“O Veneno da Madrugada”: análise da adaptação do livro de Gabriel García Márquez para o filme de Ruy Guerra

Palavras-chave: Adaptação cinematográfica, O Veneno da Madrugada, Literatura, Cinema

Resumo

Propomos que o filme “O Veneno da Madrugada”, de 2006, escrito e dirigido pelo moçambicano Ruy Guerra, apesar de adaptado do livro homônimo de Gabriel García Márquez, lançado em 1962, possui peculiaridades que o colocam como uma nova obra. O artigo reflete sobre as adaptações de obras literárias para o cinema. E tem por objetivo analisar o livro de Márquez e a película de Guerra, observando o quanto se aproximam ou se distanciam entre si. Com destaque para a análise do personagem Alcaide.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Bertoni Cunha, Universidade Federal de Uberlândia - UFU - Minas Gerais - Brasil

Universidade Federal de Uberlândia – UFU – Brasil
ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6385-309X
Endereço currículo Plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/3265942094750422
E-mail: clabertoni@hotmail.com

Referências

AGUIAR, Flávio; GUIMARÃES, Hélio; JOHNSON, Randal; PELEGRINI, Tânia; XAVIEL, Ismail. Literatura, cinema e televisão. São Paulo: Editora Senac. Itaú Cultural, 2003. https://doi.org/10.1353/lbr.2006.0021

BAZIN, André. Por um cinema impuro. Tradução de Eloísa de Araújo Ribeiro. São Paulo: Brasiliense, 1999.

BETTON, Gerard. Estética no cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

GOBBI, Nelson. Entrevista concedida por Ruy Guerra. JB. Rio de Janeiro, 12 mar. de 2006.

GUERRA, Ruy. Entrevista com Ruy Guerra. [Entrevista cedida a] Eduardo P. Barros. Revista Cine Cachoeira. Rio de Janeiro, nº 7, 16 de setembro de 2014. Disponível em: https://www.cinecachoeira.com.br/2014/09/entrevista-com-ruy-guerra/. Acesso em: 05 jun. 2019. https://doi.org/10.12957/rep.2015.21075

MÁRQUEZ, Gabriel García. O Veneno da Madrugada. Rio de Janeiro: Record, 1987.

METZ, Christian. L’énonciation impersonelle ou le site du filme. Paris: Méridiens-Klinscksieck, 1991.

STAM, Robert. Bakhtin: Da Teoria Literária à Cultura de Massa. São Paulo: Ática, 2000.

XAVIER, Ismail (Org.). A experiência do cinema: antologia. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

XAVIER, Ismail (Org.). O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

Publicado
2019-12-31