ANALISE DOS CUSTOS DE PRODUCAO DE FRANGOS DE CORTE NOS SISTEMAS INTEGRADO E INDEPENDENTE - COMUNICAÇÃO

  • Rafael da Costa Pereira Innocentini Lourenço Innocentini Neto e Cristina Helena da Costa Pereira Innocentini
Palavras-chave: Avicultura, análise de custos, produtor integrado, produtor independente

Resumo

A avicultura consiste em um importante ramo do setor primário brasileiro, sendo responsável por 2,3% do valor de produção do setor do agronegócio. As agroindústrias vêm crescendo e fala-se muito em integração vertical. As agroindústrias estabelecem relações contratuais com produtores rurais de maneira que ambas as partes busquem manter a parceria, o que se chama de governança bilateral. O propósito deste trabalho foi levantar os custos de produção de um produtor independente e de um integrado à agroindústria, para posteriormente realizar comparativamente o desempenho de cada um deles no ano de 2007. Pôde-se observar uma maior margem positiva nos resultados econômicos do produtor independente (lucratividade = 6,40 % , rentabilidade = 7,69 %, capacidade de investimento = 13,18 %, ponto de nivelamento = 59,79% da produção) do que do produtor integrado (lucratividade = 3,33 %, rentabilidade =0,75 %, capacidade de investimento = 29,96 % , ponto de nivelamento = 93,84% da produção), exceto na capacidade de investimento. Verificou-se que o produtor independente, com sua renda, pagou toda a produção e ainda teve uma sobra para investimentos. O produtor integrado também cobriu todos os custos de produção, obtendo valores absolutos menores do que os valores do produtor independente, porém, sua capacidade de investimento, proporcionalmente foi superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-04-20
Seção
Artigos