Análise da Relação Estatística entre as Piscinas e o Nível Socioeconômico da População de Marília – SP

Palavras-chave: Equipamento de lazer, Renda, Cobertura da terra, Regressão

Resumo

Dados de cobertura da terra podem ser utilizados como indicadores da diferenciação socioeconômica. Embora as piscinas residenciais sejam consideradas como equipamentos de lazer das classes sociais mais elevadas, avalia-se importante quantificar essa associação. O objetivo do artigo é relacionar a presença de piscinas ao nível socioeconômico da população de Marília - SP. A localização das piscinas foi obtida pela classificação de imagem de satélite, através de técnicas de GEOBIA, e sua associação à renda dos chefes de família foi estabelecida pela Regressão Linear Global e Regressão Geograficamente Ponderada. Os resultados confirmaram que as piscinas podem ser consideradas como um indicador da localização de chefes de famílias renda elevada. O modelo foi capaz de prever a localização da população de alta renda (acima de 10 salários mínimos) em 68%. O modelo mostrou melhor ajuste nas residências unifamiliares horizontais (casas), mas fraco desempenho nas localidades centrais da cidade, mais verticalizada e com poucas piscinas por lote.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabela do Lago Silva, Universidade de São Paulo

Graduação em Geografia pela Universidade de São Paulo (2017-atual). Possui experiência da área de Sensoriamento Remoto com ênfase em Análise de Imagens baseada em Objetos Geográficos e Sistemas de Informações Geográficas. 

Agnes Silva de Araujo, Universidade de São Paulo

Possui Bacharelado e Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade de Paulo (2013), Mestrado em Geografia Física (2015). Tem experiência na área de Cartografia e Sensoriamento Remoto, com ênfase em Sistemas de Informações geográficas e Analise de Imagens Baseada em objetos geográficos. Atualmente é Doutoranda do programa de Pós Graduação em Geografia Física da USP (2016-atual) e docente da Faculdade Católica Paulista ministrando as disciplinas de Topografia I e II para o curso de Engenharia Civil (2016-atual). 

Alfredo Pereira de Queiroz, Universidade de São Paulo

Livre-Docente em Geografia - FFLCH - USP (2019), Pós doutorado no Institut des Hautes Etudes de L`Amérique Latine (IHEAL) Université Paris III Sorbonne Nouvelle (2008-09), Doutor em Engenharia pela Escola Politécnica da USP (2005), Mestre em Engenharia pela Escola Politécnica da USP (1993), Graduado em Geografia FFLCH - USP (1989), Professor de Cartografia e Análise Espacial do Departamento de Geografia - FFLCH - USP, desde 2001. Representante da Geografia - USP no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo (CREA-SP) de 2014 a 2019. Vice coordenador do Programa de Pós-graduação em Geografia Física - USP (2019-2021). Vice coordenador da CoC Bacharelado da Geografia - USP (2020-2021). Editor do Boletim Paulista de Geografia entre 2015-2018.

Publicado
2021-02-19
Como Citar
SILVA, I. DO L.; ARAUJO, A. S. DE; QUEIROZ, A. P. DE. Análise da Relação Estatística entre as Piscinas e o Nível Socioeconômico da População de Marília – SP. Revista Brasileira de Cartografia, v. 73, n. 1, p. 228-244, 19 fev. 2021.
Seção
Artigos Originais