A CRIANÇA PROTAGONISTA: propostas de transformação do espaço-tempo escolar em uma escola de Educação Infantil

Resumo

Este artigo aborda uma prática de valorização de protagonismo infantil, realizada no âmbito do Projeto de Extensão Partilhas Teatrais, em uma escola de Educação Infantil, da cidade de Uberlândia/MG, na qual diferentes metodologias do ensino do teatro (Drama, Contação de histórias e Performance) foram utilizadas para provocar ações de criação e transformação dos espaço-tempo escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Hartmann, Departamento de Artes Cênicas Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas Universidade de Brasíli
Professora Associada do Departamento de Artes Cênicas, atuando no PPG-CEN/UnB e como colaboradora no Programa Interdisciplinar em Performances Culturais, da UFG. Possui graduação em Artes Cênicas

Referências

ANDRADE, Lucimary B. P. Educação infantil: discurso, legislação e práticas institucionais São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

CABRAL, Beatriz. Drama como método de ensino. São Paulo: Hucitec: Edições Madacaru, 2006. (Pedagogia do Teatro)

COHN, Clarice. Antropologia da Criança. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

GIRARDELLO, Gilka. (org.). Baús e Chaves da Narração de Histórias. 2ª. ed. Florianópolis: SESC/SC, 2004.

HARTMANN, L.. Esses contadores tão desconhecidos: as crianças. In: Giuliano Tierno; Letícia Liesenfeld Erdtmann. (Orgs.). Narra-te Cidade - pensamentos sobre a arte de contar histórias hoje. 1ed.São Paulo - SP: A Casa Tombada, 2017, v. 1, p. 85-99.

HARTMANN, L. Pequenos narradores: experiências metodológicas com crianças contando histórias na sala de aula. In: Luciana Hartmann; Jorge das Graças Veloso. (Orgs.). O Teatro e suas Pedagogias: práticas e reflexões. 1ed.Brasília: Editora da UnB, 2016, v. 1, p. 259-280.

ICLE, G.; BONATTO, M. T. Por uma Pedagogia Performativa: a escola como entrelugar para professores-performers e estudantes-performers. Cadernos CEDES, Campinas, v. 37, n. 101, 2017, p. 7-28.

ICLE, Gilberto. Da performance na educação: perspectiva para a pesquisa e a prática. In: PEREIRA, Marcelo de Andrade (org.). Performance e Educação: (des)territorializações pedagógicas. Santa Maria/RS: Ed. da UFSM, 2013. p. 09-22.

____ Nos cruzamentos entre a performance e a pedagogia: uma revisão prospectiva. Educação & Realidade. Porto Alegre: n. 35, v. 2, 2010, p. 89-113.

M

NANCY, Jean-Luc.

NANCY, Jean-Luc. A la escucha. la ed. - Buenos Aires: Amorrortu, 2007.

PAULA, Wellington Menegaz de. Drama-processo e ciberespaço: o ensino do teatro em campo expandido. Doutorado em Teatro

PINEAU, E. L. Pedagogia crítico-performativa: encarnando a política da educação libertadora. In: PEREIRA, M. (org.). Performance e Educação: (des)territorializações pedagógicas. Santa Maria/RS: Ed. da UFSM, 2013, p. 37-58.

SARMENTO, Manuel Jacinto. Visibilidade social e estudo da infância. In: VASCONCELLOS, V. M. R; SARMENTO, M. J. (orgs). Infância Invisível. Araraquara/SP: Junqueira e Marin, 2007, p. 25-49.

SILVA, Maurício Roberto da.

SINGER, Helena. Pelo protagonismo de estudantes, educadores e escolas. In: LOVATO, A; YRULA, C. P.; FRANZIM, R. (orgs.). Protagonismo Infantil

VELASCO, Cristine. Histórias de Boca o conto tradicional na educação infantil. São Paulo: editora original, 2018.

VIGOSTKI, L. S. Imaginação e criatividade na infância. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

XAVIER FILHA, Constantina. Ver e

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Hartmann, L., & Gasperin, L. E. (2018). A CRIANÇA PROTAGONISTA: propostas de transformação do espaço-tempo escolar em uma escola de Educação Infantil. Revista Rascunhos - Caminhos Da Pesquisa Em Artes Cênicas, 5(3). https://doi.org/10.14393/issn2358-3703.v5n3a2018-09
Seção
Desafios do fazer artístico na Educação Básica em tempos de diversidade