A Construção do currículo da disciplina Filosofia na Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia – Eseba/UFU

  • Luciana Xavier Castro Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia
  • Kaique Aparecido Gonçalves e Silva UFU
  • Rones Aureliano de Sousa Eseba/UFU
Palavras-chave: Filosofia; Currículo do Ensino Fundamental; Eseba.

Resumo

Este relato de experiência apresenta uma reflexão sistematizada acerca da inserção da disciplina de Filosofia desde o 1º ano do ensino fundamental por entender que eta é uma área do conhecimento essencial para a formação do pensamento crítico e reflexivo. Deste modo, auxilia o indivíduo no bem pensar para o reto agir. Diferencia a Filosofia de outros saberes e reflete sobre seu surgimento na Grécia Antiga até chegar à contemporaneidade, quando se tornou uma disciplina escolar. Aborda a situação da disciplina no período da Ditadura Militar e das leis que, ora retiram, ora inserem a disciplina no currículo da Educação Básica. Apresenta também que, assim como o filósofo norte-americano Matthew Lipman, criador do programa de Filosofia para Crianças, os autores deste relato trabalham em prol dessa disciplina e se preocuparam em desenvolver nas crianças, desde o primeiro ano do ensino fundamental,  conhecimentos básicos do universo da Filosofia. Por não concordarmos plenamente com as ideias e práticas propostas por Lipman, este trabalho apresenta o percurso da criação do currículo de Filosofia para ser utilizado na Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia, M.G.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Xavier Castro, Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia
Área de Filosofia
Kaique Aparecido Gonçalves e Silva, UFU

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Uberlândia.

Rones Aureliano de Sousa, Eseba/UFU

Docente de Filosofia-UFU, docente da Área de Filosofia da Eseba/UFU Escola de Educação Básica

Referências

ALMEIDA JUNIOR, José Benedito. Os Eixos de organização dos conteúdos e a problematização no ensino de Filosofia. Disponível em: http://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/viewFile/2719/2053. Acesso em 10 de agosto de 2012.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da Educação e da Pedagogia Geral e do Brasil. 3ª ed. São Paulo: Moderna, 2008.

Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/educacao/novo-ensino-medio-entenda-reforma.htm. Acesso em: 04 de out. 2018.

CADERNO PENSAMENTO LÓGICO. A Educação infantil. Curitiba: Editora Opet,

Disponível em Acesso em: agosto de 2012.

CBFC. Reflexões sobre uma educação para o pensar. Coleção Pensar, Volume III.

São Paulo: 1996.

_________. A Filosofia e o incentivo à investigação filosófica. Coleção Pensar, Volume IV.São Paulo: 1997.

DANELON, M.. Ensino de Filosofia e currículo: um olhar crítico aos Parâmetros Curriculares Nacionais (Ciências Humanas e suas Tecnologias) e Orientações Curriculares para o Ensino Médio (Filosofia). Cadernos de História da Educação (UFU. Impresso), v. 09, p. 109-129, 2010.

Filosofia: ensino médio / Coordenação, Gabriele Cornelli, Marcelo Carvalho e Márcio Danelon. - Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010. 212 p.: il. (Coleção Explorando o Ensino; v. 14)

DELEUZE Guilles & GUATTARI Felix. O que é Filosofia? Trad. Bento Prado Junior e Alberto Muñoz. 3º Edição. Coleção Trans, 2010

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. Coleção Leitura.

GALLO, Sílvio. Filosofia. Ensino de filosofia: avaliação e materiais didáticos. Coleção Explorando o Ensino. v. 14. Coord. Gabriele Cornelli, Marcelo Marques e Marcio Danelon. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica, 2010.

GALLO, Sílvio & KOHAN, Walter Omar. Filosofia no Ensino Médio. Petrópolis: Vozes, 2000.

KOHAN, W. O. Filosofia. O paradoxo de aprender e ensinar. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

__________. (Org.). Filosofia: Caminhos para seu ensino. 1. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2004

GUIDO, HUMBERTO. A arte de aprender: metodologia do trabalho escolar para a Educação Básica. Petrópolis, Rj: Vozes, 2008

HEGEL, G.W.F. Filosofia do Direito. Tradução de Paulo Meneses, Agemir Bavaresco, Alfredo Moraes, Danilo Vaz-Curado R.M. Costa, Greice Ane Barbieri e Paulo Roberto Konzen. São Paulo: Loyola, 2º ed, 2010.

ROUSSEAU, J-J. Émilio, ou, da Educação. Tradução Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Martins Fontes, 3º ed, 2004.

SHARP, A. M. A comunidade de investigação e o raciocínio crítico. São Paulo: CBFC, 1995b, p.17-32 (Vol. 2, Coleção Pensar).

Publicado
2020-08-25