Perfil do homem com disfunção sexual que procura profissional clínico especializado em medicina ou psicologia

  • Juliana Bonetti Simão Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Omar Pacheco Simão Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: sexualidade, disfunção sexual masculina, temor de desempenho, fanatismo religioso, homossexualidade latente.

Resumo

Este relato de experiência visou elucidar as queixas e problemas de homens que procuram a ajuda de um urologista ou psicólogo especialista em sexualidade. As metodologias utilizadas foram observação direta e análise clínica de pacientes que frequentaram, nos últimos cinco anos, os consultórios de um urologista e de um psicólogo especializado em sexualidade. Os resultados sugerem que a amostra masculina tem disfunção sexual, em sua maioria, por temor de desempenho. Tem também o fanatismo religioso e a homossexualidade latente como possíveis causas. Assim é possível compreender aspectos emocionais semelhantes capazes de agrupá-los em perfis psicológicos para melhor conduzir os casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Bonetti Simão, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Mestre em psicologia clínica junguiana pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Especialista em Psicoterapia com Foco na Sexualidade pelo Instituto Paulista de Sexualidade. Pós-graduada em psicanálise para a formação de psicoterapeutas pela Universidade Federal de São Paulo
Omar Pacheco Simão, Universidade Federal de Uberlândia
Curso de Medicina

Referências

Carelli, A. R. (2013). A sexualidade humana do passado ao presente. In A. Diehl; D. Leite Vieira (Eds.), Sexualidade: do prazer ao sofrer (pp. 1-38). São Paulo: Editora Roca.

Del Priore, M. (2011) Histórias íntimas: sexualidade e erotismo na história do Brasil. São Paulo: Planeta.

Foucault, M. (1977). A vontade de saber. In M. T. C. Albuquerque & J. A. G. Albuquerque (Trans.), História da sexualidade (Vol. 1). Rio de Janeiro: Graal.

França, C. P. (2004). Ejaculação Precoce e Disfunção Erétil: uma abordagem psicanalítica. 2nd ed. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Freud, S. (1969). Um Caso de Histeria, Três Ensaios sobre Sexualidade e outros trabalhos (1901-1905). In J. O. A. Abreu (Trans.), Edição Standard Brasileira de Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud (Vol. 7). Rio de Janeiro: Imago.

Gikovate, F. (1989). Homem: o sexo frágil? São Paulo: MG editores.

Hite, S. (1976). The Hite report: a nationwide study off female sexuality. New York: Dell Publishing.

Lins, R. N. (2012). O livro do amor: do iluminismo à atualidade. Rio de Janeiro: Best Seller.

Pedrosa, J. B. (2006). Segundo desejo. São Paulo: Editora Iglu.

Ramos, V.; Carvalho, C. C.; Leal, I. P. (2005). Atitudes e comportamentos sexuais de mulheres universitárias: a hipótese do duplo padrão sexual. Análise psicológica, 23(2), 173-185. doi: https://doi.org/10.14417/ap.80.

Reis, M. M. F.; Glina, S., Abdo, C. H. N. (2014). Percepção sobre o tamanho do pênis em homens brasileiros supostamente saudáveis de 40 a 60 anos: um estudo piloto transversal. São Paulo Med J, 133(2), 84-90. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1516-3180.2013.7710008.

Simão, J. B. (2017). A gente se vê por aí... motivações, atitudes e comportamentos de homens e mulheres heterossexuais adultos sobre o sexo sem compromisso (Dissertação de Mestrado não publicada). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

Stearns, P. N. (2010). História da sexualidade. São Paulo: Contexto.

Publicado
2018-12-31
Como Citar
Simão, J. B., & Simão, O. P. (2018). Perfil do homem com disfunção sexual que procura profissional clínico especializado em medicina ou psicologia. Perspectivas Em Psicologia, 22(2). https://doi.org/10.14393/PPv22n2a2018-13
Seção
Comunicações livres