Habitação Social e participação popular: um estudo sobre as diretrizes do Programa Minha Casa Minha Vida

  • Douglas Cardoso da Silva Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Programa Minha Casa Minha Vida, participação popular, trabalho social, burocracia, modelo de gestão pública.

Resumo

Este estudo procura analisar as possibilidades de participação popular no Programa Minha Casa Minha Vida. Tendo por base a análise dos documentos oficiais que definem as diretrizes de implementação do programa, buscamos destacar o papel designado ao futuro morador e os meios que possibilitariam sua participação. Consideramos que eles são extremamente reduzidos, o que evidencia o papel passivo destinado ao público alvo, uma vez que a menção à sua possível participação se encontra limitada a apenas um dos itens do programa: o trabalho social, cujo poder de alcance também é restrito. Assim, apesar dos seus méritos, o Programa Minha Casa Minha Vida permanece dominado por uma dinâmica burocrática e autoritária que impede qualquer protagonismo dos moradores: real obstáculo à superação da desigualdade política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Cardoso da Silva, Universidade de São Paulo
Mestrado em Psicologia Social

Referências

Amora, Dimini, & Haubert, Mariana. (2016, 30 de março de). Governo faz evento para anunciar redução de meta de casas populares. Folha On-line, Acessado em 10 de julho de 2016, de <http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/03/1755546-governo-faz-evento-para-anunciar-reducao-de-meta-de-casas-populares.shtml>

Arendt, Hanna. (2014). A condição humana (12ª ed.). Tradução de Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitária.

Bonduki, Nabil. (2014). Cem anos de construção da política pública de habitação no Brasil: o desafio de uma arquitetura para a maioria. Em Nabil Bonduki. Os Pioneiros da Habitação Social no Brasil: volume 1. (1ª ed., pp. 1 - 129). São Paulo: Unesp.

Brasil. (2010). Diário Oficial da União. Brasília: Ministério das Cidades. Portaria nº 93, de 25 de Fevereiro de 2010. Acessado em: 2 de maio de 2016, de < http://www.cidades.gov.br/images/stories/Legislacao/Portarias_2010/Portaria_93_2010.pdf>

Brasil. (2011). Diário Oficial da União. Brasília: Ministério das Cidades. Portaria nº 325, de 7 de Julho de 2011. Acessado em: 2 de maio de 2016, de < http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=57&data=21/07/2011/index.jsp?jornal=1&pagina=57&data=21/07/2011>

Brasil. (2011). Diário Oficial da União. Brasília: Ministério das Cidades. Portaria nº 465, de 21 de Julho de 2011. Acessado em: 2 de maio de 2016, de < http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=57&data=21/07/2011/index.jsp?data=04/10/2011&jornal=1&pagina=31&totalArquivos=216>

Brasil. (2013). Diário Oficial da União. Brasília: Ministério das Cidades. Portaria nº 595, de 18 de Dezembro de 2013. Acessado em: 2 de maio de 2016, de < http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=20/12/2013&jornal=1&pagina=99&totalArquivos=184>

Brasil. (2014). Diário Oficial da União. Brasília: Ministério das Cidades. Portaria nº 21, de 22 de Janeiro de 2014. Acessado em: 2 de maio de 2016, de < http://www.cidades.gov.br/images/stories/ArquivosCidades/PAC/Manuais-Gerais-PAC/portaria21.pdf>

Bresser-Pereira, Luiz Carlos (2003). Réplica: comparação impossível. RAE Revista de Administração de Empresas, 45 (1), 50-51. Acessado em: 10 de junho de 2016, de https://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902005000100006

Cardoso, Adauto Lúcio; Mello, Irene Queiroz e. & Jaenisch, Samuel Tomas (2015). A implementação do Programa Minha Casa Minha Vida na Região Metropolitana do Rio de Janeiro: agentes, processos e contradições. Em Caio Santo Amore, Lúcia Zanin Shimbo, & Maria Beatriz Cruz Rufino. (Orgs.), Minha casa... e a cidade? Avaliação do Programa Minha Casa Minha Vida em seis estados brasileiros. (1ª ed., pp. 73

Gonçalves Filho, José Moura. (2005). Problemas de método em Psicologia Social: algumas notas sobre a humilhação política e o pesquisador participante. Em Ana M. Bahia Bock, (Org.), Psicologia e o compromisso social (2º Ed.). São Paulo: Editora Cortez.

Honneth, Axel (2008). Observações sobre a reificação. Civitas, 8(1), 68-79. Acessado em: 19 de janeiro de 2016, de < http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/civitas/article/view/4322/6868>. doi.org/10.15448/1984-7289.2008.1.4322

Lopes, João Marcos de Almeida. & Shimbo, Lúcia Zanin. (2015). Um olhar sobre a produção do PMCMV a partir de eixos analíticos. Em Caio Santo Amore, Lúcia Zanin Shimbo, & Maria Beatriz Cruz Rufino. (Orgs.), Minha casa... e a cidade? Avaliação do Programa Minha Casa Minha Vida em seis estados brasileiros. (1ª ed., pp. 229

Lukács, George. (2003). O fenômeno da reificação. Em George Lukács. História e Consciência de Classe: Estudos sobre a dialética marxista. (1ª ed., pp 194-239). São Paulo: Martins Fontes.

Maricato, Ermínia. (2003). Metrópole, legislação e desigualdade. Estudos Avançados, 17(48), 151-166. Acessado em: 23 de agosto de 2013, de https://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142003000200013

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬Maricato, Ermínia. (2011). O Impasse da Política Urbana. Em Ermínia Maricato. O Impasse da Política Urbana no Brasil (pp. 15

Maricato, Ermínia. (2013).

Merton, Robert King. (1966). Estrutura Burocrática e Personalidade. Em Edmundo Campos. (Org.), Sociologia da Burocracia (2ª ed. pp. 96-110). Rio de Janeiro: Zahar Editores.

Paula, Ana Paula Paes de. (2005a). Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. Revista de Administração de Empresas, 45(1), 36-49. Acessado em: 15 de maio de 2016, de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-75902005000100005

Paula, Ana Paula Paes de. (2005b). Tréplica: comparação possível. Revista de Administração de Empresas, 45(1), 51-52. Acessado em 10 de junho de 2016, de https://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902005000100007

Rolnik, Raquel. (2014). Ferramentas para avaliação da inserção urbana dos empreendimentos do MCMV. Projeto de Pesquisa da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, Equipe Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade. São Paulo: Universidade de São Paulo. Acessado em: 03 de outubro de 2015, de < http://www.labcidade.fau.usp.br/arquivos/relatorio.pdf>

Rolnik, Raquel, Pereira, Alvaro Luis dos Santos, Moreira, Fernanda Accioly, Royer, Luciana de Oliveira, Iacovini, Rodrigo Faria Gonçalves, & Nisida, Vitor Coelho. (2015). O Programa Minha Casa Minha Vida nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas: aspectos socioespaciais e segregação. Cadernos Metrópole, 17(33), 127-154. Acessado em: 20 de abril de 2016, de https://dx.doi.org/10.1590/2236-9996.2015-3306

Rufino, Maria Beatriz Cruz. (2015). Um olhar sobre a produção do PMCMV a partir de eixos analíticos. Em Caio Santo Amore, Lúcia Zanin Shimbo, & Maria Beatriz Cruz Rufino. (Orgs.), Minha casa... e a cidade? Avaliação do Programa Minha Casa Minha Vida em seis estados brasileiros. (1ª ed., pp. 51

Silva, Alessandro Soares da. (2012). Enfoque Psicopolítico da Intervenção em Políticas Públicas. Em Alessandro S. Silva. Psicologia Política, Movimentos Sociais e Políticas Públicas. Tese de Livre Docência, Escola de Artes, Ciências e Humanidades. São Paulo: Universidade de São Paulo.

Simão, Edna. (2017, 10 de outubro de). Restrição fiscal afeta Minha Casa e faz sumir recursos para baixa. Valor Econômico. Acessado em 10 de outubro de 2017, de <http://www.valor.com.br/brasil/5031936/restricao-fiscal-afeta-minha-casa-e-faz-sumir-recursos-para-baixa-renda>

Souza, Telma R. de Paula. (2015). Políticas Públicas no Enfoque da Psicologia Política. Em Alessandro S. Silva, & Felipe Corrêa. (Orgs.), No Interstício das Disciplinaridades: A Psicologia Política. (1ª ed., pp. 219-237). Curitiba: Editora Prismas.

Tenório, Fernando G. (1998). Gestão social: uma perspectiva conceitual. Revista de Administração Pública, 32 (5), 7-23. Acessado em: 14 de junho de 2016, de < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/viewFile/7754/6346>

Weber, Max. (1966). Os Fundamentos da Organização Burocrática: Uma Construção do Tipo Ideal. Em Edmundo Campos. (Org.), Sociologia da Burocracia (2ª ed. pp. 9-15). Rio de Janeiro: Zahar Editores.

Weil, Simone. (1996). O Desenraizamento. Em Ecléa Bosi (Org.), A condição operária e outros estudos sobre a opressão (2ª ed., pp. 409-440). Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Publicado
2018-12-31
Como Citar
Cardoso da Silva, D. (2018). Habitação Social e participação popular: um estudo sobre as diretrizes do Programa Minha Casa Minha Vida. Perspectivas Em Psicologia, 22(2). https://doi.org/10.14393/PPv22n2a2018-07