Proposições para a função social da arte em Mário Pedrosa

  • Talitha Bueno Motter
Palavras-chave: Função social da arte, Homem e natureza, Condicionamento artístico, Mário Pedrosa

Resumo

No presente artigo, trabalha-se a partir de três perspectivas para uma função social da arte, desenvolvidas em momentos distintos da carreira de Mário Pedrosa, situados nas décadas de 1930, 1950 e 1960. A partir da análise de três textos, "As tendências sociais da arte e Käthe Kollwitz" (1933); "Arte e revolução" (1952) e "Crise do condicionamento artístico" (1966), verificou-se a importância da arte como fator descondicionante dos padrões da sociedade e a necessidade da retomada do vínculo da arte com as demais atividades sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Talitha Bueno Motter
Mestre na linha de História e Crítica de Arte pelo PPGAV da UFRJ (2015), onde desenvolveu pesquisa sobre o Clube de Gravura de Porto Alegre e o artista Carlos Scliar. Atualmente, é editora e curadora da revista digital Arte ConTexto (2013-), atuando também como crítica de arte, e exerce a função de curadora na plataforma Aura Arte (2015-). Foi laureada nos cursos de Bacharel em Artes Visuais (2012) e Bacharel em Física (2007) pela UFRGS.
Publicado
2016-12-16
Como Citar
Bueno Motter, T. (2016). Proposições para a função social da arte em Mário Pedrosa. OuvirOUver, 12(2), 354-364. https://doi.org/10.14393/OUV19-v12n2a2016-8
Seção
Dossiê Interfaces das Artes