Espaços-tempos: sentimentos errantes em fluxos dramatúrgicos

  • Patrícia Leal Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Sentimento, contemporaneidade, improvisaça, percepça, espaço-tempo.

Resumo

O presente artigo propõe a reflexão sobre uma pesquisa acadêmico-artística em suas relações com as atividades de ensino e extensão de uma artista-docente. Focaliza a categoria de sentimento para o desenvolvimento de improvisações, a proposição cênica em dança em espaços diferenciados, neste caso Museus, e a criação numa valorização da percepção dos sentidos em fluxo, em provocações espaço-temporais. Investiga, finalmente, a pesquisa de uma linguagem escrita que favoreça a teorização sobre a linguagem da improvisação em dança. ABSTRACT The present paper discusses the relationships between an artistic-academic research, exten¬sion activities and the act of teaching of an artist-teacher. It focuses on the category of feeling, used for developing improvisations, on the exercise of improvisation dramaturgy into different spaces in dance, in this case museums, and on the creation emphasizing the senses' percep¬tion in flow, in time-space propositions. Finally, proposes the research of a written language that evidences the approach of a theory on dance improvisation language. KEY-WORDS Feeling, contemporary, improvisation, perception , space-time

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Leal, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Artista, pesquisadora, docente. Doutora em Artes pela Unicamp. Professora adjunta do departamento de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Autora dos livros
Publicado
2015-10-29
Como Citar
Leal, P. (2015). Espaços-tempos: sentimentos errantes em fluxos dramatúrgicos. OuvirOUver, 10(2), 240-254. https://doi.org/10.14393/OUV14-v10n2a2014-5