Assessoria jurídica DIST-Shopping Park

a extensão universitária na promoção do acesso aos direitos fundamentais

  • Maria Eduarda de Souza Ramos Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Assessoria jurídica, DIST-Shopping Park, Direitos fundamentais

Resumo

O Projeto de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Território do bairro Shopping Park (DIST-SHOPPING PARK) trata-se de um programa de extensão que atua na comunidade desde 2016, com o apoio da Universidade Federal de Uberlândia e o financiamento do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal. Ele foi estruturado em quatro eixos temáticos: Governança Territorial, Promoção Sociocultural, Dinamização Econômica e Gestão Ambiental, os quais objetivam o desenvolvimento do território e da comunidade que o compõe, promovendo seu empoderamento. Para isso, o DIST tem oferecido práticas culturais e educativas, educação ambiental e formação profissional, como oficinas de dança; artes visuais; bordado em pedraria; corte e costura; cabeleireiro, maquiagem e manicure; revitalização; cursos de empreendedorismo e outros. O projeto visa, principalmente, a emancipação dos moradores para que possam continuar, por conta própria, as atividades hoje ofertadas. Além disso, a população conta com a Assessoria Jurídica, a fim de auxiliá-la no desenvolvimento de seus projetos e na criação de uma Associação dos moradores. Busca-se com este trabalho demonstrar a importância da extensão universitária para o crescimento e a promoção da autonomia de comunidades carentes de políticas públicas que guiem seu melhoramento, com foco na área de assistência jurídica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eduarda de Souza Ramos, Universidade Federal de Uberlândia

Graduanda em Direito na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

 

Referências

BRASIL. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: 1996.

DIST-Shopping Park. Tecnologia social em construção: projeto DIST-Shopping Park - Parte 1, 2016. (impresso).

ESTEVEZ, C. A.; FRANCESCHINI, B.; LELIS, D. A. S. de. Aproximações entre extensão universitária e direitos humanos: análise a partir de uma experiência da Assessoria Jurídica Universitária Popular da UFV. Revista Elo: Diálogos em Extensão, Viçosa, v. 4, n. 1, p.1- 11, 2015. doi: 10.21284/elo.v4i1.121.

FERREIRA, D.; GANDOLFI, P. O planejamento financeiro familiar como estratégia de empoderamento de uma comunidade economicamente vulnerável. Em Extensão, Uberlândia, v. 17, n. 1, p. 93-104, ago.-dez. 2018. doi: 10.14393/ree-v17n12018-rel01.41

MELO NETO, J. F. de. Extensão universitária: bases ontológicas. In: MELO NETO, J. F. de. (Org.). Extensão universitária: diálogos populares. João Pessoa: Editora da UFPB, 2002. p. 1333

MISSAGGIA VACARI, A.; AMARAL DO AMARAL, C.; JESUS SANCHES, E. A extensão universitária na efetivação dos direitos fundamentais coletivos. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, Santa Maria, RS, v. 2, n. 2, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistadireito/article/view/6790. Acesso em: 13 mar. 2018.

NUNES, A. L. de P. F.; SILVA, M. B. da C. A extensão universitária no ensino superior e a sociedade. Mal-estar e Sociedade, Barbacena, v. 4, n. 7, p.119-133, 2011. Disponível em: http://revista.uemg.br/index.php/malestar/article/view/60/89. Acesso em: 15 mar. 2018.

PAULA, J. A. de. A extensão universitária: história, conceito e propostas. Interfaces: Revista de Extensão, v. 1, n. 1, p. 5-23, Belo Horizonte, jul.-nov. 2013. Disponível em: https://www.ufmg.br/proex/revistainterfaces/index.php/IREXT/article/view/5/pdf. Acesso em: 15 abr. 2018.

PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Documento do Fórum Nacional de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, 1998. Disponível em: www.renex.org.br. Acesso em: 30 set. 2018.

QUIMELLI, G. A. de S. Educação para a cidadania e sua relação com a extensão universitária. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, v. 2, n. 1, p. 43-47, jan./dez. 2006. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/conexao/article/view/4547. Acesso em: 18 mar. 2018.

SANTOS, J. H. de S.; ROCHA, B. F.; PASSAGLIO, K. T. Extensão universitária e formação no ensino superior. Revista Brasileira de Extensão Universitária, Chapecó, v. 7, n. 1, p. 23-28, jan./ jun. 2016. Disponível em: http://curricularizacaodaextensao.ifsc.edu.br/files/2016/06/5_Revista_Brasileira_de_Extensao_ Universitaria_2016_1.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

SANTOS, M. P. dos. Contributos da extensão universitária brasileira à formação acadêmica docente e discente no século XXI: um debate necessário. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, v. 6, n. 1, p.10- 15, jan./dez. 2010. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/conexao/article/view/3731. Acesso em: 15 marc. 2018.

SARLET, I. W. A eficácia dos direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2001.

UNIVERSIDADE CIDADÃ. Fórum Nacional de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, 1997. Disponível em: www.renex.org.br. Acesso em: 30 set. 2018.

Publicado
2019-02-17
Como Citar
RAMOS, M. E. DE S. Assessoria jurídica DIST-Shopping Park. Revista Em Extensão, v. 17, n. 2, p. 9-42, 17 fev. 2019.
Seção
Artigos Originais