O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Os autores (e coautores) deverão informar sua identificação ORCID. Clique aqui para realizar o cadastro.

  • O(a)(s) autor(a)(es) declara(m) estar ciente(s) de que os trabalhos que venham a ser publicados na Revista Rascunhos são de responsabilidade do(s) próprio(s) autor(es), inclusive quanto à correção ortográfica do texto, não cabendo qualquer responsabilidade legal sobre seu conteúdo à Revista Rascunhos, à EDUFU ou à Universidade Federal de Uberlândia.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista. Caso contrário, justificar em 'Comentários ao Editor'.
  • A submissão adequa-se a uma das Modalidades de Trabalhos: Artigos, Ensaios, Entrevistas, Dramaturgias e Croquis de Espaço Cênico, Figurinos e Indumentárias.
  • O trabalho submetido (no caso de artigo, ensaio e entrevista) tem uma extensão entre 16.000 e 50.000 caracteres com espaços.
  • O trabalho submetido (no caso de artigo) inicia com Resumo, Palavras-chave, Abstract e Keywords. Após o texto do artigo, há a listagem das Referências Bibliográficas.

  • A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista - caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos) - conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação por Pares Cega.
  • O texto segue os padrões de estilo, de formatação, do uso de citações, de inserções de figuras e de uso de referências conforme  o modelo disponibilizado pela revista com formatação correta.
  • Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: http://www.ibict.br) estão ativos e prontos para clicar.
  • Autores e coautores estão devidamente cadastrados no sistema da Revista Rascunhos e identificados no campo de submissão do artigo.

Diretrizes para Autores

Orientações para PT-BR:

ATENÇÃO PARA O USO DA FOLHA DE ESTILOS DA REVISTA:  clique aqui para download do modelo com a formatação correta

1) O cabeçalho deve conter:

a) Título do trabalho em português, espanhol e inglês. O título deve ser digitado em caixa alta na fonte Times New Roman 12 e o subtítulo sem caixa alta na próxima linha. Ambos devem estar em negrito.

b) Nome do autor; Seguido ao qual deve vir uma nota de rodapé com as seguintes informações separadas por ponto: -Instituição e tipo de vínculo (mestrando/doutorando). -Estágio da pesquisa (projeto, em andamento ou concluída - informar ano). -Área de estudo e nome do orientador -Bolsa de fomento (quando houver).  -Atuação profissional (artística, instituição de ensino, cultural entre outras).

2) Resumos em português, espanhol e inglês, necessariamente nessa ordem, separados por uma linha de distância. Todos os 3 resumos são obrigatórios:

a) Devem conter entre 5 e 10 linhas, fonte Times New Roman, 12, espaçamento simples.

b)No resumo deve ser apresentado a proposta geral da pesquisa, quadro teórico, objetivos e metodologias.

3) Palavras-chaves:

a) De3 a5;

b) Devem ser inseridas abaixo de seus respectivos resumos, separadas por vírgula.

4) O texto completo.

Todos os textos deverão ser digitados com fonte Times New Roman, tamanho 12 e espaçamento 1,5. Deverão ser enviados no formato .doc e ter entre 08 (mín.) e 18 (máx.) páginas.

5) Referências: deve seguir as normas da ABNT; o título deve ser colocado em destaque com a utilização de negrito; ATENÇÃO: A REVISTA NÃO UTILIZA (em função da recuperação eletrônica de dados) O TRAVESSÃO QUE SUBSTITUI O NOME DE AUTOR PARA EVITAR A REPETIÇÃO; Caso o documento citado possua DOI é obrigatório que ele seja informado. As referências deverão ser relacionadas ao final do texto, em ordem alfabética, obedecendo aos seguintes modelos:

 

Livro:

SOBRENOME, Nome. Título em negrito. Local de publicação: Editora, data.

 

Texto em coletânea:

SOBRENOME, Nome. Título. In: SOBRENOME, Nome (Org.). Título do livro em negrito. Local de publicação: Editora, data. p. inicial-final.

 

Artigo em periódico:

SOBRENOME, Nome. Título. Título do periódico em negrito, Local de publicação, volume, número, página inicial-página final, mês e ano da publicação.

 

Trabalho acadêmico:

SOBRENOME, Nome. Título em negrito: subtítulo. Ano de depósito. Folhas. Tese/Dissertação/Monografia/Trabalho de conclusão de curso (Nome do Curso) - Unidade onde foi defendida, Universidade, Local, ano de defesa.

 

Artigo e/ou matéria de jornal:

SOBRENOME, Nome. Título. Título do jornal em negrito, Local, data. Caderno, p. Ex.:

 

Arquivos audiovisuais:

T͍TULO: subtítulo. Diretor, produtor. Local: Produtora, data. Formato (avi, mp4, etc.). Notas complementares.

 

Documentos iconográficos (fotografias, cartões postais, gravuras e outros):

SOBRENOME, Nome. Título. Data. Características físicas (especificações do suporte, indicação de cor, dimensões). Se o documento estiver em forma impressa ou meio eletrônico, acrescentam-se os dados da publicação (local, editora, data) ou endereço eletrônico. Ex.:

Documento eletrônico: Para documentos em suporte eletrônico são necessárias, ainda, as informações sobre o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedidos da expressão Acesso em: dia/mês/ano.

6) Notas de rodapé serão aceitas desde que sejam imprescindíveis e breves. Devem ser numeradas com algarismos arábicos, fonte Times New Roman, tamanho 10 e digitadas com espaçamento simples.

7) As citações no corpo do texto superiores a 3 linhas devem ser digitadas com espaçamento simples, fonte Times New Roman, tamanho 10 e com recuo de 4cm da margem, conforme ABNT.

8) É obrigatória a utilização do sistema Autor-Data para todas as citações (AUTOR, 1900, p.1).

9) Configurações Gerais

a) Página A4;

b) Margens Superior e Inferior 3cm;

c) Margens laterais2 cm;

d) Uso de "aspas duplas" somente para citação no corpo do texto;

e) Uso de itálico para termos estrangeiros e títulos de livro e periódicos;

f) Uso de negrito para destaque no texto.

g) Urls informadas no texto por meio de hiperlink;

h) Imagens, gráficos e tabelas no corpo do texto (com os devidos créditos).

10) Caso os artigos com fotos, desenhos ou materiais gráficos da autoria de terceiros, é indispensável carta de autorização. O material deverá vir acompanhado de legendas de identificação.

a) Imagens JPEG: resolução de 300 a 600 dpi e tamanho de 725 X 500 pixels;

b) Vídeos: até 15 min, enviar link do youtube;

c) Arquivos de áudio: no formato mp3 e duração máxima de 15 minutos e arquivo no tamanho máximo de 2 Mb.

11) O envio do artigo original implica na autorização para publicação de acordo com as normas Creative Commons 3.0.

ATENÇÃO PARA O USO DA FOLHA DE ESTILOS DA REVISTA:  clique aqui para download do modelo com a formatação correta

 

LUIZ PAZZINI- Teatro de Memórias e Processos Educativos

O dossiê da Revista Rascunhos- Caminhos da Pesquisa em Artes Cênicas, intitulado LUIZ PAZZINI- Teatro de Memórias e Processos Educativos visa a prestar uma homenagem a Luiz Roberto de Souza [Luiz Pazzini (1953-2020)] através de reflexões teóricas, experiências pedagógicas e memórias que estejam relacionadas ou que tangenciem a prática desse artista/docente/pesquisador no teatro.

Luiz Pazzini era de Serverínia, interior de São Paulo, e desde 1992 vinha se dedicando à prática artística e pedagógica do teatro no Maranhão, estado que adotou e no qual desenvolveu uma parte significativa da sua vida artística e docente, seja no âmbito do Curso de Educação Artística, seja no Curso de Licenciatura em Teatro, da Universidade Federal do Maranhão. 

Um dos principais legados de Luiz Pazzini foi o Grupo Cena Aberta, com o qual tinha como objetivo pesquisar a linguagem teatral pautada na relação ator, pesquisador e educador, desenvolvendo experimentos cênicos, intervenções e espetáculos performáticos, sempre explorando espaços inusitados com alunos e alunas do curso de Teatro/UFMA, e pessoas da comunidade em geral.

 Tanto no grupo, como coordenando o projeto de extensão “Memória e Encenação em Movimento: ABC da Cultura Maranhense” (PROEXCE/UFMA), e, ainda, ofertando oficinas formativas para professores das Licenciaturas do Campo, discentes do Ensino Médio, atores e populações quilombolas do Estado do Maranhão, foi contemplado com prêmios federais que oportunizaram a continuidade da pesquisa, que carrega em seu cerne os ensinamos da Pedagogia Libertadora de Paulo Freire e o Teatro Político de Bertold Brecht. A metodologia do work in process acompanhava todo o processo formativo dos futuros licenciados, como também inseria no cenário cultural local novas formas de PENSAR/FAZER TEATRO NO MARANHÃO.

Este dossiê, que será divido em artigos; ensaios de memória e/ou experiências; e em entrevistas, terá como discussão central as práticas artísticas e pedagógicas elaboradas e difundidas por Luiz Pazzini. O tema contribuirá para as discussões das áreas da história do teatro, da pedagogia do teatro, do teatro político, do teatro de memórias, do fazer enquanto exercício do conhecimento em teatro, da linguagem da performance, e do teatro performativo. Eixos abordados de forma descentralizada, que trarão para o cerne das discussões o fazer e o pensar o teatro no Maranhão e de que forma elas encontram ecos nas práticas teatro-educativas Brasil a fora.

Organizadores desse dossiê:

Gilberto dos Santos Martins (UFMA) e João Victor da Silva Pereira (UFMA)

ATENÇÃO nova data limite para submissões: 30 de novembro de 2020.

Dossiê Yuyachkani

Dossiê em comemoração aos 51 anos do grupo Yuyachkani, com textos de autores convidados, nacionais e estrangeiros e organização de Narciso Telles e Ana Júlia Marko.

Processos de preparação e criação - corpos, poéticas, memórias e políticas

Reflexões sobre os resultados científicos-artísticos do EPA2019 - Seminário do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas - PPGAC-IARTE/UFU.

Poéticas cênicas negras: epistemologias, diálogos e escrituras

O presente dossiê reúne pesquisadores das artes cênicas, a partir de um debate epistemológico que se propõe ser urgente na contemporaneidade: deslocar e descentralizar as referências conceituais, do fazer artístico e do pensamento teórico que nutrem as investigações nas artes da cena e da presença. A partir de uma reflexão crítica sobre a hegemonia do pensamento de homens brancos e europeus vigente em nossa academia, as colaboradoras e colaboradores procuram situar e incluir contribuições negroreferenciadas com olhares plurais e atentos ao pensamento afrocentrado no panorama das ideias. Diante da pluralidade e da diversidade de contribuições conceituais realizadas por pessoas africanas e por pensadores afrodiaspóricos, elegeu-se as provocações de Frantz Fanon como um ponto de partida, e que foram capazes de reverberar importantes atravessamentos artísticos, políticos e epistemológicos atuais. A partir dessas reflexões, outras pensadoras e pensadores são convidados a partilhar de um "ajeum" (uma grande ceia) filosófico, respondendo à academia por meio da presentificação da pessoa negra, um esforço de descolonilzar as matrizes epistemológicas das artes cênicas.

Dossiê Cena Animada: mestres argentinos do teatro de animação latino-americano

[Dossiê] Ensaios e/ou artigos provenientes de pesquisas teóricas, práticas e/ou históricas sobre a presença e as relações de artistas do teatro de animação argentino na América Latina, sobre aspectos do teatro de títeres argentino tradicionais ou contemporâneos, e sobre os seus nomes proeminentes. Também serão aceitas traduções de textos sobre o tema ainda não publicados em português, transcrições de entrevistas e registros de processos.

Arte na Educação Básica

A revista espera receber artigos, ensaios e entrevistas que abordem temas contemporâneos sobre as políticas educacionais no campo da arte

58 Indícios sobre o corpo

Dossiê - autores convidados abordam a performance "58 Indícios sobre o corpo", de Emilio Gracia Wehbi.

Performance e Pedagogias: Poéticas e Políticas do Corpo

Ensaios e/ou artigos provenientes de pesquisas teóricas, práticas e/ou históricas sobre as relações entre performance, cena contemporânea e as diferentes abordagens artístico-pedagógicas. Trabalhos resultantes de pesquisas vinculadas ao campo da performance e da cena contemporânea, que estabeleçam conexões com processos de criação e/ou pedagógicos.

Dossiê Viewpoints: Estudos e Práticas

Política padrão de seção

Dossiê Desmontagem

Política padrão de seção

Parte II - Performances Culturais

Sessão integrante do Vol. 3, nº. 2 (2016): DOSSI

Primeira Seção: EPISTEMOLOGIAS ARTÍSTICAS A PARTIR DO CORPO NEGRO

Primeira Seção: Epistemologias artísticas a partir do corpo negro

Dossiê: Poéticas cênicas negras: epistemologias, diálogos e escrituras

Sala de Ensaios - artigos da chamada contínua da revista

Chamada contínua

Segunda Seção: CONVERSANDO COM FANON

Segunda Seção: CONVERSANDO COM FANON

Dossie Poéticas cênicas negras: epistemologias, diálogos e escrituras

Terceira Seção: LEITURAS CRÍTICAS

Terceira Seção: LEITURAS CRÍTICAS

Dossiê Poéticas cênicas negras: epistemologias, diálogos e escrituras

Quarta Seção: ESCRITURAS POÉTICAS

Quarta Seção: ESCRITURAS POÉTICAS

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.