Políticas Públicas para a população LGBT no Brasil

Revisão de literatura

  • Isadora Cechin Filipiack Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, São Leopoldo – RS
  • Icaro Bonamigo Gaspodin Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS, São Leopoldo, RS)
Palavras-chave: Políticas Públicas, LGBT, Preconceito

Resumo

O objetivo deste estudo é apresentar as principais políticas públicas para a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros) no Brasil e os principais obstáculos para sua efetividade. Por meio de uma revisão sistemática da literatura, mapeou-se a produção científica disponível no Portal de Periódicos da CAPES e na Biblioteca Virtual em Saúde- publicada entre 2008 e 2018- com a seguinte combinação de descritores: “políticas públicas” e “LGBT”. De um total bruto de 83 trabalhos, após análise dos critérios de inclusão, 10 foram selecionados para compor a presente revisão. Os resultados apresentam as principais políticas públicas desenvolvidas para o público LGBT, sendo a maioria relacionada à saúde. Os
principais obstáculos para a efetividade dos programas se referem ao preconceito e ao despreparo de profissionais para lidar com as especificidades das demandas do referido público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isadora Cechin Filipiack, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, São Leopoldo – RS

Acadêmica do curso de Psicologia pela Faculdade Meridional IMED - Campus Passo
Fundo/RS (2015) e bolsista PROBIC pela FAPERGS. 

Icaro Bonamigo Gaspodin, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS, São Leopoldo, RS)

Psicólogo pela Faculdade Meridional (IMED, Passo Fundo, 2014) e mestre em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS, São Leopoldo, 2017) com bolsa parcial da CAPES. Atualmente, é doutorando em Psicologia na UNISINOS com bolsa parcial da CAPES e professor do curso de graduação em Psicologia da IMED.

Publicado
2020-01-02
Como Citar
Cechin Filipiack, I., & Bonamigo Gaspodini, I. (2020). Políticas Públicas para a população LGBT no Brasil. Perspectivas Em Psicologia, 23(2), 40 - 56. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/perspectivasempsicologia/article/view/52211