Uma aproximação entre a história da música e da pintura através de Arthur Danto

  • Juliane Cristina Larsen Universidade Federal da Integração Latino-Americana
  • Simone Daniele Schepp Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, Curitiba - Campus II
Palavras-chave: Arthur Danto, Pesquisa em Artes, Arte Pós-histórica

Resumo

Neste artigo comentamos brevemente a ideia de "fim da arte", desenvolvida por Arthur Danto em Após o fim da Arte: A Arte contemporânea e o limite da história. Discutimos seu significado para a história da arte, e sua origem no panorama das artes visuais nos anos 60 do século passado. Em seguida efetuamos um paralelo entre a história da música e a história da arte, com o objetivo de verificar se a ideia de "fim da arte" se aplicaria também à música. Concluímos que a nova situação em que se encontram, tanto a música quanto as artes visuais, a partir dos anos 1960, requer uma transformação também na maneira como suas histórias são escritas e incitam à reflexão sobre os próprios conceitos de arte e música.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Cristina Larsen, Universidade Federal da Integração Latino-Americana
Professora assistente na Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Doutoranda em Musicologia pela Universidade de São Paulo.
Simone Daniele Schepp, Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, Curitiba - Campus II
Bacharel em Filosofia, pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Publicado
2016-12-16
Como Citar
Larsen, J. C., & Schepp, S. D. (2016). Uma aproximação entre a história da música e da pintura através de Arthur Danto. OuvirOUver, 12(2), 406-417. https://doi.org/10.14393/OUV19-v12n2a2016-12
Seção
Dossiê Interfaces das Artes