Processos de criação entre artes: experiências em arte e educação

Este dossiê terá como editores responsáveis a Profa. Dra. Tamiris Vaz e o Prof. Dr. Fabio Fonseca.

A chamada para a publicação do segundo semestre de 2021 da revista ouvirOUver propõe uma reflexão sobre as experiências artísticas e educativas, pensando o processo de criação a partir da integração entre diferentes áreas artísticas, como forma de construir um atravessamento entre artes. Pensando na linguagem poética e na educação, a proposta se volta para experiências coletivas a partir de um deslocamento de fronteiras disciplinares, potencializando as singularidades de cada área.
Deleuze e Guattari (1997) falam do entre não como um lugar de passagem, mas como a potência da coexistência pela multiplicidade. O entre pode ser tomado como o devir que atravessa dois mundos heterogêneos, traçando linhas quebradas que fazem nascer a criação em encontros inesperados.
Considerando essas provocações, podemos formular as perguntas: O que pode nascer da relação entre as artes? Como olhar para os territórios entre as artes permite pensar o processo de produção coletiva?
Com esse dossiê pretendemos reunir artigos que visem desenvolver ou reelaborar algumas dessas perspectivas, propondo táticas coletivas e integradas na produção de saberes transdisciplinares, adisciplinares ou multiculturais que entendam o entre como a potência do movimento, do deslocamento, do encontro, do desvio, da diluição de fronteiras no pensamento artístico e educacional.

As contribuições deverão estar em conformidade com as normas da revista, cujas diretrizes de publicação constam no endereço:
http://www.seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/about/submissions
Todas as submissões deverão ser enviadas para a plataforma da revista até 15 de maio de 2021. Outras contribuições com temas variados seguirão em sistema de fluxo contínuo.

Atenciosamente,
Equipe Editorial da Revista ouvirOUver.

 

7º Fórum de Editores de Periódicos da área de Artes / Artes Visuais

MANIFESTAÇÃO FÓRUM DE EDITORES

Os editores das revistas científicas brasileiras vinculadas aos Programas de Pós-graduação em Artes Visuais e associações de pesquisa e pós-graduação em artes, reunidos no 7º Fórum de Editores da Área de Artes/Artes Visuais, que ocorreu de modo remoto, nos dias 28 e 29 de setembro de 2020, com a presença de 26 periódicos e 37 participantes, entre editores, editores adjuntos e representantes, fazem saber que entre vários pontos debatidos que entrarão em ata específica, destacam as seguintes manifestações:

A valorização da área de Artes na CAPES e seu papel de defesa das especificidades dos periódicos das Artes Visuais diante do conjunto das áreas que integram a pós-graduação brasileira, reconhecendo as conquistas decorrentes da presença atuante de nossos pares para a consolidação dos periódicos na divulgação do conhecimento e seus impactos nas políticas sociais e culturais do país;

A importância da defesa de critérios avaliativos para a área de Artes Visuais, além das métricas de impacto de citação que têm sido impostas como um indicador bibliométrico na avaliação do desempenho da produção científica acadêmica e dos periódicos;

A valorização pela área e pelos Programas de Pós-graduação do trabalho e do papel fundamental dos revisores para a garantia da qualidade dos trabalhos publicados pelas revistas de Artes Visuais.

 Repudiamos veementemente as ingerências do Governo brasileiro sobre a autonomia universitária, os cortes orçamentários e a falência do fomento que inviabilizam a pesquisa nas universidades públicas e seus objetivos fundamentais, bem como a função social da educação pública brasileira.

Subscrevem este manifesto:

Agnus Valente - Revista Rebento (UNESP)

Alexandre Sá Barretto da Paixão  - Revista Concinnitas (UERJ)

Alice J. Monsell  - Revista Paralelo 31  (UFPel) 

Analice Dutra Pillar  - Revista GEARTE (UFRGS)

Andrea Hofstaetter - Revista GEARTE (UFRGS)

Angela Grando - Revista Farol (UFES)

Beatriz Rauscher - Revista Estado da Arte e Revista ouvirOUver (UFU)

Biagio D’Angelo - Revista VIS (UnB)

Carin Dahmer - Revista Digital do LAV (UFSM)

Daniel Hora - Revista Farol (UFES)

Emerson Dionisio Gomes de Oliveira  - Revista Modos (UnB,UNICAMP,UFRJ,UFRGS,UFBA,UERJ) 

Fábio Fonseca - Revista ouvirOUver (UFU)

Fábio Wosniak  - Revista Apotheke (UDESC)

Felipe Scovino  - Revista Arte & Ensaios (UFRJ)

Jo A-mi  - Revista Vazantes (UFC)

José Eliézer Mikosz  - Revista Art&Sensorium (UNESPAR)

Keyla Sobral - Revista Arteriais - PPGArtes (UFPA) 

Lêda Guimarães – Revista Visualidades (UFG)

Luiz Sérgio de Oliveira - Revista Poiésis (UFF)

Madalena Zaccara - Revista Cartema (UFPE/UFPB) 

Magali Melleu Sehn - PÓS - Revista do PPG em Artes  (UFMG)

Mara Rúbia Sant'Anna   - Revista Palíndromo e Revista Ensino em Artes, Moda e Design (UDESC)

Maria Cristina da Rosa Fonseca da Silva – Revista Educação, artes e Inclusão (UDESC)

Maria de Fátima Morethy Couto - Revista Modos (UnB,UNICAMP,UFRJ,UFRGS,UFBA,UERJ)

Marta Castello Branco  - Revista Nava (UFJF)

Milena Szafir - Revista Vazantes (UFC)

Orlando Maneschy - Revista Arteriais - PPGArtes (UFPA)

Paulo Antonio de Menezes Pereira da Silveira - ARJ - Art Research Journal ANPAP / ANPON / ABRACE /ANDA

Priscila Rampin - Revista Estado da Arte (UFU)

Rogéria de Ipanema  - Revista Arte & Ensaios (UFRJ)

Rosa Maria Blanca Cedillo  - Revista Contemporânea (UFSM)

Rosangela Britto - Revista Arteriais - PPGArtes (UFPA)

Sávio Stoco - Revista Arteriais - PPGArtes (UFPA)

Tatiana Telch Evalte- Revista GEARTE (UFRGS)

Teresinha Barachini - Revista Porto Arte (UFRGS)

Vera Lucia Didonet Thomaz  ARJ - Art Research Journal (ANPAP / ANPON / ABRACE/ANDA )

Vitoria Amaral - Revista Cartema (UFPE/UFPB)

 

 

Dossiê Perspectivas do Drama no Brasil

 

Este dossiê terá como editor convidado o Prof. Dr. Wellington Menegaz.

 

Chamada para submissões prorrogadas até o dia 15 de abril de 2020.

Com foco no método de ensino do drama e suas reverberações no Brasil em contextos educacionais formais (educação básica e ensino superior) e informais, é que propomos o presente dossiê. Ele contará com contribuições de pesquisadores/as, artistas e docentes que investigam o drama na educação.

O drama, também denominado drama in education ou process drama, é um método específico de ensino do teatro, desenvolvido inicialmente na Inglaterra, e, mais tarde, em outras nações anglo-saxônicas. Na década de noventa chega ao Brasil, através do trabalho pioneiro da pesquisadora e docente Beatriz Ângela Vieira Cabral (Biange). O drama pode ser visto enquanto uma investigação de um pré-texto, em que todos os envolvidos (professor/a e estudantes) assumem papéis e exploram situações ou atividades definidas a partir do processo e de um contexto ficcional.

O intuito desse dossiê é contribuir com a difusão do drama no Brasil, para que interessados em conhecer e/ou aprofundar sobre esse método de ensino possam ter acesso às diversas propostas de trabalho, espalhadas pelo território brasileiro. Esse dossiê é resultado da pesquisa de pós-doutorado que o prof. Wellington Menegaz, docente do Curso de Teatro da UFU, desenvolve no PPGT UDESC. A publicação está vinculada ao Mestrado Profissional em Artes Prof-Artes da Universidade Federal de Uberlândia.

As contribuições deverão estar em conformidade com as normas da revista, cujas diretrizes de publicação constam no endereço: http://www.seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/about/submissions

Todas as submissões deverão ser enviadas para a plataforma da revista até 15 de abril de 2020.

Outras contribuições com temas variados seguirão em sistema de fluxo contínuo.

 

Atenciosamente,

Equipe Editorial da Revista ouvirOUver.

 

 

 

 

Dossiê Geografias sensíveis: paisagens, territórios, fronteiras

[chamada encerrada]

Este dossiê terá como editores convidados os professores doutores Ronaldo Macedo Brandão, Tatiana Ferraz e Beatriz Rauscher

No campo das Artes Visuais, especificamente na arte contemporânea, as noções de ‘território’, ‘fronteira’ e ‘trânsito’ são evocadas frequentemente para tratar de posicionamentos críticos em relação às determinações espaciais entre público e privado, das relações de poder e exclusão em territórios urbanos; dos tratados políticos de fronteira, dos fluxos migratórios, dos exílios e outras situações geopolíticas. O dossiê “Geografias sensíveis: paisagens, territórios, fronteiras” pretende convocar pesquisadores de Artes Visuais e áreas afins que encontram, em suas pesquisas, afinidades e inquietações sobre tais aspectos do mundo contemporâneo.

O dossiê pretende reunir reflexões sobre a paisagem como uma construção do sujeito em trânsito, sobre o território como a soma de acontecimentos e as fronteiras, como fragmentos da realidade, ao mesmo tempo metafórica e fictícia. Do ponto de vista dos processos criativos, a noção de fronteira pode ser pensada ainda como metodologia no trânsito constante entre linguagens e mídias, na porosidade das fronteiras das categorias artísticas, ou ainda, nas justaposições entre teoria e prática na reconstituição permanente do próprio território de arte. A ideia de produzir uma publicação que reflete sobre o tema “Geografias sensíveis: paisagens, territórios e fronteiras” se alimenta do desejo e da necessidade de tratar dessa dupla articulação da noção de fronteira, considerada determinante no início desse século e fundamental na estruturação de um debate ‘geo-(po)ético’ da arte.

[palavras-chave] deslocamentos / paisagens em trânsito / territórios / fronteiras / geo-poéticas / geografias sensíveis

Outras contribuições com temas variados seguirão em sistema de fluxo contínuo.

Se houver qualquer pergunta, ela pode ser encaminhada para o e-mail da revista: ouvirouver@gmail.com

Atenciosamente,

Equipe Editorial da Revista ouvirOUver.