A presença do piano em escolas de Uberlândia de 1889 a 1957

  • Daniela Carrijo Franco Cunha Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli
  • Lilia Neves Gonçalves UFU
Palavras-chave: Educação Musical, Ensino/aprendizagem de música, Piano na escola e atividades escolares., Ensino de música na cidade de Uberlândia.

Resumo

Este artigo é um recorte de uma pesquisa de mestrado cujo objetivo era investigar a presença do piano na cidade Uberlândia, bem como a sua relevância para o ensino de música na escola de 1888 até 1957, na perspectiva da educação musical. Esta pesquisa é um estudo documental, cujas fontes são artigos de jornais que circularam na referida cidade nesse período. A partir dessas fontes foi possível focar, neste artigo, na escola como um espaço importante para o ensino/aprendizagem de música, sendo que o piano era o instrumento presente nas atividades musicais realizadas no âmbito das escolas da cidade. Um dos autores que fundamentou a pesquisa foi Norbert Elias (1994), que discute a escolarização como uma continuidade no processo de civilização das pessoas. Concluiu-se que as atividades musicais no espaço escolar e os ideais construídos neste período contribuíram para o ensino/aprendizagem do piano na cidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, J. C. S.; INÁCIO FILHO, G. Inventário e interpretação sobre a produção histórico-educacional na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba: da semeadura à colheita. In: GATTI JÚNIOR, Décio; INÁCIO FILHO, Geraldo (Orgs.). História da educação em perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: EDUFU, 2005.

BRASIL. Decreto Nº 19.890, Dispõe sobre a organização do ensino secundário. Diário Official, dia 01 de maio de 1931, p. 6945. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-19890-18-abril-1931-504631-publicacaooriginal-141245-pe.html Acesso em: 9 set. 2018.

CÂMARA Municipal de Uberlândia – LEIS (de NS. 32 a 220). (1903-1919). Uberlândia: Typographia popular, 1919.

CARDOSO, E. G. de G. Educação superior no Triângulo Mineiro: O Conservatório Estadual de Uberlândia (1957-1969), 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro Universitário do Triângulo Mineiro, Uberlândia, 2004.

CARVALHO, C. H. de. República e imprensa: as influências do positivismo na concepção de educação do professor Honório Guimarães: Uberabinha, MG: 1905- 1922. Uberlândia: EDUFU, 2004.

CARVALHO, L. B. de O. B.; INÁCIO FILHO, G. Grupo Escolar Júlio Bueno Brandão: a educação pública no período republicano (Uberlândia, 1911-1930). In: Cadernos de História da Educação, v. 1, n. 1, jan./dez. 2002.

CASTRO, K. C. M. de. Cinema: mudanças de hábito e sociabilidade no espaço urbano de Uberlândia 1980 a 2000. Dissertação (Mestrado em História), Instituto de História, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.

DÂNGELO, N. Aquele povo feliz, que ainda não sonhava com a invenção da rádio: cultura popular, lazeres e sociabilidade urbana – Uberlândia 1900/1940. Uberlândia: EDUFU, 2005.

DANTAS, S. M. A Fabricação do urbano: civilidade, modernidade e progresso em Uberabinha/ MG (1888-1929). 2009. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista, Franca: UNESP, 2009.

ELIAS, N. Sociedade de corte: Investigação sobre a sociologia da realeza e da aristocracia de corte. (Trad.: Pedro Süssekind). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

ELIAS, N. O processo civilizador: uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994. v. 1.

GATTI, G. C. do V. Tempo de cidade, lugar de escola: dimensões do ensino secundário no Gynásio Mineiro de Uberlândia (1929-1950). Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. Tradução de: Federico Carotti. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GONÇALVES, L. N. Educação musical e sociabilidade: um estudo em espaços de ensinar/aprender música em Uberlândia nas décadas de 1940 a 1960. Tese (Doutorado em Música), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

GONÇALVES NETO, W. Pulsões culturais no início do século XX: grêmios literários, conferências, teatro e música em Uberabinha, MG, 1908-1920. In: SCHELBAUER, Analete Regina; ARAÚJO, José Carlos Souza (org.). História da educação pela imprensa. Campinas: Editora Alínea, 2007.

GONÇALVES NETO, W; CARVALHO, C. H. de. O nascimento da educação republicana: princípios educacionais nos regulamentos de Minas Gerais e Uberabinha (MG) no final do século XIX. In: GATTI JÚNIOR, Décio; INÁCIO FILHO, Geraldo (org). História da educação em perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: EDUFU, 2005.

INÁCIO FILHO, G. Escola para mulheres no Triângulo Mineiro (1880 – 1960). In: ARAÚJO, José Carlos Souza; GATTI JUNIOR, Décio (org). Novos temas em história da educação brasileira: instituições escolares e educação na imprensa. Campinas, SP: Editores associados; Uberlândia, MG, EDUFU, 2002.

PARADA, M. B. A. O maestro da ordem: Villa-Lobos e a cultura cívica nos anos 1930/1940. ArtCultura, Uberlândia/ MG, v. 10, n. 17, p. 173-189, jul./dez. 2008. Disponível em: http://www.artcultura.inhis.ufu.br/PDF17/M_Parada_17.pdf Acesso em: 29 set. 2018.

REIS, A. et al. História da Educação em Uberlândia: em busca das fontes. Educação e filosofia, Uberlândia, v. 7, n. 13, p. 125-128, jan/ jun. 1993.

SANTOS, R. M. Práticas culturais: as tipografias, os jornais e as livrarias de Uberlândia (1897–1950). História & Perspectivas, Uberlândia/ MG, n. 40, p. 207-226, jan./jun. 2009.

SIMÃO, D. C. dos S.; GONÇALVES, L. N. Práticas músico-pedagógicas no discurso dos jornais que circularam em Uberlândia de 1897 a 1915. Relatório pesquisa CNPq, 2011. (não publicado).

SOUZA, J. Música em projetos sociais: a perspectiva da sociologia da educação musical. In: Música, educação e projetos sociais. Porto Alegre: Tomo editorial, 2014.

SOUZA, J. Educação musical e práticas sociais. Revista da ABEM, v. 10, p. 7-11, mar. 2004.

Artigos dos jornais citados:

Jornal A Tribuna:

[Sem título]. Jornal A Tribuna, ano 3, n. 109, 16 de outubro de 1921, p. 1

[Brilhantíssima jornada]. Jornal A Tribuna, n. 1540, 6 de Novembro de 1941, p. 1 e 4.

[A cidade]. Jornal A Tribuna, ano 1, n. 33, 25 de abril de 1920, p. 1.

[Grupo escolar]. Jornal A Tribuna, ano 3, n. 156, 10 setembro de 1922, p. 1.

[Formemos o nosso patrimonio artístico]. Jornal A Tribuna, n. 823, 29 de agosto de 1934, p. 1.

[Festival]. Jornal A Tribuna, n. 712, 2 de agosto de 1933, p. 4.

Jornal Correio de Uberlândia

[Sem título]. Jornal Correio de Uberlândia, n. 4554, 3 de outubro de 1957, p. 6.

[Juventude Artística de Uberlândia]. Jornal Correio de Uberlândia, n. 585, 17 de novembro de 1940, p. 1.

[Expressiva solenidade: O Colégio Estadual comemora o pan-americanismo]. Jornal Correio de Uberlândia, n. 1891, 15 de abril de 1946, p. 1.

Jornal O Progresso

[Música no jardim]. Jornal O Progresso, ano 2, n. 76, 9 de março de 1909.

[Festas escolares]. Jornal O Progresso, ano 2, n. 62, 22 de novembro de 1908.

[Professor de Musica]. Jornal O Progresso, n. 156, 8 de outubro de 1910.

Jornal O Repórter

[Festas escolares]. Jornal O Repórter, n. 122, 21 de junho de 1936, p. 1.

[Semana da Pátria: As brilhantes solenidades em Uberlândia]. Jornal O Repórter, ano 19, n. 516, 5 de dezembro de 1942, p. 1 e 4.

[Festival]. Jornal O Repórter, n. 83, 15 de setembro de 1935, p. 1.

[Uma brilhante festa litero musical]. Jornal O Repórter, n. 1551, 21 de dezembro de 1941, p. 1.

[No Liceu de Uberlândia]. Jornal O Repórter, n. 832, 24 de novembro de 1945, p. 3.

Publicado
2020-03-27
Seção
Pesquisas em Educação Musical