Circo: educando entre as gretas

  • Marco Antonio Coelho Bortoleto Universidade Estadual de Campinas University of Campinas http://orcid.org/0000-0003-4455-6732
  • Erminia Silva Ex-docente do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da UNESP - SP; Ex-docente de "História do Circo" da Escola Nacional de Circo (RJ). Co-coordenadora do Grupo de Estudo e Pesquisa das Artes Circenses (CIRCUS) - FEF-UNICAMP.

Resumo

Pesquisadores, artistas e críticos coincidem ao apontar as escolas de circo como um "novo" elemento na complexa dinâmica constitutiva do circo contemporâneo, fato que provocou significativas mudanças na sua secular relação com a sociedade. Entre créditos e descréditos, homens e mulheres artistas circenses se mostram potentes para se reinventar, encontrando fendas, brechas, gretas. Assim a formação artística circense, bem como seu reconhecimento e trato nos espaços educativos revelam uma capacidade rizomática ímpar, com soluções profícuas até mesmo nas situações mais estreitas e críticas. Essa conjuntura apertada, não impediu sua expansão, sua presença na educação básica, reverberando inclusive na formação acadêmica. De fato, são os profissionais circenses em todas as origens e espaços que ocupam, que possibilitam uma vibrante e prometedora presença do circo no âmbito educativo. No entanto, a interação das políticas educacionais com o circo revela-se incipiente, insuficiente e, por vezes, contraditória.

Biografia do Autor

Marco Antonio Coelho Bortoleto, Universidade Estadual de Campinas University of Campinas

Graduado (Licenciatura Plena) em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (1997), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2000), Doutorado pela Universidade de Lleida (2004) no Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha (INEFC) na Espanha (2004) e Livre Docente (Professor Associado) FEF-UNICAMP (2016). Realizou Estágio de Pós-doutorado no Laboratório do Centro de Estudos das Actividades Desportivas - CEAD, da Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa (Portugal) (2010-2011). Professor visitante na Universidad A Coruña (Espanha) em 2011 e na Universidad de La Plata (Argentina, 2017). Professor de Acrobacia na Escola de Circo de Barcelona (Espanha, 2001-2005). Atualmente é Professor MS5 (Livre Docente / Associado) do Departamento de Educação Física e Humanidades (DEFH) da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Membro do Comitê de Ginástica para Todos (GPT 2012-2020) e da Comissão de Educação (2017-20) da Federação Internacional de Ginástica (FIG). Pesquisa na área de Educação Física, com ênfase na Ginástica e no Circo, enfocando nas seguintes temáticas: pedagogia e segurança das atividades circenses; cultura de treinamento da ginástica artística; formação em Ginástica para Todos; Tecnologias elásticas e formação de acrobatas. Tem suas pesquisas fundamentadas principalmente na Praxiologia Motriz.  

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8517706988302686


Erminia Silva, Ex-docente do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da UNESP - SP; Ex-docente de "História do Circo" da Escola Nacional de Circo (RJ). Co-coordenadora do Grupo de Estudo e Pesquisa das Artes Circenses (CIRCUS) - FEF-UNICAMP.
Ex-docente do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da UNESP - SP; Ex-docente de "História do Circo" da Escola Nacional de Circo (RJ). Co-coordenadora do Grupo de Estudo e Pesquisa das Artes Circenses (CIRCUS) - FEF-UNICAMP.

Referências

ALMEIDA, Luiz Guilherme Veiga. Ritual, risco e arte circense. Brasília: UNB, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BARRAGÁN, Teresa Ontañón. Atividades circenses na educação física escolar. Doutorado em Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, 2016.

BOLOGNESI, Mário Fernando. Palhaços. São Paulo: Ed. UNESP, 2003.

BOLOGNESI, Mário Fernando. O circo e a formação em artes cênicas. In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTA

BORTOLETO, M. A. C. The circus on the periphery of the brazilian university. In: SESC - São Paulo. (Org.). CircoS Festival Internacional Sesc de Circo. 1ed. São Paulo: SESC, 2015, v. 1, p. 24-31.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTA

CASTRO, Alice Viveiros. O elogio da bobagem: palhaços no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro, Editora Família Bastos/Petrobrás, 2005.

COSTA, Eliene Benício Amâncio. Saltimbancos urbanos: a influência do circo na renovação do teatro brasileiro nas décadas de 80 e 90. Tese (Doutorado em Artes)

DAL GALLO, Fabio. A renovação do circo e o circo social. In: Repertório: Teatro & Dança, Ano 13, n. 15, 2010.

DOS SANTOS, Claudio Alberto. Fascínio Circense: arte e pedagogia na Escola Nacional de Circo. 1. ed. Belo Horizonte: Editora Rona, 2017. v. 1. 296p .

DUPRAT, R. M.; BORTOLETO, M. A. C. Educação Física escolar: pedagogia e didática das atividades circenses. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, p. 171-189, 2007.

DUPRAT, Rodrigo Mallet. Formação superior em Artes do Circo: uma proposta. Doutorado em Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, 2014.

FERNANDES, Jéssica Adriana Montanini, RIBEIRO, Olívia Cristina Ferreira, BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Lazer e Espaços Públicos: O Circo como Opção. Belo Horizonte, LICERE, UFMG, n.19, v. 3, 2016 pp. 165-184.

FOSTER, G. M. Traditional cultures and the impact of technological change. New York: Harper & Row, 1973.

FRATELLINI, Annie. O Picadeiro é a liberdade. In: O Correio da UNESCO. Revista mensal. Rio de Janeiro, ano 16, nr. 3, março/1988, p. 27.

HOTIER, H. (org.). La fonction éducative du cirque. Paris: L

JANNUZZELLI, Fernanda Duarte. Circo-teatro através dos tempos: cena e atuação no Pavilhão Arethuzza e no Circo de Teatro Tubinho. Dissertação de mestrado. Instituto de Artes, Unicamp, 2015.

LEITE, Amanda Dias - Aspectos do processo de abertura à participação feminina na palhaçaria brasileira: especificidades da produção carioca nas décadas 1980 e 1990. Dissertação Mestrado em Artes da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, 2015.

LEHN, Donald. La formación artística en circo: estrategias de la Federación Européa de Escuelas de Circo Profesionales (FEDEC). In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTA

MAGRO, Alberto. In: Circo é... Circo. SESC-SP: CircoS-Festival Internacional Sesc de Circo. Documentário dirigido por Daniela Cucchiarelli, 2016.

MATHEUS, Rodrigo C. - As produções circenses dos aprendizes das Escolas de Circo de São Paulo, na década de 1980 e a constituição Do Circo Mínimo. São Paulo: Universidade Estadual Paulista

MENDON

MIRANDA, André. Circo brasileiro se renova pelo trabalho das escolas e busca novos modelos. O Globo, 17/01/2017. Disponível em: http://oglobo.globo.com/cultura/circo-brasileiro-se-renova-pelo-trabalho-das-escolas-busca-novos-modelos-20782998

MIRANDA, Rita Cássia Fernandes; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho.

MIRANDA, Rita de Cassai Fernandes. Do tecido à lona: as práticas circenses no "tear" da formação inicial em educação física. Doutorado em Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2014.

ONTA

ONTA

JACOB, Pascal. Une histoire du Cirque. Edições Seuil - BnF, Paris, 2016.

ROCHA, Gilmar. O circo no Brasil - estado da arte. BIB. In: Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, v. 70, p. 51-70, 2010.

SILVA, Erminia. Circo-teatro: Benjamim de Oliveira e a teatralidade circense no Brasil. São Paulo: Editora Altana, 2007.

SILVA, Erminia. Respeitável público...o circo em cena. Rio de Janeiro: Funarte, 2009.

SILVA, Erminia. O novo está em outro lugar. In: Palco Giratório, 2011: Rede Sesc de Difusão e Intercâmbio das Artes Cênicas. Rio de Janeiro; SESC, Departamento Nacional, 2011, pp. 12-21, 108p.

SILVA, Erminia. Family-Circus, Theater-Circus: It Is Theatrer in the Circus (Circo-família, Circo-teatro: é teatro no circo). In: BUENO, Eva. P; CAMARGO, Robson Corrêa Camargo (org.) Ometeca: ciencia y humanidades.Vol. 19/20 (2014-15): Brazilian Theater. Ometeca Institute, 2015, pp. 171-189.

SILVA, Erminia; NUNES, Marcia. Revista DUX 10 anos (Circo DUX). Rio de Janeiro: Editor Circo Dux, 2015.

SILVA, Erminia

TOURINHO, Carlos Diógenes Côrtes. A consciência e o mundo na fenomenologia de Husserl: influxos e impactos sobre as ciências humanas. In: Estudos e Pesquisas m Psicologia, vol. 13, n. 2, 2012, p. 852-866.

TUCUNDUVA, Bruno Barth Pinto. O ensino das atividades circenses na formação inicial em Educação Física. Doutorado em Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, 2015.

WALLON, E. (Org.). O circo no risco da arte. (Título original

YOSHIMURA, Fernando Eidi. Mapa das atividades circenses em Ribeirão Preto: uma visão dos instrutores do circo. Dissertação de Mestrado em Educação, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, USP-RP, 2017.

Publicado
2017-07-26
Seção
Sala de Ensaios