INFLUÊNCIA DA MONENSINA SÓDICA NO CONTROLE DE Eimeria spp. E GANHO DE PESO DE CORDEIROS SEMI-CONFINADOS

  • Maiana Visoná de Oliveira FAMEV UFU
  • Isabel Cristina Ferreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Gilberto de Lima Macedo Junior FAMEV UFU
  • Fernanda Rosalinski-Moraes FAMEV UFU
  • Marcella Machado Antunes
  • Mayara Fabiane Gonçalves FAMEV UFU
  • Guilherme Amorin Soares da Silva FAMEV UFU

Resumo

Objetivou-se analisar o efeito da monensina sódica no controle de coccídeos do gênero Eimeria e no ganho de peso de cordeiros semi-confinados. Dezenove cordeiros, sendo oito machos e onze fêmeas, ½ Dorper x ½ Santa Inês, com peso corporal médio inicial de 15,6 kg foram distribuídos aleatoriamente em um grupo tratado e outro controle e foram pesados no início do experimento e quinzenalmente até atingirem 25 kg de peso vivo. As coletas de fezes, para a contagem de oocistos por grama de fezes, foram realizadas semanalmente. A variável "Oocistos por grama de fezes" foi submetida à transformação logarítmica e juntamente com o peso foram analisados considerando o efeito fixo de tratamento, sexo e dias de coleta. Foram testadas as interações entre os fatores fixos. O software utilizado foi o SAS (1998) por meio do procedimento PROC GLM, considerando respostas significativas a 5% de probabilidade pelo teste F e Tukey. A utilização da monensina sódica, na dose de 45 ppm, não interferiu no ganho de peso dos animais, porém se mostrou eficaz na redução de oocistos de Eimeria spp. presentes nas fezes, controlando, assim, a incidência da coccidiose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia
Professora adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia na área de Produção Animal: Bovinocultura de Corte, Ovinos e Caprinos
Publicado
2013-06-06