FOCO E ESCOPO

A Revista Brasileira de Cartografia (RBC) é um periódico "openaccess" publicado regularmente desde 1970, com abrangência nacional e internacional. A RBC tem como missão divulgar avanços nos campos da Cartografia & SIG, Cadastro Territorial, Geodésia, Hidrografia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto. Esses campos compõem o escopo de interesse do conteúdo divulgado no periódico.

O público-alvo do periódico é composto por pesquisadores, professores do ensino superior, estudantes de pós-graduação e graduação, bem como profissionais de empresas públicas e privadas, envolvidos com atividades nos campos de conhecimento acima.

A RBC aceita manuscritos nas línguas portuguesa e inglesa, dentro das seguintes seções: Artigos Originais, Artigos de Revisão e Notas Técnicas.

 

PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

Os manuscritos submetidos à RBC passarão pelo processo de avaliação duplo-cega pelos pares. Submissões passam por uma triagem editorial, antes de serem enviados aos avaliadores. Os editores podem descartar manuscritos que não atendam aos critérios mínimos de exigência do periódico, abrangendo os seguintes aspectos:

  • a qualidade global do conteúdo;
  • a qualidade textual da linguagem empregada;
  • a existência de plágio;
  • a formatação;
  • o cadastro correto e completo dos autores (nome, e-mail, instituição, ORCID);
  • Trabalhos que envolvam abordagem e recrutamento de seres humanos deverão apresentar parecer com aprovação de um Comitê de Ética (institucional, regional ou nacional), atendendo às resoluções 466/12 e 510/16, conforme a especificidade do trabalho apresentado;
  • As submissões com um único autor deverão estar acompanhadas de uma carta que justifique tal condição;

O editor notificará autores da decisão, devidamente justificada, conforme os critérios listados anteriormente.

Os manuscritos que passarem pela triagem editorial serão encaminhados a dois pareceristas indicados pelo editor responsável. Em caso de avaliações contraditórias, um terceiro parecerista será convidado, para que haja redundância. A decisão será tomada pelo editor responsável de acordo com as seguintes modalidades:

  • aceito: o manuscrito será publicado oportunamente;
  • revisões requeridas: os autores serão convidados a realizar as modificações indicadas pela equipe de avaliadores e resubmeter o manuscrito;
  • rejeitado: as submissões serão arquivadas após notificação pelo editor responsável.

 

EXPECTATIVA DE PRAZOS

A expectativa é que o tempo de avaliação não supere 4 meses.

Os avaliadores têm um prazo de 30 dias para apresentar o parecer sobre os artigos.

Os autores têm um prazo de 15 dias para apresentar as correções requeridas, após o qual estão passíveis de arquivamento. Aos autores, é obrigatória a apresentação de uma carta resposta aos comentários dos revisores.

O manuscrito revisado retorna aos avaliadores para que verifiquem se o conteúdo está adequado para publicação; o prazo para os avaliadores, nesta segunda rodada, é de 15 dias.

Os editores ficarão atentos ao andamento do processo de avaliação para que os prazos sejam respeitados.

O editor responsável pode rejeitar o manuscrito em qualquer momento do processo, desde que apresentadas as devidas justificativas.

 

PERIODICIDADE

A RBC conta com 4 números regulares publicados por volume anual. O periódico poderá contar com até dois números especiais publicados no ano. Cabe à equipe editorial avaliar a viabilidade, de acordo com os recursos disponíveis. As propostas de números especiais deverão ser enviadas com pelo menos um ano de antecedência.

 

DECLARAÇÃO DE ACESSO ABERTO

Esta é uma revista de acesso aberto, o que significa que todo o conteúdo está disponível gratuitamente para o usuário ou sua instituição. Os usuários têm permissão para ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular os textos completos dos artigos, ou usá-los para qualquer outra finalidade legal, sem solicitar permissão prévia do editor ou do autor.

 

DIRETRIZES DE ÉTICA E BOAS PRÁTICAS DE PUBLICAÇÃO
A RBC adota o Código de Boas Práticas Científicas, publicado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), documento disponível - em português, inglês e espanhol - no endereço http://www.fapesp.br/boaspraticas/. Os autores também devem estar cientes das diretrizes do "Committee on Publication Ethics" (COPE), disponíveis - somente em inglês - no endereço https://publicationethics.org/.

 

HISTÓRICO

A Revista Brasileira de Cartografia (RBC) é uma publicação oficial da Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto (SBC). A RBC se estabeleceu enquanto referência na publicação de trabalhos acadêmicos originais nas em diversas áreas do conhecimento.

A criação da RBC remonta ao início da década de 1970, o que a torna um dos mais antigos veículos brasileiros de divulgação de pesquisas nos campos da Cartografia & SIG, Cadastro Territorial, Geodésia, Hidrografia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto.

Os colaboradores da RBC, sejam ele editores, revisores ou autores, são atores importantes de diversas áreas do conhecimento científico. Têm contribuído com o crescimento da ciência e tecnologia no Brasil e exterior, divulgando suas pesquisas, avaliando trabalhos e colaborando com a idoneidade do processo de revisão por pares. A RBC conta, ainda, com a participação de autores e avaliadores de instituições internacionais, o que amplia a relevância acadêmica do periódico.

A revista é bem reconhecida na avaliação da pós-graduação no Brasil realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A RBC é classificada em estratos superiores nas seguintes áreas (Qualis Periódicos, 2013-2016): Geografia (A2), Planejamento Urbano e Regional / Demografia (B1), Geociências (B2), Engenharias I (B2), Arquitetura, Urbanismo e Design (B2), História (B3) e Ciências Ambientais (B3).

A publicação da RBC tem sido feita em parceria com renomadas universidades públicas brasileiras. Atualmente a tarefa é capitaneada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), após período mantido pela Universidade de Brasília (UNB) e, anteriormente, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pela Universidade Estadual Paulista (UNESP).