COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVELHAS ALIMENTADAS COM COPRODUTO DO MILHO ENSILADO COM CAPIM-ELEFANTE

  • Mayara Fabiane Gonçalves FAMEV UFU
  • Silvia Ferreira dos Santos
  • Jhone Thalisson Lira Sousa
  • Marina Elizabeth Barbosa Andrade FAMEV UFU
  • Maiana Visoná de Oliveira FAMEV UFU
  • Augusto Borges Paniago
  • Erica Beatriz Schultz
  • Gilberto de Lima Macedo Junior FAMEV UFU
  • Isabel Cristina Ferreira Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

Foi realizado um experimento com o objetivo de conhecer o comportamento ingestivo de ovinos alimentados com dietas compostas de silagem de capim-elefante (Pennisetum purpureum) acrescidas de quatro diferentes níveis de Farelo Úmido de Glúten de Milho (FUGM), 0%, 30%, 60%, 90% e capim-elefante in natura (CEIN), bem como conhecer seus teores de matéria seca (MS), fibra em detergente neutro (FDN) e suas eficiências de ruminação, ingestão e tempo de mastigação total. Cinco ovelhas com 46,84 Kg de peso vivo corporal foram observadas em intervalos de cinco minutos, em períodos totais de 24 horas para avaliação dos tempos de ingestão de alimentos (TI), de ruminação (TR) e de ócio (T0). Foram verificadas eficiências de ingestão de MS (EIMS, g MS/h) e FDN (EIFDN, g FDN/h) pela divisão do consumo de MS e FDN pelo tempo de ingestão (CMS/TI e FDN/TI); a eficiência de ruminação em função do consumo de MS e FDN (ERMS, g MS/h e ERFDN, g FDN/h) foi calculada como relação entre o consumo de MS e FDN em função do tempo de ruminação (h/dia); o tempo de mastigação total (TMT), foi dado pela soma entre tempo de ingestão e ruminação. A inclusão de 60% e 90% de FUGM aumentou a MS das silagens. CMN, CMS e CFDN não apresentaram diferenças (p>0,05) entre os tratamentos. O TR foi menor para o nível de inclusão de 90% de FUGM quando comparado ao CEIN As melhores ERMS foram encontradas nos tratamentos com 60 e 90% de inclusão do FUGM. O FUGM pode ser adicionado à silagem de capim-elefante em níveis de 60 e 90%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia
Professora adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia na área de Produção Animal: Bovinocultura de Corte, Ovinos e Caprinos
Publicado
2013-06-06