ÉTICA NA PESQUISA CIENT͍FICA: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Fabiana Divina da Silva Universidade Federal de Goiás
  • Roberta Almeida Elias Universidade Federal de Goiás
  • Sulamita da Silva Lucas Universidade Federal de Goiás
  • Roselma Lucchese Universidade Federal de Goiás
  • Ivânia Vera Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: ética em pesquisa, plágio, má conduta científica.

Resumo

Este estudo objetivou sistematizar o conhecimento produzido acerca da integridade científica no cenário atual. Para tanto, realizou-se uma revisão integrativa, nas bases de dados eletrônicos: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Scientific Electronic Library Online (Scielo) e National Library of Medicine - National Institutes of Health (NLMNIH). Utilizando-se dos descritores controlados plagiarism AND scientific misconduct and ethics research, nos idiomas português, inglês e espanhol, entre 2006 e 2016. Foram selecionados 9 artigos, todos com evidências de estudo não experimentais, qualitativas ou estudos de casos. Identifica-se nas publicações, uma preocupação com a má conduta científica, em destaque ao plágio e uma embrionária discussão sobre o tema prevenção e punição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Divina da Silva, Universidade Federal de Goiás
Curso de Matemática
Roberta Almeida Elias, Universidade Federal de Goiás
Redes de Comunicação
Sulamita da Silva Lucas, Universidade Federal de Goiás
Curso de Administração
Roselma Lucchese, Universidade Federal de Goiás
Programa de mestrado Gestão Organizacional
Ivânia Vera, Universidade Federal de Goiás
Programa de mestrado Gestão Organizacional

Referências

Adeleye, O. A., & Adebamowo, C. A. (2012). Factors associated with research wrongdoing in Nigeria. Journal of Empirical Research on Human Research Ethics, 7(5), 15-24.Retrieved from<http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23324199> DOI: 10.1525/jer.2012.7.5.15.

Alisson, E. Má conduta científica é um problema global, afirma pesquisador. Agência Fapesp, 20 Agosto de 2014. Recuperado de<http://agencia.fapesp.br/ma_conduta_cientifica_e_um_problema_global_afirma_pesquisador/19643/>

Almeida, M., Lucena, F., Franzen, E. & Laurent, C. M. (2009). Processo de enfermagem na pratica clínica: estudos de caso realizados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Artmed Editora.

Botelho, L. L. R., Cunha, A. C. C., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade, 5(11), 121-136.

Brazilian Meeting on Research Integrity, Science and Publications Ethics. I BRISPE Recuperado de <http://www.ibrispe.coppe.ufrj.br/>; II BRISPE, Recuperado de <http://www.iibrispe.coppe.ufrj.br/>.III BRISPE, Recuperado de<http://www.wcri2015.org/in-the-news/25-iii-brispe.html>

Brasil (2012). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. (2013, junho 13) Regulamenta diretrizes e normas de pesquisas envolvendo seres humanos (revoga resoluções anteriores) Diário Oficial da União, Brasília: DF.

Brasil (2011). Ministério da Ciência e Tecnologia, (2012) Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2012-2015: Balanço das Atividades Estruturantes 2011. Brasília: Autor. Recuperado de<http://www.mct.gov.br/upd_blob/0218/218981.pdf>.

Camargo Jr, K. R. D. (2014). Publicar ou perecer, ou perecer por publicar (em excesso)?. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 24(2), 337-339.Recuperado de<http://www.scielo.br/pdf/physis/v24n2/0103-7331-physis-24-02-00337.pdf>

CAPES (2011). Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior. Orientações Capes - Combate ao plágio. Brasília-DF. Recuperado de<https://www.capes.gov.br/images/stories/download/diversos/OrientacoesCapes_CombateAoPlagio.pdf>

Cury, A. A. D. B. & Rosing, C. K. (2013). Self-plagiarism in scientific journals: an emerging discussion. Brazilian oral research, 27(6), 451-452.Retrieved from<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-83242013000600451> DOI: 10.1590/S1806-83242013000600001

Fanelli, D. (2009). How many scientists fabricate and falsify research? A systematic review and meta-analysis of survey data. PloS one, 4(5), e5738. Retrieved from<http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0005738> DOI: 10.1371/journal.pone.0005738.

FAPESP (2014). Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Código de Boas Práticas Científicas. Recuperado de<http://www.fapesp.br/boaspraticas/FAPESP-Codigo_de_Boas_Praticas_Cientificas_2014.pdf>

FAPESP (2017). Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Sumários de Casos. Recuperado de<http://www.fapesp.br/8577>

Galvão, C. M., Mendes, K. D. S., & Silveira, R. C. C. P. (2010). Revisão integrativa: método de revisão para sintetizar as evidências disponíveis na literatura.

Brevidelli M.M, Sertório SCM. Trabalho de conclusão de curso: guia prático para docentes e alunos da área da saúde. São Paulo: Iátrica, 105-26.

Grieger, M. C. A. (2007). Escritores-fantasma e comércio de trabalhos científicos na internet: a ciência em risco. Ver Assoc Med Bras, 53(3), 247-51.Recuperado de<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302007000300023&lang=pt> DOI: 10.1590/S0104-42302007000300023.

Heitman, E., &Litewka, S. (2011). International perspectives on plagiarism and considerations for teaching international trainees. In Urologic Oncology: Seminars and Original Investigations (Vol. 29, No. 1, pp. 104-108). Elsevier.Retrieved from<https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3038591/>. DOI: 10.1016 / j.urolonc.2010.09.014.

Hofmann, B., Myhr, A. I., & Holm, S. (2013). Scientific dishonesty

Marques, F. (2014). Do Compromisso à Ação. Revista Pesquisa FAPESP, Ed. 223, 37-41. Recuperado de<http://revistapesquisa.fapesp.br/2014/09/16/compromisso-acao/>.

Oliveira, V. T. M., Aguiar, F. H., Queiroz, J. P., & Barrichello, A. (2013). Cola, plágio e outras práticas acadêmicas desonestas: um estudo quantitativo-descritivo sobre o comportamento de alunos de graduação e pós-graduação da área de negócios. Revista de Administração Mackenzie, 15(1).

Okonta, P., & Rossouw, T. (2013). Prevalence of scientific misconduct among a group of researchers in Nigeria. Developing world bioethics, 13(3), 149-157.Retrieved from<http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1471-8847.2012.00339.x/abstract> DOI: 10.1111/j.1471 8847.2012.00339.x.PREVALENCE.

Office Of Science And Technology Policy(2000). Federal policy on research misconduct; Preamble for research misconduct policy: Notification of final policy. Federal Register: 06 de december de 2000, 65(235), 76260-76264. Washington, DC: Autor. Retrieved from<https://ori.hhs.gov/federal-research-misconduct-policy>.

Pádua, G. C. C., & Guilhem, D. (2015). Integridade científica e pesquisa em saúde no Brasil: revisão da literatura. Rev. bioét. (Impr.), 23(1), 124-138. Recuperado de<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-80422015000100124&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt> DOI: 10.1590/1983-80422015231053.

Panter, M. (2015). Em suas próprias palavras: Melhores práticas para evitar o plágio. American Journal Experts. Recuperado de<https://www.aje.com/assets/docs/AJE-Plagarism-Best-Practices-Portuguese-2015.pdf>.

Pithan, L. H., & Oliveira, A. P. (2013).

Pryor, E. R., Habermann, B., & Broome, M. E. (2007). Scientific misconduct from the perspective of research coordinators: a national survey. Journal of Medical Ethics, 33(6), 365-369.Retrieved from<http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2598278/pdf/365.pdf> DOI: 10.1136/jme.2006.016394.

Russo, M. (2014).

Ryan, G., Bonanno, H., Krass, I., Scouller, K., & Smith, L. (2009). Undergraduate and postgraduate pharmacy students' perceptions of plagiarism and academic honesty. American journal of pharmaceutical education, 73(6), 105.Retrieved from<http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2769527/>DOI: 10.5688/aj7306105.

Singh, S., & Remenyi, D. (2016). Plagiarism and ghostwriting: The rise in academic misconduct. South African Journal of Science, 112(5-6), 1-7.

Stetler, C. B., Morsi, D., Rucki, S., Broughton, S., Corrigan, B., Fitzgerald, J., ...& Sheridan, E. A. (1998). Utilization-focused integrative reviews in a nursing service. Applied Nursing Research, 11(4), 195-206. Retrieved from<http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9852663>.

Suzuki, E. (2015, dezembro 10). UnB promove ações de combate ao plágio.Unb Notícias. Recuperado de <http://noticias.unb.br/publicacoes/112-extensao-e-comunidade/212-unb-promove-acoes-de-combate-ao-plagio>

Toledo, K.(2009). Universidades recorrem a software contra plágio. O Estado de São Paulo. Recuperado de<http://www.ufcg.edu.br/prt_ufcg/assessoria_imprensa/mostra_noticia.php?codigo=8591>

Universidade de Brasília (2015). UnB promove ações de combate ao plágio. Recuperado de <http://noticias.unb.br/publicacoes/112-extensao-e-comunidade/212-unb-promove-acoes-de-combate-ao-plagio>

Ursi, E. S., & Gavão, C. M. (2006). Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 14(1), 124-131.

Velho, B. M., Santos, K. A. E., Brüggemann, O. M., & Camargo, V. B. (2012). Vivência do Parto Normal ou Cesáreo: Revisão Integrativa Sobre a Percepção de Mulheres. Texto & Contexto Enfermagem, 21(2). Recuperado de< http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072012000200026> DOI: 10.1590/S0104-07072012000200026.

Wager, E., Fiack, S., Graf, C., Robinson, A., & Rowlands, I. (2009). Science journal editors

Publicado
2017-06-26
Como Citar
Silva, F. D. da, Elias, R. A., Lucas, S. da S., Lucchese, R., & Vera, I. (2017). ÉTICA NA PESQUISA CIENT͍FICA: REVISÃO INTEGRATIVA. Perspectivas Em Psicologia, 21(1). https://doi.org/10.14393/PPv21n1a2017-07