O emprego da Solução do Problema de Valor de Contorno da Geodésia à Vinculação Nacional a um Sistema Vertical de Referência Global: uma Revisão Conceitual

Palavras-chave: Problema de Valor de Contorno da Geodésia, Sistema Vertical de Referência Global, Altitudes, Exército Brasileiro

Resumo

A necessidade de obtenção de altitudes com significado físico é de grande importância para a engenharia e, de maneira singular, para a Força Terrestre Brasileira; isto porque, historicamente, o Exército Brasileiro atua em impactantes intervenções de engenharia nas mais variadas localidades do território nacional, intervenções estas que dependem diretamente da fidedigna determinação destas altitudes. Neste sentido e para estes fins, há a latente necessidade do estabelecimento de um sistema de referência vertical em nível nacional com forte embasamento físico, plenamente vinculado a um sistema global com as mesmas características e segundo atuais tendências do ramo. Conforme preconizado pela Associação Internacional de Geodésia (IAG), o estado-da-arte de determinações altimétricas e de sistemas verticais de referência tem como norteador a busca pela definição de um Sistema Vertical de Referência Global (International Height Reference System – IHRS). Esta definição deve ser realizada tomando-se como referência uma superfície equipotencial do campo da gravidade, com valor de geopotencial pré-definido, e sendo suas coordenadas verticais primárias definidas com base em uma diferença de geopotencial. Por sua vez, o cálculo deste geopotencial é realizado, modernamente, através da solução do Problema de Valor de Contorno da Geodésia (PVCG) por diferentes abordagens, como as formas escalar livre e fixada, cada uma das quais com vantagens e recomendações. Destarte, o presente trabalho apresenta uma revisão conceitual sobre estas diferentes técnicas para solução do PVCG, evidenciando variantes e limitantes, enfatizando ainda os benefícios auferidos para o Exército Brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DE FREITAS, S. R. C.; BLITZKOW, D. Altitudes e Geopotencial. IGeS Bulletin n° 9

DE FREITAS, S. R. C. Contribuições da Geodesia para o desenvolvimento de Sistema de Observação da Terra

DE FREITAS, S. R. C.; MARTINEZ, W.; MACKERN, V. M.; CIOCE, V. J.; RODINO, R. P.; SÁNCHEZ, L. Advances in the modernization of the height reference systems in Latin America and their integration to the International Height Reference System (IHRS). International Symposium on Gravity, Geoid and Height Systems 2018. Copenhague, Dinamarca. 2018.

DREWES, H. The changing objectives in geodetic research. Zeitschrift für Geodäsie, Geo-Information und Landmanagement, v. 131, n. 5, 2006, pp. 1

EBC. Transposição do São Francisco usa gravidade e bombeamento para levar água a 12 milhões. Site <http://www.ebc.com.br/tecnologia/2015/09/saiba-como-funciona-obra-de-transposicao-do-rio-sao-francisco>, acessado em julho de 2018.

EX

FERREIRA, V. G. Solução do tipo Brovar para o Segundo Problema de Valor de Contorno da Geodésia com vistas à modernização de sistemas de altitudes. Tese de doutorado. Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas, Curitiba, 2011.

FORSBERG, R. Terrain Effects in Geoid Computation. Relatório Técnico. National Survey and Cadastre, Geodetic Division. Copenhagen, 1997.

GEMAEL, C. Introdução à Geodésia Física. New. Curitiba: Editora UFPR, 2012.

GUIMAR

HECK, B. A contribution to the scalar free boundary value problem of physical geodesy. Manuscripta Geodaetica, v.14, 1989, pp. 87-99.

HEISKANEN, W. A.; MORITZ, H. Physical Geodesy. W.H.Freeman and Co Ltd, 1967.

HOFMANN-WELLENHOF, B.; MORITZ, H. Physical Geodesy. 2ª ed. Graz, Austria: Spring-Verlag Wien, 2006.

IAG. Resolution (No. 1) for the definition and realization of an International Height Reference System (IHRS). Relatório Técnico, München, Alemanha, 2015.

IAG. The Global Geodetic Observing System (GGOS). Site <http://www.ggos.org/>, acessado em fevereiro de 2018.

IHDE, J. et al. Definition and Proposed Realization of the International Height Reference System (IHRS). Surveys in Geophysics, v. 3, 2017, p. 1

JEKELI, C. Heights, the Geopotential, and Vertical Datums. Relatório Técnico n. 459. Geodetic Science and Surveying, Department of Civil and Environmental Engineering and Geodetic Science. The Ohio State University

KELLOGG, O. D. Foundations of Potential Theory. 1ª ed. Springer-Verlag Berlin Heidelberg, 1929. (Die Grundlehren der Mathematischen Wissenschaften 31).

LUZ, R. T. Estratégias para Modernização da Componente Vertical do Sistema Geodésico Brasileiro e sua Integração ao SIRGAS. Tese de doutorado. Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas, Curitiba, 2008.

LUZ, R. T. Proposta de locações para estações IHRF. Relatório Técnico, IBGE. Rio de Janeiro, Brasil, 2017.

LUZ, R. T. Cálculo de altitudes científicas e sua aplicação no reajustamento da Rede Altimétrica de Alta Precisão do Sistema Geodésico Brasileiro. Revista Brasileira de Geografia, v. 61, n. 1, 2016, pp. 79-97.

MUELLER, I. I. Reference Coordinate Systems and Frames: concepts and realization. Journal of Geodesy, v. 85, 1985, pp. 181

NICACIO, E. L. Alternativa para determinação de altitudes normais-ortométricas na Amazônia Legal Brasileira. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas, Curitiba, 2017.

NICACIO, E. L. Emprego da solução do Problema de Valor de Contorno da Geodésia à vinculação nacional a um Sistema Vertical de Referência Global. Trabalho de Conclusão de Curso. Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, Programa de Pós-Graduação em Ciências Militares, Rio de Janeiro, 2018.

NICACIO, E. L.; CARRI

PALMEIRO, A. S. Análise do vínculo do Datum Vertical Brasileiro a um Sistema Global de Altitudes com base em soluções fixadas e livres do PVCG. Tese de doutorado. Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas, Curitiba, 2013.

SACERDOTE, F.; SANS

CARRI

SÁNCHEZ, L. Sistemas de referencia vertical. Taller SIRGAS en Sistemas Verticales de Referencia 2016. Quito, Ecuador. 2016.

SÁNCHEZ, L. Advances in the implementation of the International Height Reference System (IHRS). Symposium SIRGAS 2017. Mendoza, Argentina. 2017.

SÁNCHEZ, L. et al. Establishment of an International Height Reference System in the frame of GGOS. Symposium SIRGAS 2015. Santo Domingo, Republica Dominicana. 2015.

SÁNCHEZ, L. et al. Towards a first realization of the International Height Reference System (IHRS). European Geosciences Union General Assembly 2017. Vienna, Austria. 2017.

SANS

TORGE, W.; M

Publicado
2019-03-29
Como Citar
NICACIO, E.; DALAZOANA, R. O emprego da Solução do Problema de Valor de Contorno da Geodésia à Vinculação Nacional a um Sistema Vertical de Referência Global: uma Revisão Conceitual. Revista Brasileira de Cartografia, v. 71, n. 1, p. 122-148, 29 mar. 2019.
Seção
Artigos de Revisão