Rastros de subjetividade em Artur Barrio

  • Bruno Gomes de Almeida Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Pesquisa em Artes

Resumo

O texto apresenta uma reflexão sobre a atuação artística de Artur Barrio através de uma visão em perspectiva de sua obra. Suas estratégias de ação são vistas como diferentes momentos de uma contínua travessia, dotada de um lirismo provocador, cheio de errância. Busca-se uma tentativa de encontrar os vestígios e rumores de subjetividade que respingam de seus trabalhos e confluem verdadeiros modos de existência. Desta forma, sua atuação artística pode ser pensada a partir de quatro diferentes processos: "Terrorismo Poético", "Dos Restos, Deflagrações e Ocorrências", "Lirismo Náufrago" e "Instaurando Nomadismos".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Gomes de Almeida, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Formado em Artes pela Universidade Federal de Juiz de Fora, mestre em História e Crítica da Arte pela UERJ e doutorando em Arte e cultura contemporânea também pela UERJ.
Publicado
2015-12-31
Como Citar
de Almeida, B. G. (2015). Rastros de subjetividade em Artur Barrio. OuvirOUver, 11(2), 406-423. https://doi.org/10.14393/OUV17-v11n2a2015-9