AS MULHERES DE VIRGÍLIO: A REPRESENTAÇÃO DO FEMININO NA ENEIDA

  • Fábio Bacila Sahd Universidade Estadual de Maringá

Resumo

A partir de uma confrontação entre bibliografia especializada e a obra Eneida, o presente artigo discute a representação das personagens femininas, perscrutando suas principais características. Como pano de fundo da discussão, busca-se situar a literatura de Virgílio no seu contexto, caracterizado pelas gradativas mudanças que alteraram o status da mulher no interior da sociedade romana nas primeiras décadas da época imperial. Por fim, considerando a condição social do autor e as expectativas geradas em torno de sua obra, verifica-se a pertinência de pensar a representação das mulheres nesta como um mo- delo social idealizado comprometido com o poder político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Bacila Sahd, Universidade Estadual de Maringá
Formado em História pela UFPR Especialista em História Antiga pela Faculdade Bagozzi Mestrando em História pela Universidade Estadual de Maringá
Publicado
2012-02-22
Seção
Dossiê: Gênero, Cultura e Arte