• NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 7 n. 1 (2006)
    Para este volume, foram aprovados 12 textos que enfocam pesquisas, relatos de experiências, reflexões, leitura de imagens, teorias, dentre outros. Ressaltamos neste número a diversidade temática de várias áreas do conhecimento, o que consideramos positivo. São, sem dúvida, grandes contribuições para pesquisadores e professores, uma vez que apresentam estudos significativos para o ensino de Artes, Ciências, História,  Geografia e outros conteúdos importantes para o ensino-aprendizagem.
  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 6 n. 1 (2005)
    Ao lermos os textos publicados nessa revista, constatamos, mais uma vez, os diferentes Olhares e Trilhas percorridos por professores preocupados com o ato de ensinar. Neste número, o leitor poderá ter acesso a textos de diferentes áreas, relatos de experiências em sala de aula, reflexões e resenha. Em Dissecando o Touro de Tarsila Amaral: possibilidades de leitura de uma obra de arte , a autora analisa a obra “O Touro” de Tarsila, além de proporcionar ao espectador/leitor novas trajetórias de interpretação da imagem. Em Caminhos e Trilhas de uma história, oferece-se a professores e alunos do ensino fundamental e médio, um estudo e reflexões sobre a história da cidade de Uberlândia. 
  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 5 n. 1 (2004)
    A "Revista Olhares e Trilhas" da Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia (ESEBA-UFU) é, hoje, um espaço aberto aos diferentes profissionais da Educação para divulgação de suas experiências e pesquisas. Este número da Revista compõe-se de 12 artigos. Com os textos aqui publicados, pretendemos colaborar com os profissionais da educação ou outros interessados. Para tanto, reunimos uma amostra significativa de textos relevantes, reflexos de pesquisas, resenhas, ensaios e discussões prolongadas dos autores com seus interlocutores. Vale destacar a heterogeneidade disciplinar retrata da por meio dos diversos textos selecionados para este volume. São textos de História, Geografia, Alies, Lingüística, Literatura, Ciências e outros. Tais artigos são importantes contribuições para o trabalho em sala de aula e podem, sem dúvida, subsidiar discussões interessantes sobre o ensino-aprendizagem na escola.
  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 4 n. 1 (2003)
    Você tem em mãos o número 4 da Revista Olhares & Trilhas. A partir desta edição, a Revista caminha para uma nova direção: passa a ser a Revista da Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia (ESEBA-UFU). Até o número 3, a publicação era de responsabilidade da Área de Geografia da ESEBA, com conteúdo voltado para professores interessados em divulgar experiências, artigos, entrevistas e propostas metodológicas. A publicação foi bem aceita, principalmente pelos professores do ensino fundamental e  médio. No ensino superior, sua circulação aconteceu principalmente nos cursos onde se trabalha com a fornação inicial docente.
  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 3 n. 1 (2002)

    Quem canta seus males espanta é um velho ditado popular que quero aqui resgatar para prefaciar esta obra. É com prazer e emoção, sentimentos presentes o ato de cantar, declamar poesias, contar histórias ...   que "preencham a nossa alma" daí a capacidade de "espantar vários males" que apresento o resultado de um trabalho de pesquisa, agora também de extensão, orientado pelos professores: Luiz Gonzaga Falcão Vasconcellos e  Cláudia Maria de Freitas. O trabalho foi feito com a colaboração de acadêmicos de alguns cursos da Universidade Federal de Uberlândia e versa sobre o  fenômeno urbano.

  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 2 n. 1 (2001)
    Convidamos você à apreciação de mais uma edição da Revista Olhares & Trilhas. Neste volume trazemos para reflexão algumas questões que permeiam os desafios e as possibilidades de ensinar e aprender Geografia no ensino Fundamental e Médio. Abordamos, na seção Olhares Críticos, discussões sobre o saber docente do professor de Geografia, a questão da paisagem geográfica no ensino, a  importância do estudo de meio e do trabalho de campo e, também, uma reflexão sobre as diferentes maneiras de olhar para o espaço escolar. Na seção Trilhas na Sala de Aula divulgamos experiências de ensino relacionadas à questão da globalização, da cartografia e o trabalho de campo no ensino da Geografia Na seção Proseando com. você poderá conhecer o ponto de  vista da Professora Vânia Vlach sobre questões atuais que envolvem a Geografia escolar. A seção Fique  de Olho traz dicas de materiais interessantes para o ensino da nossa disciplina.
  • NÚMERO ATEMÁTICO
    v. 1 n. 1 (2000)
26-32 of 32