A queda do céu: representação e mímesis em uma "arte índia"

  • pedro ernesto freitas lima Universidade de Brasília (UnB) / doutorando

Resumo

Pelo menos desde 2010, Moacir dos Anjos tem realizado curadorias de exposições de artes visuais nas quais, partindo de motes literários, discute com produções artísticas a situação de determinados discursos subalternos sob uma perspectiva pós-colonial. Entre elas, A queda do céu, realizada no Paço das Artes em São Paulo no ano de 2015 parte de obra homônima escrita pelo yanomami Davi Kopenawa junto ao antropólogo francês Bruce Albert para tratar da "questão indígena" e reivindicar o reconhecimento de uma produção artística no Brasil comprometida em trazer essa questão para o campo do sensível como "arte índia". Pretendemos discutir aqui como a curadoria aciona procedimentos de representação e mímesis, recorrentes em muitas obras, de modo a construir seu argumento político a partir de diálogos com a obra de difícil classificação de Kopenawa e Albert.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

pedro ernesto freitas lima, Universidade de Brasília (UnB) / doutorando
doutorando no Programa de Pós-Graduação de Arte na linha de Teoria e História da Arte da Universidade de Brasília
Publicado
2019-06-17
Como Citar
lima, pedro ernesto freitas. (2019). A queda do céu: representação e mímesis em uma "arte índia". OuvirOUver, 15(1), 126-141. https://doi.org/10.14393/OUV24-v15n1a2019-9
Seção
Artigos