Deslocamentos na percepção do Outro colonial desde a arte contemporânea

  • Laura Ribero Universidade Feevale/Professora e pesquisador
  • Gabriel de Souza Universidade Feevale
  • Amanda Becker Universidade Feevale
Palavras-chave: Arte contemporânea, fotografia, colonialismo, deslocamentos, alteridade

Resumo

O artigo tematiza o passado colonizado e a percepção do Outro nas fronteiras da fotografia contemporânea. Uma vez que, o nascimento da fotografia foi simultâneo ao estabelecimento da antropologia, formatando estereótipos e imaginários sobre a outredade ao longo do século XIX, e que estão presentes nas representações fotográficas contemporâneas. Assim, questiona-se quais imaginários e estereótipos criados desde o colonialismo são colocados em evidência na arte contemporânea, através do analises da produção artística de Julie Moos e Santiago Sierra, que por meio de suas obras fazem novas leituras e deslocamentos dos paradigmas coloniais em relação à outredade. Projetos artísticos contemporâneos que transgredem os antigos modelos fotográficos herdados do colonialismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laura Ribero , Universidade Feevale/Professora e pesquisador
Artista visual, pesquisadora e professora do Departamento de Fotografia e de Artes Visuais da Universidade Feevale, RS, atuando nos programas de Graduação e Especialização. Doutora em Artes Visuais pelo programa de Arte, Território e Cultura da Mídia, da Universitat de Barcelona, Espanha (2013), com ênfase em teoria e prática da Fotografia. Mestrado em Arte e Novas Tecnologias, pela Universitat de Barcelona, Espanha (2003), e Graduação em Artes Visuais, pela Universidad Jorge Tadeo Lozano, Bogotá, Colômbia (2000). Coordena o projeto de pesquisa 'Território nômade: migrações, transições e deslocamentos na fotografia contemporânea', e é colaboradora dos projetos de pesquisa 'Arte y políticas de Identidad', da Universidad de Murcia, Espanha; e 'Processos Híbridos na Arte Contemporânea', do Instituto de Artes da UFRGS, Porto Alegre. Como artista visual, tem participado em exposições nacionais e internacionais na Europa e América, e tem sido convidada como Artista Residente na Áustria e na Alemanha. Sua pesquisa se concentra na área de Artes Visuais, atuando no campo da arte contemporânea com ênfases na teoria, historia e prática da fotografia, processos de criação e produção artística, fundamentos e crítica de arte.
Gabriel de Souza, Universidade Feevale
Licenciado em História na Universidade Feevale (2018). Especializando em Educação Especial e Libras. Trabalha na rede privada de ensino e como Intérprete de Libras na Universidade Luterana do Brasil - campus Canoas. Atualmente desenvolve Aperfeiçoamento Científico no projeto de pesquisa "Território Nômade - migrações, transições e deslocamentos na fotografia contemporânea", na Universidade Feevale. Desenvolveu Iniciação Científica ao longo da graduação. Tem interesse nos campos de pesquisa em História Cultural, Estudos Decoloniais e História da Arte.
Amanda Becker, Universidade Feevale
Graduada Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Feevale (2017). Com experiência na área da educação e das Artes Visuais. Bolsista no projeto de pesquisa "O processo de criação de conteúdo nos setores criativos" do Laboratório de Criatividade da Industria Criativa, e participa no grupo "Arte e tecnologia: interfaces híbridas da imagem entre mediações e remediações", ambos na Universidade Feevale; investigando as possibilidades de intersecção de meios tradicionais e digitais em produções estéticas contemporâneas, com ênfase em fotografia, gravura e litografia alternativa. Participou de exposições de arte no Brasil e no exterior e em seminários de arte educação e processos criativos. Professora formada no Magistério em 1998, pelo Colégio Santa Catarina em Novo Hamburgo.
Publicado
2020-07-23
Como Citar
Ribero Rueda, L., de Souza, G., & Becker, A. (2020). Deslocamentos na percepção do Outro colonial desde a arte contemporânea. OuvirOUver, 16(1), 160-173. https://doi.org/10.14393/OUV-v16n1a2020-51086