Grupos de cessação de tabaco desenvolvidos na Estratégia Saúde da Família

experiências vivenciadas por profissionais residentes

  • Camila Heck Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Andressa Caroline Loebens Diel Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Priscila da Silva Matter Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Edna Margarete de Ávila Fortes Fundação Municipal de Sa´´ude de Santa Rosa
Palavras-chave: Tabagismo, Atenção Primária à Saúde, Saúde de Grupos Específicos, Abandono de Uso de Tabaco

Resumo

Os grupos de tabagismo desenvolvidos na Atenção Primária em Saúde representam uma importante estratégia para o tratamento do usuário tabagista. Este texto consiste em um estudo descritivo que tem como objetivo relatar a experiência de três profissionais de saúde residentes, sendo uma enfermeira, uma farmacêutica e uma psicóloga, em grupos de cessação do tabaco desenvolvidos na Estratégia Saúde da Família do município de Santa Rosa, Rio Grande do Sul, entre os anos de 2017 e 2018. Os resultados evidenciaram características semelhantes na maioria dos grupos referentes à baixa adesão ao tratamento, à motivação dos participantes, à integração entre os membros, à organização e à dinâmica grupal como fatores que interferem na cessação do tabaco. Diante disso, estratégias devem ser adotadas em conjunto com a equipe multiprofissional visando maior divulgação dos grupos, disseminação de informações para a população adscrita no território de saúde e aprimoramento por parte dos profissionais no manejo e cuidado da pessoa tabagista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Heck, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Mestranda em Psicologia na Faculdade Meridional, Rio Grande do Sul, Brasil; especialista em Saúde da Família pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil; bolsista PROSUP/CAPES Imed; psicóloga.

Andressa Caroline Loebens Diel, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Especialista em Residência Multiprofissional em Saúde da Família pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil; farmacêutica.

Priscila da Silva Matter, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Especialista em Saúde da Família pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil; enfermeira.

Edna Margarete de Ávila Fortes, Fundação Municipal de Sa´´ude de Santa Rosa

Especialista em Nutrição Humana e Saúde pela Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais, Brasil, e em Preceptoria no SUS pelo Hospital Sírio Libanês, Brasil.

 

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Atenção à Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Coordenação de Prevenção e Vigilância – Conprev. Deixando de fumar sem mistérios. Rio de Janeiro: MS/INCA, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Caderno de atenção domiciliar, Brasília, DF, 2012. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/cad_vol1.pdf. Acesso em: 20 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 571, de 5 de abril de 2013. Atualiza as diretrizes de cuidado à pessoa tabagista no âmbito da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Tipos de câncer: pulmão. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer, 2014. Disponível em: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/pulmao. Acesso em: 20 fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica: estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica – o cuidado da pessoa tabagista. Brasília, DF, 2015. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/caderno_40.pdf. Acesso em: 18 fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional da Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html. Acesso em: 21 fev. 2019.

BRAZ, L. S. Projeto de intervenção para combate ao tabagismo na ESF Caensa, município de Alfenas-MG. 2015. 42 f. Trabalho de Conclusão (Especialização em Estratégia Saúde da Família) – Universidade Federal de Minas Gerais, Campos Gerais, 2015.

ISMAEL, S. M. C. Efetividade da terapia cognitivo-comportamental na terapêutica do tabagista. 2007. 153 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

MELO, L. P.; CAMPOS, E. A. “O grupo facilita tudo”: significados atribuídos por pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2 a grupos de educação em saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem, São Paulo, v. 22, n. 6, p. 980, nov./dez. 2014. Doi: DOI: 10.1590/0104-1169.0056.2506.

PAWLINA, M. M. C. et al. Ansiedade e baixo nível motivacional associados ao fracasso na cessação do tabagismo. Jornal de Psiquiatria, Rio de Janeiro, v. 63, n. 2. P. 113-120, 2014. Doi: 10.1590/0047-2085000000014.

PEREIRA, A. A. C. et al. Adesão ao grupo de cessação entre tabagistas de unidade básica de saúde. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 23, n. 3, e55096, 2018. Doi: 10.5380/ce.v23i3.55096.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA ROSA. Departamento de Gestão Estratégica e Participativa, 2013. Disponível em https://www.santarosa.rs.gov.br/downloads_categorias_ver.php?dow_cat_id=46. Acesso em: 20 fev. 2019.

RODRIGUES, B.; J.; C. VELOSO JÚNIOR, O. Intervenções com grupos e tabagismo: relato de experiência no contexto do sistema único de saúde brasileiro sobre as dificuldades de adesão ao tratamento. Única Cadernos Acadêmicos, Ipatinga, v. 3, n. 3, 2017. Disponível em: http://co.unicaen.com.br:89/periodicos/index.php/UNICA/article/view/60. Acesso em: 3 fev. 2019.

SPERONI, K. S. et al. Percepções dos agentes comunitários de saúde: contribuições para a gestão em saúde. Revista Cuidarte, 2016, v. 7, n. 2, p. 1.325-1.337. Doi: 10.15649/cuidarte.v7i2.338.

YALOM, I. D., LESZCZ, M. Psicoterapia de grupo teoria e prática. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 528 p.

WHO – World Health Organization. Global school-base student health survey. Geneva: WHO, 2015.

Publicado
2020-03-13
Como Citar
HECK, C.; DIEL, A. C. L.; MATTER, P. DA S.; FORTES, E. M. DE ÁVILA. Grupos de cessação de tabaco desenvolvidos na Estratégia Saúde da Família. Revista de Educação Popular, v. 19, n. 1, p. 246-257, 13 mar. 2020.
Seção
Relatos de experiência