Melhoria no Limiar de Detecção de Perda de Ciclos para o Método das TD no Posicionamento Relativo

Palavras-chave: Perdas de ciclos, Posicionamento relativo, Tripla frequência GPS

Resumo

A observável fase da onda portadora, juntamente com a pseudodistância, são empregadas em posicionamento de alta acurácia no posicionamento por sistemas globais de navegação por satélite. Mas, a observável fase pode sofrer perda de ciclos durante o rastreamento do sinal. A perda de ciclos é uma descontinuidade do número inteiro de ciclos na fase da onda portadora, causada por uma perda temporária de rastreamento do sinal pelo receptor. Assim, as perdas de ciclos devem ser detectadas e corrigidas para que se obtenha posicionamento acurado. No presente artigo é proposta a definição de um novo limiar de aceitação de ocorrência de perda de ciclos, baseado nos valores de média e desvio padrão das séries de dados de triplas diferenças (TD) quando usado o método de detecção e correção de perda de ciclos baseada nas TD. Foram realizados experimentos com dados simulados em linhas de base curta e longa. Para linha de base curta, o método TD clássico e o método TD proposto apresentaram resultados similares, com sucesso de detecção em torno de 100%. Para linha de base longa, foi obtido 31,37% e 63,79% de acerto na detecção, resultando em 49,45% e 95,32% de acerto na correção de perda de ciclos quando utilizado o método TD clássico e o método TD proposto. Estes resultados indicam que o método proposto se mostra relevante no contexto de detecção e correção de perda de ciclos, principalmente para linhas base longas, como é o caso no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-02-19
Como Citar
MENDONÇA, C. H. C.; ALVES, D. B. M.; SILVA, C. M. DA. Melhoria no Limiar de Detecção de Perda de Ciclos para o Método das TD no Posicionamento Relativo. Revista Brasileira de Cartografia, v. 73, n. 1, p. 106-118, 19 fev. 2021.
Seção
Artigos Originais