Recursos de Geoprocessamento Aplicados à Análise da Declividade da Malha Cicloviária da Cidade de São Paulo

  • João Vitor Penteado Simeão
  • Gustavo Garcia Manzato
  • Eliane Viviani
Palavras-chave: Mobilidade urbana sustentável, Infraestrutura cicloviária, Modelo digital de elevação

Resumo

A enorme frota de veículos motorizados provoca impactos ambientais, congestionamentos e afeta a mobilidade urbana e a qualidade de vida. Nesse contexto, a mobilidade urbana sustentável sugere utilizar modos não motorizados para alterar tal realidade. Como exemplo tem-se as bicicletas, versáteis e não poluentes. O estímulo para seu uso centra-se em medidas governamentais, onde se insere a oferta de infraestrutura e de condições físicas adequadas, por exemplo a declividade. A literatura técnica recomenda que inclinações superiores a 5% sejam evitadas, pois exigem grande esforço físico dos ciclistas em subidas e podem levar, em descidas, à velocidades elevadas. Objetivando pesquisar a realidade de uma rede cicloviária quanto às suas inclinações, estudou-se a da cidade de São Paulo. Usando recursos de geoprocessamento, duas estratégias foram aplicadas: a primeira centrada na interseção das bases de dados vetoriais da malha cicloviária paulistana com carta de declividade; e a segunda na geração de um modelo digital de elevação a partir de curvas de nível e posterior atribuição de informações altimétricas para as vias da malha. Os resultados obtidos da primeira estratégia apontaram que 47% da malha paulistana é composta por trechos com greides superiores a 5%. A análise a partir das curvas de nível revelou que 17,9% da malha contêm trechos com inclinações maiores que 5%. Concluiu-se que a malha cicloviária paulistana possui grande parte de suas vias com declividades adequadas, as quais não oferecem maiores empecilhos ao uso das vias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-29
Como Citar
SIMEÃO, J. V. P.; MANZATO, G. G.; VIVIANI, E. Recursos de Geoprocessamento Aplicados à Análise da Declividade da Malha Cicloviária da Cidade de São Paulo. Revista Brasileira de Cartografia, v. 71, n. 1, p. 253-273, 29 mar. 2019.
Seção
Artigos Originais