O mercado, os artistas, os colecionadores e as instituições

  • Ana Letícia Fialho Secretaria da Economia da Cultura/MinC

Resumo

O sistema da arte contemporânea no Brasil viveu recentemente um período bastante positivo, de grande visibilidade, dinamismo, expansão e internacionalização. Nesse processo, o crescimento do mercado e os interesses mobilizados por seus agentes (artistas, galeristas e colecionadores) parecem ter sido determinantes. Atualmente, o contexto nacional já não é tão favorável, a instabilidade política e a estagnação da economia estão afetando o campo da cultura, e há fortes indícios de retração dos investimentos públicos e privados no campo da arte contemporânea, enquanto o processo de internacionalização da produção e do mercado parece prosseguir. A fim entender o impacto dessas mudanças recentes na (re)configuração do sistema da arte no Brasil, neste artigo retomaremos dados de pesquisas que apontam para um forte desequilíbrio entre a esfera de produção, o mercado e as instituições.

ABSTRACT:

The contemporary art system in Brazil has recently undergone a highly positive period, attaining greater visibility and dynamism and allowing for substantial expansion and internationalization. In this process, the active development of the market and the interests that were mobilized by its agents (artists, gallerists and collectors) have seemingly been decisive. At present the national context is not as favourable seeing as the increased political instability and the stagnation of the economy have exerted an adverse effect on the sphere of culture. There are clear signs of retraction in public and private investment in the contemporary art domain, and on the other hand, the processes of internationalization of production and of the market seem to be advancing at a steady rate. In order to understand the impact of recent changes on the (re)configuration of the art system in Brazil, this article will pick up and expand on the research data that points toward a significant imbalance between the sphere of production, the market and institutions.

KEYWORDS:

contemporary art system, market, internationalization

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Letícia Fialho, Secretaria da Economia da Cultura/MinC
Ana Letícia Fialho é diretora do Departamento de Estratégia Produtiva da Secretaria da Economia da Cultura/MinC desde 2016. Doutora em Ciências da Arte e da Linguagem na EHESS/Paris. Mestre em Gestão Cultural pela Universidade de Lyon II e Bacharel em Direito pela UFRGS. Atuou em organizações como a Associação Brasileira de Arte Contemporânea, Instituto de Estudos Brasileiros/USP, Base7, Fórum Permanente, Fundação Iberê Camargo, Fundação Bienal do Mercosul, Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, SEBRAE, SENAC, SESC, etc.
Publicado
2017-10-31
Como Citar
Fialho, A. L. (2017). O mercado, os artistas, os colecionadores e as instituições. OuvirOUver, 13(2), 378-390. https://doi.org/10.14393/OUV21-v13n2a2017-3
Seção
Dossiê: Sistema das Artes Visuais no Brasil