INFLUÊNCIA DA MONENSINA SÓDICA NO CONSUMO DE NUTRIENTES DIGESTÍVEIS TOTAIS DA DIETA DE CORDEIROS SEMI-CONFINADOS

  • Maiana Visoná de Oliveira FAMEV UFU
  • Isabel Cristina Ferreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Gilberto de Lima Macedo Junior FAMEV UFU
  • Mayara Fabiane Gonçalves FAMEV UFU
  • Victor Jorge Cardoso Rodrigues

Resumo

Objetivou-se analisar o consumo de nutrientes digestíveis totais (NDT) de cordeiros semi-confinados tratados ou não com monensina sódica. Dezenove cordeiros, sendo oito machos e onze fêmeas, ½ Dorper x ½ Santa Inês, com peso corporal médio inicial de 15,6 kg foram distribuídos aleatoriamente em um grupo tratado e outro controle. Os cordeiros foram pesados no início do experimento e quinzenalmente até atingirem 25 kg de peso vivo. Diariamente, foram pesadas também as ofertas e as sobras das dietas e o consumo de NDT foi obtido multiplicando a quantidade consumida pelo NDT da dieta. O consumo de NDT dos animais foi analisado considerando o efeito de tratamento. A análise de regressão foi efetuada para verificar o comportamento do consumo no decorrer do experimento. As análises estatísticas foram realizadas pelos procedimentos PROC GLM e PROC REG do software SAS (1998), considerando respostas significativas a 5% de probabilidade pelo teste F. O consumo médio de NDT para concentrado em g/animal/dia teve comportamento quadrático para ambos os grupos, porém quando se considerou a dieta total, o consumo médio de NDT em g/animal/dia apresentou comportamento quadrático e linear para os grupos com e sem monensina, respectivamente, ressaltando a redução do consumo absoluto de NDT no decorrer do experimento para o grupo tratado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia
Professora adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia na área de Produção Animal: Bovinocultura de Corte, Ovinos e Caprinos
Publicado
2013-06-05