Projeto de extensão “Bem Gestar”

extensão como ferramenta para a educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal

  • Kalyne Vitorino de Oliveira Farias Faculdade Internacional da Paraíba
  • Leiliane Silva de Souza Universidade Federal de Campina Grande
  • Edjancley Teixeira de Lima Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Janaína von Söhsten Trigueiro Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Grupo de gestante, Puerpério, Educação em Saúde.

Resumo

Este relato de experiência apresenta os resultados de uma ação realizada em dezembro de 2017 no município de Cuité, na Paraíba, pelo projeto de extensão intitulado “Bem Gestar”, da Universidade Federal de Campina Grande. Teve por objetivo observar o conhecimento prévio das participantes do grupo Bem Gestar sobre o puerpério; incentivar o conhecimento dos processos que abrangem o ciclo gravídico-puerperal; estimular e fornecer orientações essenciais em relação aos hábitos saudáveis durante esse período; bem como propiciar momentos de orientação e compartilhamento de conhecimentos e experiências. A metodologia aplicada buscou valorizar o senso comum e os saberes populares. Utilizou-se a modalidade roda de conversa e a ação se deu em três etapas: acolhimento; discussão da temática; e avaliação. Diante dos resultados da atividade educativa, percebemos que a educação em saúde é uma poderosa ferramenta de sensibilização e disseminação de informações, visto que, a partir da avaliação foi visualizado que as participantes do projeto conseguiram compreender o tema e sanar suas dúvidas. Espera-se que este relato inspire a continuação de projetos dessa natureza e proporcione novas ideias para melhorar o desenvolvimento do conhecimento para esse público, buscando a educação em saúde a partir do ciclo gravídico-puerperal até outras etapas da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kalyne Vitorino de Oliveira Farias, Faculdade Internacional da Paraíba

Pós-graduanda em Terapia Intensiva e Urgência e Emergência na Faculdade Internacional da Paraíba, campus João Pessoa, Paraíba, Brasil

Leiliane Silva de Souza, Universidade Federal de Campina Grande

Graduanda em Enfermagem na Universidade Federal de Campina Grande, Campus Cuité, Paraíba, Brasil

Edjancley Teixeira de Lima, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestranda em Saúde Coletiva na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil 

Janaína von Söhsten Trigueiro, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba, Brasil; professora adjunta do Departamento de Fonoaudiologia na mesma instituição; membro do Grupo de Estudos em Diversidade, Educação, Saúde e Fonoaudiologia (GEDESF/UFPB).

Referências

ADAMCHESKI, J. K.; WIECZORKIEVICZ, A. M. Conhecimentos das mulheres relacionados ao período do puerpério. Saúde Meio Ambient. v. 2, n. 1, p. 71. 2013

BRASIL. Ministério da Saúde. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília, p. 259, 2012.

CAMPOS, E. S.; SOUZA, P. A IMPORT

CUNNINGHAM, F. G. et al. Obstetrícia de Williams. 23 ed. Porto Alegre: Artmed, p. 647-649, 2012.

MONTENEGRO, C. A. B.; REZENDE FILHO, J. de. REZENDE: obstetrícia fundamental. 13 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

SANTOS, F. A. P. S.; BRITO, R. S.; MAZZO, M. H. S. N. PUERP

Publicado
2019-09-18
Como Citar
FARIAS, K. V. DE O.; SOUZA, L. S. DE; LIMA, E. T. DE; TRIGUEIRO, J. VON S. Projeto de extensão “Bem Gestar”. Revista Em Extensão, v. 18, n. 1, p. 165-175, 18 set. 2019.
Seção
Relatos de Experiência