Análise Comparativa das Normas de Controle de Qualidade Posicional de Produtos Cartográficos do Brasil, do INCRA e da ASPRS

Palavras-chave: Acurácia posicional, ASPRS, RPA, INCRA, Decreto n° 89.817/ET-CQDG

Resumo

No decorrer dos últimos anos têm ocorrido um significativo aumento de aplicações com Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPAs) na área da Cartografia, o que torna necessário o conhecimento da qualidade obtida em tais aplicações. Diante disso, instituições de diversos países têm desenvolvido normas com a finalidade de avaliar a qualidade dos produtos geoespaciais. Além disso, desenvolveram também outras normas com a finalidade de englobar padrões de acurácia de posicionamento para ortoimagens digitais. Neste sentido, o objetivo deste artigo foi comparar três normas que abordam o controle de qualidade posicional aplicáveis à RPA: (i) ET-CQDG (Decreto n° 89.817); (ii) a norma de Execução do INCRA n° 2 de 2018 e; (iii) a norma da ASP RS. No experimento prático, realizou-se o processo de avaliação da acurácia posicional de uma ortofoto obtida por RPA na região de Janaúba-MG. A ortofoto foi classificada na classe A para a escala de 1:1000 para a norma ET-CQDG. Já para a ASPRS ao nível de confiança de 95% o produto apresentou uma acurácia posicional de 0,428 metros e, de acordo com a norma do INCRA, os pontos obtidos por RPA podem ser utilizados para o georreferenciamento considerando todos tipos de limites. Através dos resultados obtidos, foi possível inferir que as normas necessitam de uma melhoria em suas metodologias, para que todo esse processo seja feito de forma clara e objetiva para o produtor e o usuário.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-06-30
Como Citar
BARBOSA, L. DA S.; SOUZA, L. M.; CUNHA, M. J. P.; SANTOS, A. DE P. Análise Comparativa das Normas de Controle de Qualidade Posicional de Produtos Cartográficos do Brasil, do INCRA e da ASPRS. Revista Brasileira de Cartografia, v. 73, n. 3, p. 771-786, 30 jun. 2021.
Seção
Artigos Originais