A padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas brasileiras: uma breve discussão

Graciosa Rainha Moreira, Lúcia Regina Rangel de Moraes Valente Fernandes

Resumo


Este artigo apresenta uma breve discussão sobre a padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas brasileiras. O objetivo foi alcançado por meio de uma metodologia de base descritiva e explicativa. A revisão bibliográfica abrangeu os termos indicação geográfica, nome geográfico e padronização de nomes geográficos. Além disso, foram realizadas consultas aos sites do INPI, do IBGE e ao Banco de Nomes Geográficos do Brasil. Assim, verificou-se que no Brasil existem nomes duplicados para municípios, que os nomes geográficos sofrem alterações ortográficas, que os nomes de municípios e vilas podem ser alterados por uma lei estadual e que as indicações geográficas com grafias que diferem das grafias oficiais dos nomes geográficos a que se referem podem dificultar a busca de informações nas bases de dados oficiais e o cruzamento de dados para análises estatísticas. Logo, a padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas é uma questão que precisa de uma reflexão mais aprofundada, especialmente porque integra duas subáreas de conhecimento que são pouco exploradas e debatidas no Brasil: nome geográfico e indicação geográfica.

Palavras-chave


Nomes geográficos; Indicação geográfica; Padronização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1808-0936 | Periódico indexado à seguintes bases de dados: Periódicos CAPES, Google Scholar, WorldCat, DOAJ, Latindex | Índice h5=7, mediana h5=9 (Google Scholar)