contendo como  principal ingrediente farelo de milho, polpa cítrica, grão de soja ou caroço de algodão (tratamentos). A suplementação foi realizada a partir de três semanas antes até três semanas depois do início da estação de monta, na quantidade de 0,5% do peso vivo dos animais, na matéria seca.  Houve um aumento significativo dos metabólitos sanguíneos energéticos (glicose, triglicérides, colesterol, lipoproteína de muito baixa densidade - VLDL, lipoproteína de baixa densidade - LDL e lipoproteína de alta densidade - HDL) e proteicos (proteína total, albumina, globulina, uréia e creatinina), das enzimas gamaglutamiltransferase - GGT e aspartato aminotransferase - AST e do escore de condição corporal (ECC) das ovelhas após seis semanas de suplementação. Os animais recebendo concentrado contendo caroço de algodão apresentaram maiores níveis plasmáticos de colesterol, LDL, HDL, GGT e albumina e maior ECC.  Os maiores níveis plasmáticos de glicose, proteínas totais e AST foram encontrados nos tratamentos farelo de milho e polpa cítrica. Não houve diferença nos índices de fertilidade e prolificidade entre os tratamentos. A suplementação influenciou os níveis séricos dos metabólitos energéticos e proteicos e elevou o ECC a níveis satisfatórios, com potencial para melhorar os índices reprodutivos na estação de monta. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-09
Seção
Nutrição Animal