PERCENTUAL DE MATÉRIA SECA, RELAÇÃO FOLHA/COLMO E PRODUÇÃO DE FOLHAS DO CYNODON DACTYLON (L.) PERS EM DIFERENTES INTENSIDADES DE PLANTIO

  • André Madeira Silveira França FAMEV UFU
  • Mirian Martins Miranda FAMEV UFU
  • Isabel Cristina Ferreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Manoel Eduardo Rozalino Santos FAMEV UFU

Resumo

As gramíneas forrageiras podem ser um alimento de baixo custo para a produção de ruminantes, necessitando-se a compreensão dos processos biológicos de seu desenvolvimento para a mensuração do valor forrageiro. O Cynodon dactylon (L.) Pers é uma gramínea tropical com valores nutricionais satisfatórios, havendo o empecilho do plantio exclusivamente por mudas, dificultando a formação de pastos com tal espécie. Objetivou-se determinar percentual de matéria seca, produção de folhas e relação folha/colmo da espécie em diferentes intensidades de plantio. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com tratamentos dispostos em esquema fatorial 2X4, sendo 45 e 90cm de espaço entre sulcos e uma, duas, três e quatro mudas por sulco, totalizando oito tratamentos com três repetições, havendo coletas aos 30, 60, 84 e 115 dias. O percentual de matéria seca foi maior aos 84 (44,48%) e 115 dias (43,89%). O peso de matéria seca das folhas (kg/ha) foi menor no tratamento com espaçamento de 90 em relação ao de 45 cm (48,9 e 74,6) e no tratamento com duas (41,6) com relação aos de uma, três e quatro mudas (55,2; 72,9 e 76,9, respectivamente). Houve maior relação folha/colmo nos tratamentos com duas mudas (45,5%) e aos 30 dias (65,83%), sendo esta variável determinada pela equação Y=[1,18351-0,02097xDPP+0,00011407x(DPP2)]x100 . Concluiu-se que a produção de folhas pode ser desfavorável quando utilizam-se espaços entre sulcos de 90cm. Comparando os diferentes números de mudas por sulco, a produção de folhas não foi favorável com a implantação de duas mudas, apesar de ter possuído maior relação folha/colmo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia
Professora adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia na área de Produção Animal: Bovinocultura de Corte, Ovinos e Caprinos
Publicado
2013-06-05
Seção
Nutrição Animal