Intensificação sensorial em espaços de compartilhamento: o docente e o artista vivenciando continuidade em processos de criação

  • Marila Velloso UNESPAR
Palavras-chave: Dança, artista, intensificaça, ensino da dança, sentidos e percepça

Resumo

O ambiente da sala de aula e o ambiente onde se desenvolvem processos de criação em dança se aproximam na medida em que são espaços de compartilhamento de ideias e de estudos produzindo, ambos, desdobramentos e ramificações das ideias iniciais de um docente e (ou) de um artista. Diante disso, a ação docente e a ação artística são tratadas, neste texto, como substanciais para o desenvolvimento de ideias, metodologias e intensificação sensorial - algo que parece relevante não apenas ao artista, mas também ao estudante e ao docente da área da dança. Nesse sentido, cabe refletir, como o docente que se mantém corporalizando a dança por meio da vivência em processos de criação gera outros modos de estar na relação ensino-aprendizagem e medeia saberes articulados a uma experiência sensorial intensa. Este artigo fundamenta-se em autores e artistas como André Lepecki (1998; 2006); Vera Mantero (1998); José Gil (1998) e Jacques Ranciére (2010; 2014) e objetiva encontrar dispositivos detonadores de intensificação sensorial, em comum entre a atuação docente e a artística. ABSTRACT Classroom and dance creation process environments are similar since they provide sharing, developing and creating ramifications of artist and teacher ideas and studies. Thus, the present text considers that the teacher and artist actions are fundamental for the development of ideas, methodologies, as well as to improve sensorial intensification, what seems to be relevant not only to artists, but also to dance students and teachers. It is necessary to understand how teachers, who embodies dance through their creation process experiences, produce other teaching-learning means and measure the connection between different types of knowledge and their intense sensorial experiences. The present article aims to find sensorial intensification start-ups that are common to teachers and artists and is based on works of authors and artists, such as: André Lepecki (1998; 2006); Vera Mantero (1998); José Gil (1998) and Jacques Ran¬ciére (2010; 2014). KEYWORDS Dance, artist, sensorial intensification, dance education, senses and perception.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marila Velloso, UNESPAR
Professora do Curso de Dança do Campus II da UNESPAR, em Curitiba desde 1991. Atua como criadora-interprete e desenvolve o projeto de pesquisa
Publicado
2015-10-29
Como Citar
Velloso, M. (2015). Intensificação sensorial em espaços de compartilhamento: o docente e o artista vivenciando continuidade em processos de criação. OuvirOUver, 10(2), 220-228. https://doi.org/10.14393/OUV14-v10n2a2014-3